sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Estilhaços do atual momento: corrupção na Petrobras, governo de Minas, novo governo de Dilma e a mídia golpista. Vamos conversar sobre isso?



Neste post quero passar por alguns temas que perturbam o dia a dia das pessoas comuns. Talvez incomodem mais ainda aos agentes políticos e outros envolvidos nas versões produzidas pela mídia, e fora dela. Comecemos pelo chamado escândalo da Petrobras.

A Petrobras é a maior empresa brasileira, de certa forma um dos principais símbolos da luta por um desenvolvimento não alinhado (com o imperialismo dos EUA e Europa) do Brasil. E justamente por ser uma grande empresa, que cresceu muito nos últimos anos, principalmente – cresceu 10 vezes nos últimos 12 anos – e pelo potencial de investimentos, a empresa se tornou cobiçada por todo lado.

Enquanto existir o sistema capitalista, é difícil se falar de qualquer empresa que não seja direta ou indiretamente controlada por interesses privados de grupos empresariais. A utopia de uma empresa controlada pelo povo, ou pelos trabalhadores, só será possível num outro sistema social, que já tenha superado as leis da mercadoria. Algo que ainda está distante da nossa realidade.

Nos marcos, portanto, do sistema vigente, a Petrobras é uma empresa estatal com participação privada. Na era FHC, é bom relembrar, quase que a Petrobras foi privatizada. Queriam até mudar o nome da empresa para Petrobrax, para cortar qualquer vínculo da história da Petrobras com o Brasil, e com as lutas dos trabalhadores pela apropriação das riquezas minerais do país.

O controle estatal da empresa, contudo, não garante que ela seja controlada de fato pela maioria do povo brasileiro. Uma parte substancial do que é faturado pela empresa na sua produção vai, de fato, para o povo brasileiro, através de impostos, de salários dos trabalhadores, e agora, com as regras do pré-sal, uma parcela do que for produzido vai diretamente para a Educação e para a saúde. Ponto para os governos Lula e Dilma, que não sucumbiram às pressões neoliberais que queriam entregar o pré-sal diretamente para os grupos estrangeiros.

Mas, boa parte dos recursos compõe os lucros dos acionistas, e uma outra parte, voltada para ampliação e investimentos, vai para empresas terceirizadas, ou para as empreiteiras, que tocam grandes obras, quase sempre superfaturadas.

Uma parte do dinheiro que essas empreiteiras receberam foi realmente investido nas obras, nos serviços, nos salários de milhares de trabalhadores, e nos impostos recolhidos. Contudo, uma outra parte significativa foi para o ralo da chamada corrupção ou caixa dois ou desvio de verbas, ou lucro superfaturado. Deem o nome que quiserem. Aqui não é um tribunal formal que exige rigor na qualificação e tipificação de cada crime para aplicar as penas. Estamos apenas analisando de passagem os processos que a mídia golpista vomita para a população de maneira sensacionalista e canalha, até.

Então, repassando o dever de casa, percebemos que a Petrobras presta relevantes serviços para o país. Na descoberta de petróleo, na produção, no desenvolvimento tecnológico, na geração de empregos diretos - quase 90 mil servidores -  e indiretos - acredito que mais de 100 mil empregos. E agora, com o Pré-sal, a Petrobras se coloca como um dos grandes instrumentos deste novo Brasil que os de baixo desejam construir, com mais investimentos em saúde pública, em educação de qualidade, etc.

Por que então a mídia, golpista, trata a questão do escândalo da Petrobras dessa maneira tão rasteira e partidária, sempre tentando atingir os governos Lula e Dilma, e sempre tentando apresentar a Petrobras como uma empresa sinônimo de corrupção? Um sensacionalismo barato, de terra arrasada, como se fosse o fim do mundo?

Esse julgamento premedito da mídia golpista não faz jus à grandeza numérica e qualitativa da Petrobras, e do significado que a empresa tem para o Brasil. Em 12 anos a Petrobras saiu da casa dos 10 bilhões de dólares para os 100 bilhões, podendo tranquilamente, em curto prazo, avançar para 150 bilhões de dólares no seu valor de mercado. Além disso, é uma empresa que detém o monopólio da operação do pré-sal, cujo valor das reservas em petróleo, segundo consta, ultrapassa a 5 trilhões de dólares. Podendo ser ainda maior.

Uma coisa é você dizer que há indícios de corrupção na Petrobras, que felizmente agora começam a ser apurados, investigados, e os envolvidos denunciados. E esperamos que sejam todos punidos. Isso deveria ser apresentado como uma coisa boa para a empresa e para o Brasil. Por paradoxal ou estranho que possa parecer, já que em tese se pode considerar como uma notícia ruim ter encontrado práticas de corrupção ou desvios de dinheiro na Petrobras.

Por que então poderíamos considerar que a revelação de práticas lesivas ao interesse público é uma coisa boa? Porque pelo menos agora, ao contrário do que acontecia antes, as coisas erradas estão aparecendo, o que possibilitará a sua correção. Já se admite a devolução aos cofres públicos de milhões de reais desviados.

A corrupção na Petrobras sempre existiu, desde o regime militar, passando pelos governos Sarney, Collor, Itamar, FHC, Lula e Dilma. Qual a diferença, então? É que antes não se investigava nada, tudo era abafado e tinha-se a impressão equivocada de que não havia nada errado. É mais ou menos o que aconteceu com Minas Gerais nos últimos 12 anos de governos tucanos. Se julgarmos esses governos apenas pela propaganda da mídia, teremos a melhor impressão do mundo. Se, ao contrário, julgarmos pelo que de fato representou esse período tucano – de arrocho salarial para os educadores, de quase nenhum investimento na saúde, na educação, na mobilidade urbana, no saneamento, na habitação popular, enfim, em quase nada – veremos que a realidade é mais amarga do que a mídia tentou iludir o povão. As urnas, de certa forma, mostraram isso, com a maioria dos mineiros impondo uma tripla derrota aos tucanos: no governo do estado e na candidatura presidencial nos dois turnos.

Mas, voltemos ao escândalo da Petrobras. Estamos assistindo ao desdobramento da chamada Operação Lava Jato, que na fase atual, pós-eleitoral, após a montagem seletiva e midiática da prisão de dois bandidos confessos, com capítulos de uma novela anti-petista, voltou sua atenção para os empreiteiros. Cinicamente, a mídia golpista apresenta a cada dia uma nova revelação do que seria a prática de superfaturamento e desvio de dinheiro da Petrobras com esses empreiteiros, seus operadores e suas ligações políticas. Mais uma vez, as revelações são feitas seletivamente, sempre contra o PT e seus aliados. Chegaram ao absurdo – tanto a mídia quanto os delegados e o juiz e os procuradores – de permitirem que um dos empreiteiros declarasse que repassou quantias para o PT, o PMDB, o PP e “mais alguns”. Vejam bem a dupla cretinice. Primeiro porque o empreiteiro, neste caso concreto, estava falando de repasses legais, caixa um, dinheiro contabilizado e legalmente doado. A mídia não esclareceu este fato, fazendo parecer que os partidos citados tivessem recebido dinheiro ilegal. A segunda cretinice foi não mencionar os partidos que estavam escondidos nas palavras “mais alguns”. Estes partidos são: o PSDB, o DEM, o PPS, o PSB, ou seja, toda a oposição golpista recebeu fartos recursos das empreiteiras que estão sendo denunciadas. Só no primeiro turno das eleições, calcula-se que elas – as oposições ao governo federal – abocanharam em doações nada menos que R$ 160 milhões dessas empreiteiras.

Mas, vamos alargar um pouco mais o nosso papo, coisa que a mídia não faz. Um cidadão que estiver voltando de Marte nesse instante, há de imaginar que apenas a Petrobras foi vítima de obras superfaturadas, corrupção e caixa dois. Ora, vamos deixar de cinismo, né pessoal? Tenham dó. Respeitem a inteligência dos cidadãos brasileiros. Eu desafio aqui, quem quer seja, a apontar uma única cidade do Brasil que não tenha realizado obras superfaturadas. E que essa prática não tenha alimentado o financiamento – caixa dois – de campanha de vereadores, prefeitos, deputados estaduais, deputados federais, governadores, senadores, e presidentes da República? O sistema político brasileiro está baseado nessa realidade de financiamento privado via caixa dois, que provém de obras superfaturadas ou empresas de ônibus, entre outras. É isso que a mídia golpista deveria extrair do atual escândalo da Petrobras e de forma educativa, defender uma reforma política que proíba o financiamento de campanha por parte das empresas, além de criar mecanismos de maior transparência e controle do processo eleitoral.

Mesmo que isso fosse realizado, não acabaria 100% com a corrupção. Nenhum país do mundo conseguiu essa proeza. Esta prática está no DNA do capitalismo. Mas, é inegável que ela pode ser coibida, reduzida, combatida com firmeza, desde que haja mecanismos para tal. Parece-me que o governo Dilma, ao contrário dos governos tucanos, tem feito avanços significativos nesse terreno. Coisa que a mídia golpista não reconhece.

O governo Dilma tem um problema sério de comunicação. De certa forma até compreensível, tendo em vista a imprensa que temos no Brasil – monopolizada na mão de meia dúzia de famílias inimigas do povo brasileiro. Fica difícil ter uma comunicação direta e esclarecedora com a população quando as TVs, rádios, jornais e revistas, 100% delas, ou quase, com seus comentaristas de aluguel, jogam contra o governo federal, contra os interesses do povo brasileiro, em favor da minoria privilegiada, interna e externamente.

A mídia é nossa inimiga, é preciso ter claro essa realidade, até que consigamos formar uma mídia alternativa, capaz de quebrar o cerco da Globo, da Band, da Itatiaia, da Veja, da Folha, enfim, de todos esses meios claramente serviçais do neoliberalismo e do imperialismo norte-americano. Todos esses meios de comunicação desinformam a população diariamente.

O escândalo da Petrobras, por exemplo, era para ser tratado como uma oportunidade de ouro - ou como se fosse uma nova reserva de petróleo -, não apenas para corrigir os erros naquela empresa, mas para estender esse combate a todos as práticas de superfaturamento e caixa dois em todo o Brasil. E mais: poderíamos estender isso ao combate à sonegação de impostos, coisa que a mídia esconde, já que não interessa a ela revelar que boa parte dos milionários brasileiros, incluindo os bancos e emissoras de TVs, com raras exceções, são sonegadores de impostos. O Brasil perde bilhões de dólares por ano com a sonegação de impostos, talvez mais até do que se perde com a corrupção.

Então todo o furor moralista da mídia golpista e dos políticos tucanos e afins contra a corrupção é falso, é enganoso, é seletivo, já que eles contemporizam com práticas semelhantes ou piores que acontecem no campo deles. A mídia fala no chamado mensalão do PT – que foi, na verdade, um caixa dois transformado em espetáculo midiático – , mas é incapaz de dar destaque ao mensalão tucano de Minas, que deu origem ao outro. É incapaz também de citar os outros escândalos envolvendo os governos tucanos, como: Privataria Tucana, reeleição de FHC com compra de votos dos deputados, Pasta Rosa, Trensalão de SP, entre outros. O próprio esquema da Petrobras, como já revelaram os procuradores de justiça, teria começado no mínimo há 15 anos, ou seja, na era FHC.

O doleiro que agora é apresentado pela mídia como operador do esquema que teria supostamente abastecido as campanhas do PT – e que, como vimos, abasteceu também as campanhas dos partidos da oposição – no passado operou para os tucanos. Inclusive já foi preso e passou pelo mesmo processo de delação premiada, só que os tucanos foram poupados, e continuam todos soltos, como disse a presidenta Dilma durante a campanha. Claro que a mídia não quer revelar o passado do doleiro. Nem tampouco quis revelar que o advogado do doleiro e bandido confesso tem ligações com os tucanos do Paraná, onde foi contratado em cargo comissionado no governo tucano. Segundo o procurador da Justiça Rodrigo Janot, ele, o advogado do doleiro, teria repassado informações seletivas para a mídia durante a campanha, visando prejudicar a candidata Dilma. Naquilo que chamamos de um esquema de golpe, muito mais nocivo ao país do que as revelações de desvios na Petrobras.

Já imaginaram se daquele esquema golpista envolvendo a mídia, as revelações seletivas dos bandidos confessos, as capas da Veja, a novela das 9 da Globo sobre o escândalo da Petrobras, enfim, se desse golpe tivesse resultado a vitória do candidato do tucano como quase aconteceu? O Brasil dos de baixo teria um prejuízo muito maior do que mil escândalos da Petrobras. Seriam quatro anos, pelo menos, de arrocho salarial, entrega do pré-sal, desestruturação dos equipamentos estatais – inclusive da própria polícia federal – além do total aparelhamento do estado, como se fez em Minas. Seria um grande retrocesso para toda a América Latina e também para a democracia brasileira, ainda jovem, apesar de passados quase 30 anos após a ditadura civil-militar imposta em 1964.

Nesse momento, e já tentando concluir o texto, que já se alongou por demais, o novo governo Dilma está sendo chantageado por diversas forças. No congresso nacional, no STJ, e até pela PF, cujos delegados, em parte, como é o caso da Operação Lava Jato, são claramente anti-petistas, como se revelou após as eleições. Mas, a maior chantagem contra Dilma ainda vem da mídia golpista, herdeira da ditadura e dos piores interesses.

Considero que a presidenta Dilma terá que agir em várias frentes para se fortalecer e realizar o governo que esperamos, em favor dos de baixo. Numa das frentes, ela deve agir com profissionalismo na relação institucional com os outros poderes – parlamento, MP e Justiça. Para isso precisa nomear bons assessores, gente séria, de caráter, e politicamente preparados para o debate e a formulação de propostas e negociações. Não dá para manter um Zé banana no Ministério da Justiça, ou um Ministro das Comunicações amigo da mídia golpista, ou deixar de nomear um bom interlocutor político.

Uma outra frente importante é a criação de canais de diálogo direto e permanente com os movimentos sociais, e também com as outras forças e personagens de esquerda. A base de sustentação do governo Dilma contra os golpismos será o povo nas ruas, na defesa das conquistas sociais e de novos avanços democráticos. A vitória de Dilma conseguiu aglutinar um grande movimento popular e progressista, muito além do PT, em oposição às forças da direita que o outro candidato representou. É preciso chamar esse movimento popular e progressista para o diálogo, para a construção coletiva de novas conquistas e para o enfrentamento, se necessário, contra as forças retrógradas.

Finalmente, é preciso construir uma mídia alternativa, que reúna TVs e rádios públicas, TVs e rádios comunitárias, além dos blogs, dos jornais de Interior, e das redes sociais, enfim, que sejam fortalecidas e formem uma robusta e verdadeira alternativa a essa mídia golpista que destrói o Brasil todos os dias. Uma mídia progressista, capaz de criar conteúdos próprios, e de abrir espaços para as diferentes correntes de pensamento e para a diversidade cultural existente no Brasil, coisa que não acontece atualmente. A mídia golpista passa apenas a opinião da Casa Grande. É preciso que a Senzala construa seus próprios meios de comunicação.

São essas as análises de passagem que apresentamos para a apreciação dos valentes leitores que visitam o nosso blog. Não falei especificamente dos desafios para o novo governo de Minas, mas em outra oportunidade abordaremos esse tema. E são muitos os desafios. A começar pela necessidade de uma imediata auditoria das contas públicas de Minas para que o povo mineiro, incluindo os servidores, fiquem a par da real realidade do estado. E também para que se possa construir novos caminhos, que contemplem as demandas específicas, especialmente dos educadores de Minas, e também outras, na saúde, na moradia popular, na mobilidade urbana, enfim.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

                                     ***


84 comentários:

  1. Euler,
    Muito esclarecedor o seu texto. Continue sempre tocando nos assuntos que interessam ao " de baixo", pois a mídia golpista faz um excelente trabalho. Eu fico vendo as pessoas do povo falando mal de Dilma, da corrupção, como se Aécio fosse o rei da ética. E pior, vejo alguns professores concordando com isso. Assim não dá!!!
    Abraços,
    Denise

    ResponderExcluir
  2. Não me contive e copiei este texto do empresário Ricardo Semler. Este sim, vale compartilhar e divulgar para os indignados de plantão.Ruy Aguiar

    RICARDO SEMLER

    TENDÊNCIAS/DEBATES
    Nunca se roubou tão pouco
    Não sendo petista, e sim tucano, sinto-me à vontade para constatar que essa onda de prisões de executivos é um passo histórico para este país

    Nossa empresa deixou de vender equipamentos para a Petrobras nos anos 70. Era impossível vender diretamente sem propina. Tentamos de novo nos anos 80, 90 e até recentemente. Em 40 anos de persistentes tentativas, nada feito.

    Não há no mundo dos negócios quem não saiba disso. Nem qualquer um dos 86 mil honrados funcionários que nada ganham com a bandalheira da cúpula.

    Os porcentuais caíram, foi só isso que mudou. Até em Paris sabia-se dos "cochons des dix pour cent", os porquinhos que cobravam 10% por fora sobre a totalidade de importação de barris de petróleo em décadas passadas.

    Agora tem gente fazendo passeata pela volta dos militares ao poder e uma elite escandalizada com os desvios na Petrobras. Santa hipocrisia. Onde estavam os envergonhados do país nas décadas em que houve evasão de R$ 1 trilhão --cem vezes mais do que o caso Petrobras-- pelos empresários?

    Virou moda fugir disso tudo para Miami, mas é justamente a turma de Miami que compra lá com dinheiro sonegado daqui. Que fingimento é esse?

    Vejo as pessoas vociferarem contra os nordestinos que garantiram a vitória da presidente Dilma Rousseff. Garantir renda para quem sempre foi preterido no desenvolvimento deveria ser motivo de princípio e de orgulho para um bom brasileiro. Tanto faz o partido.

    Não sendo petista, e sim tucano, com ficha orgulhosamente assinada por Franco Montoro, Mário Covas, José Serra e FHC, sinto-me à vontade para constatar que essa onda de prisões de executivos é um passo histórico para este país.

    É ingênuo quem acha que poderia ter acontecido com qualquer presidente. Com bandalheiras vastamente maiores, nunca a Polícia Federal teria tido autonomia para prender corruptos cujos tentáculos levam ao próprio governo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até que enfim um PSDBista decente. Como estamos carentes de pessoas como o Sr.Ricardo Semler.

      Excluir
  3. continuação.....
    Deixemos de cinismo. O antídoto contra esse veneno sistêmico é homeopático. Deixemos instalar o processo de cura, que é do país, e não de um partido.

    O lodo desse veneno pode ser diluído, sim, com muita determinação e serenidade, e sem arroubos de vergonha ou repugnância cínicas. Não sejamos o volume morto, não permitamos que o barro triunfe novamente. Ninguém precisa ser alertado, cada de nós sabe o que precisa fazer em vez de resmungar.

    RICARDO SEMLER, 55, empresário, é sócio da Semco Partners. Foi professor visitante da Harvard Law School e professor de MBA no MIT - Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA)

    ResponderExcluir
  4. Fico pensando o que leva alguém a defender casos claros de corrupção e desvio de dinheiro público. Que essa prática é usual de todos os partidos todos sabemos. Então defendo a ideia de que precisamos usurpar esse câncer de nossa sociedade, buscando novas forças que possam se aglutinar e refazer o Brasil. O atual governo perdeu credibilidade e, seus antecessores, também não são exemplos. Admirava mais o Euler que, quando ainda no magistério, defendia apuração, punição e justiça para todos. Culpar capitalismo por casos de corrupção também é outro equívoco, vide Rússia, que o comunismo se esvai e os comunistas tornam-se os grandes milionários do país. De que forma esse povo ganhou dinheiro num regime cujo modelo era socialismo puro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém está defendendo a corrupção, muito pelo contrário, agora estamos vendo uma luzinha no fim do túnel, por que antes se praticava a corrupção e nada se fazia, a não ser esconder tudo e a lambança continuar. O que o Euler quis mostrar é a hipocrisia de muitos brasileiros, querendo vender a ideia de que a corrupção passou a existir com o PT, e não como sendo um mal que assola o mundo há séculos e que dificilmente será eliminada. Tudo fora disso é pura demagogia.

      Excluir
  5. Prezado Euler
    Obrigada pelo texto.Com sua capacidade de expor de forma clara essas querelas que nos tiram o sono, vamos aprendendo e ajudando a construir um país melhor via educação de nossos alunos.

    ResponderExcluir
  6. aecioneves PRECISA SER DERROTADO CENTENAS DE VEZES!
    EU ODEIO AECIO
    ACHO ANASTASIA ASQUEROSO
    QUERO QUE AS ANASTASETES QUE AINDA ESTAO MANDANDO SE EXPLODAM
    QUERO A MORTE DO PSDB.
    É só isso que eu quero!
    E você colega que visita o Euler?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mesma coisa. Quero que o PSDB se exploda.

      Excluir
    2. Meu jovem, tira esse ódio do coração!

      Excluir
    3. Eles não merecem que você sofra com esse ódio todo, eles não merecem que você viva amargo, que dê gastrite... Esqueça essa gente, deixa que eles sigam suas vidas, vamos viver a nossa, construir os caminhos que nos conduzam ao bem, larga mão dessa raiva irmão, eu não aprovo em momento algum todos os mal feitos, o saco de maldades que jogaram em nossas costas, onde eu puder mostrar a farsa que eles são, eu o faço, mas não quero que morram, nem desejo maleficios. Nós somos do bem, cada um dá daquilo que tem!

      Excluir
  7. ANASTASETES é demais. Adorei. Vaias de PÉ para os perdedores enfurecidos que não aceitam o contraditório. E como ficará o insepulto fhc nesta investigação?Onde anda aquele menino mimado que não TOLERA ser contrariado? Gato comeu? Euler, excelente a sua explanação. Parabéns.

    ResponderExcluir
  8. A gigantesca valorização da Petrobrás não poderia ser diferente e só tende a aumentar, e o preço que pagamos pela gasolina aqui no Brasil deve ter alguma influência nisso, pois pagamos o preço mais alto do que todos os demais países que utilizam a gasolina da Petrobrás. Lá fora pagam menos da metade do que pagamos aqui. Se for engano, elucidem essa questão por favor...

    ResponderExcluir
  9. Viu gente, o que dá "puxar saco do psdb" kkkkkkkkkkkk Saíram de licença para fazer campanha eleitoral para o psdb e agora vão ter que fazer exame admissional para pegar contrato:
    ATENÇÃO!
    DESIGNADOS QUE SE LICENCIARAM POR MAIS DE 15 DIAS EM 2014
    EXAME ADMISSIONAL
    Resolução da SEPLAG

    ResponderExcluir
  10. Gente, vamos acabar com isso. Não existe o cargo de efetivado e sim de efetivo concursado! Respeitem quem fez concurso e que se façam respeitar a Constituição Federal. Chega desses efetivados acharem que são iguais aos efetivos, existe muita diferença. Pronto desabafo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos é respeitar uns aos outros e nos unirmos.Briga por quem é quem....não se pode mais ter em nossa profissão. Já estamos sendo muito massacrados por este governo Nossa união agora pela vitoria de nossa categoria é o que interessa.Se alguém sentir que se encontra prejudicado busque sua justiça. Mas não fique com ódio um do outro.O governo que graças a Deus está para trás sempre trabalhou com a ddivisão da categoria. Força para todos, muita luta e união. No fim do túnel sempre haverá uma luz.!!

      Excluir
  11. E a promoção na carreira prevista para janeiro/2015? Será que o Pimental vai honrar este compromisso? Se alguém souber me responda por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pimentel não prometeu nada pra janeiro de 2015, ele disse que assume o governo, sem choro, sem reclamação, e vai honrar compromissos com Minas, mas isso não significa que ele vai carimbar bilhete dos outros!

      Excluir
    2. Quero ver acontecer.

      Excluir
  12. Cadê as noticias da transição de governo??? Todos calados..ou vem coisa muito boa ..ou vem pepino como sempre..quem viver verá..abraço Euler guerreiro...ah..agora que mudou o governo de Minas, digo, vai mudar, ninguem mais lê o blog...acabou o problema de todos...vamos gente não sejam preguiçosos..leia e participe..é muito importante para a cçlasse....apesar do maior incentivador, o Euler não fazer mais parte dos quadros da educação ele luta mais que muitos..valeu..!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracieusa Brito @GracieusaBrito24 de novembro de 2014 23:51

      kkkkkk Tucanalha ainda? kkkkkkkk
      Escuta, Blog do Euler virou nossa bíblia. a gente lé todo dia e mesmo não escrevendo a gente gosta muito.Obrigada, Euler.

      Excluir
    2. Gracieusa Brito @GracieusaBrito25 de novembro de 2014 23:16

      Em tempo: lê.
      Bjs.

      Excluir
  13. Aos pouco a máscara da globo está caindo. Este vídeo está bombando.
    Mãe do dançarino DJ detona a Regina Casé e o Esquenta http://www.youtube.com/watch?v=87VV2H7HqO0

    ResponderExcluir
  14. A BARRA ESTÁ PESADA, UM PROFUNDO LAMAÇAL DE M--RDA

    Se o Pimentel quiser consertar as coisas vai ter remover essa fossa de m--rda que se tornou a administração do PSDB no Estado de MG.

    Tem muita gente graúda envolvida até o pescoço neste esquema asqueroso.

    ResponderExcluir
  15. Policia Federal chega no "Doutor Freitas" e Aécio Neves desaparece. Portal Forum. Agora a máscara começa a cair. E pensar que com tanto dinheiro que foi pro ralo ainda negavam merenda aos educadores.

    ResponderExcluir
  16. TRANSIÇÃO

    Pimentel reclama da falta de acesso aos dados da economia
    Governador eleito diz que vai gastar mais tempo, após a posse, para conhecer a situação do Estado..Reunião
    O governador eleito se reuniu nesta segunda com alguns deputados federais e estaduais mais próximos para discutir os rumos da transição no Estado. “Ele quer se inteirar dos assuntos”, disse uma fonte em referência ao retorno de Fernando Pimentel após dias de folga.

    Professores
    Pimentel reafirmou o compromisso de pagar o piso salarial dos professores, mas não explicou em que prazo. O governo atual afirma que paga proporcionalmente acima do piso. Pimentel também disse ser favorável às Parcerias Público-Privadas.

    ResponderExcluir
  17. Ouvi a declaração de Pimentel.Ele disse que é compromisso dele pagar o piso aos professores .Disse que o PSDB não pagou em 12 anos e ele vai pagar mas não imediatamente ao entrar ano que vem mas SIM ao longo de seus 4 anos de governo.Ele disse isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa conversa é pra boi dormir, queria ver, se antes tudo era fácil. Por que agora tem obstáculos e teremos que esperar pelos 4 anos? Confiar muito as vezes cega a pessoa.

      Excluir
  18. Ninguém fala mais em piso , carreira....todo mundo quieto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe perceberam que os resultados das urnas na hora de colocar a mão na massa, não será aquilo esperado pela classe. ENGANAÇÃO.

      Excluir
  19. Esse anônimo das 13:50 é bem crítico ao Blog do Euler, cobrando resultado da Equipe de transição. Deveria ele mesmo procurar e repassar notícias para todos os interessados. Não somente Euler que tem que procurar algo que não temos que en-trar em debate. Tenho que esperar para julgar algo a respeito não acha. Ele é boi na linha.....cuidado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, mas quem você pensa que é pra ficar julgando os outros? Acho que é um interesse mais que natural o do anônimo das 13;50, também eu quero saber o que fará o novo governador. Estou interessada em receber o PSPN, pois dinheiro para pagar aumentos para outros servidores , cargos em comissão, só o professor tem que ser abnegado? Não, e não.

      Excluir
  20. Jose Alfredo Junqueira25 de novembro de 2014 17:29

    Esta escrito em algum lugar que o Estado que provar que nao pode pagar o piso eh soh pedir o complemento à Uniao.Os tucaninhos fizeram de bobos,para nao mostrar as contas inventaram que ja pagam mais que o piso.E agora pt aqui e pt lá.E ai Pimemtel,vai fazer de bobo tambem e ficar dizendo que nao. pode pagar porque o estado esta quebrado ou vai pedir ajuda à Uniao conforme a lei do piso.Voce eh pt mesmo nao eh,entao mostra as contas à Uniao e pede o complemento.Eh sua promessa de campanha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com cada linha, tem razão .Até as pedras sabiam que o Estado tem uma dívida monstruosa, mesmo assim fizeram promessa e assinaram o compromisso de pagar o piso, para os professores. Taí uma boa oportunidade de fazer com que continuemos acreditando na Política.

      Excluir
  21. Ouvi também que no portal transparência da USP -São Paulo viram que o "honestinho"FHC recebe um salário de lá desde que se aposentou aos 37 anos , 22 mil reais por ...adivinhem...por mês.Viu só como os tucanos são safados? Eu não sei onde tem tanto dinheiro nesse país.Aqui nesse país é um buraco sem fim.Dinheiro que não acaba mais.Todos roubam e continua tendo dinheiro.Quer dizer só para os ricos políticos , empresários.Pobre aqui não vive.Tenho que sair dessa lama rápido.Nesse país só fica quem não tem condições de sair mesmo pois aqui pobre não tem vez.Deus me livre de tanta roubalheira assim.O Fernandinho honestinho disse que não é verdade hahahah faz me rir fernandinho.Confessa que você está no angú até o pescoço.É mais bonito falar a verdade corrupto sem vergonha.E vem falar de corrupçaõ do PT???

    ResponderExcluir
  22. https://www.google.com.br/search?q=aposentadoria+usp+FHC&ie=utf-8&oe=utf-8&aq=t&rls=org.mozilla:pt-BR:official&client=firefox-a&channel=fflb&gfe_rd=cr&ei=Utl0VMbPGYOC8Qf37oFQ

    Leiam que vontade de rir...não chorar.

    ResponderExcluir
  23. E esse concurso no apagar das luzes com um concurso prorrogado por mais 2 anos em vigência?
    Tentativa clara de tumultuar o Governo do Pimentel, principalmente com os efetivados da lei 100 que não forem aprovados em concurso e pressão dos que forem aprovados para tomar posse... O PSDB não tem seriedade mesmo com a política e muito menos com a educação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E os efetivos de décadas de estado que estão com cargos reduzidos, excedentes e ainda sem remoção e mudança de lotação? Já pensou o prejuízo deles. Assistem até hoje ex-efetivados ocuparem vagas com cargos completos enquanto eles, os efetivos, ficam em escolas longe de suas casas e com cargos reduzidos. Agora vem e abre outro concurso ao invés de resolver a vida dos efetivos antigos. Isso é o jeito de governar do PSDB. Pimentel tem que cancelar este novo concurso que foi aberto ontem dia 24/11/2014, fazer as movimentações de professores efetivos antigos e completar seus cargos, aproveitando assim os servidores que o estado já tem, diminuindo o excesso de servidores e gasto pelo estado. Posteriormente, aí sim, abriria concurso novamente. Isso é justiça com os efetivos, coisa que o PSDB não teve a ética e nem o bom senso de praticar conosco.

      Excluir
    2. Claro e evidente a tentativa de jogar uma bomba nas mãos do Pimentel para o próximo ano.. O PSDB não tem interesse nenhum em arrumar a educação em Minas.. É preciso que os professores tenham consciência que esse concurso é uma tentativa de dificultar o trabalho do Pimentel em relação a Educação no primeiro ano de mandato..

      Excluir
    3. É isso mesmo, colega, pisaram em nós efetivos durante esses anos todos e quando pensamos que já não tinham mais maldades pra farem contra nós, inventam mais essa de concurso. Vamos continuar trabalhando longe de nossas casas, com cargos reduzidos..., até quando meu Deus??????

      Excluir
  24. ABSURDO! Fernando Henrique aposentou-se aos 37 pela USP, recebe desde então um salário de R$ 22.100,00.. Salário acima do teto permitido e diz que este salário é RAZOÁVEL. Como presidente chamou os aposentados de vagabundos e criou o fator previdenciário para prejudicar milhões de aposentados brasileiros....LADRÃO...SAFADO. Vejam no Blog Brasil 247.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém tem tanta moral quanto ele para chamar os aposentados de vagabundos, já que ele mesmo se aposentou aos 37 anos. Ele dever ser o aposentado que mais se sente vagabundo neste Brasil.......também com tantos anos de aposentadoria assim né, só poderia se achar um vagabundo mesmo uai........Depois um cara desses vem dizer que quem vota no PT é ignorante......É muito vagabundo mesmo né.... filha da......

      Excluir
  25. Governo de Minas publica edital de concurso para preenchimento de vagas para a educação. Será que o governo vai colocar servidores sem nenhum dia de serviço aprovados nestes últimos concursos nas vagas dos ex-efetivados e vai deixar servidores efetivos de décadas de serviço prestado ao estado com cargos reduzidos e sem mudança de lotação e remoção? Milhares de efetivos de 10, 15 e 20 anos de magistério necessitam de mudanças de lotação e remoção para escolas próximas de suas casas e completarem também seus cargos. Mas no próprio edital cita que o edital, juntamente com o concurso, podem ser cancelados baseado em uma lei, vejam: " 5.2.8- Não será admitida a restituição da importância paga com a inscrição, com exceção das seguintes hipóteses: a) cancelamento e suspensão de concurso previstas na Lei Estadual nº 13.801/2000; b) pagamento extemporâneo ou realizado em duplicidade pelo candidato". Portanto, Pimentel, a partir de 1° de janeiro quando tomar posse pode cancelar este edital e este concurso para, enfim, completar os cargos dos efetivos de décadas de serviço e fazer suas mudanças de lotação e remoção, colocando cada um no seu devido lugar. Assim o estado aproveita os servidores que já tem, evitando excesso de servidores na secretaria, já que dizem que o estado está quebrado. Posteriormente, aí sim, deve novamente abrir outro edital com as milhares de vagas que ainda sobrarão e dar posse para novos concursados. Isso seria simplesmente JUSTIÇA que seria feita aos efetivos que já foram nestes últimos anos massacrados pelo PSDB. Vamos aguardar Pimentel e o sindute e o que vão fazer nesse sentido para nós, professores de tantos anos de efetivo exercício no estado e que demos o voto de confiança neste novo governo que vai se iniciar em janeiro de 2015. E como estou ansioso pela posse do PT neste nosso querido estado de Minas Gerais, que sejam bem vindos.....

    ResponderExcluir
  26. Poxa vida, o estado abriu concurso para preencher mais vagas na rede estadual de educação. Eu, particularmente, sou defensora de concursos e fico feliz em vê-los sendo oferecidos como faz o estado agora. Mas o estado e este PSDB estão, primeiramente, prejudicando os antigos e efetivos servidores. Primeiro o estado deveria usar as vagas dos ex-efetivados e completar os cargos dos efetivos que estão excedentes nas milhares de escolas do estado. Depois, deveria fazer suas movimentações como mudança de lotação e remoção, pois muitos professores, pais e mães de família, espalhados por todo o estado, estão lecionando em escolas longe de suas casas enquanto existem muitas vagas ocupadas até hoje pelos ex-efetivados. Incrível como que este governo do PSDB segue até o último minuto com sua perseguição aos professores efetivos. O que será que fizemos heim? O estado já deveria, imediatamente após julgamento da lei 100, fazer as mudanças de lotação e remoção e completar os cargos dos servidores efetivos de décadas de estado que estão excedentes, aproveitando os servidores que já tem, diminuindo os gastos públicos, já que dizem que o estado está quebrado. Depois, abriria concurso para as milhares de vagas que, com certeza iriam sobrar. Pelo que li tem um item no edital que cita que o próprio edital e o concurso podem ser cancelados. Então fica a dica para Pimentel e o sindute a partir de janeiro de 2015. O estado pode sim cancelar este edital que foi publicado ontem dia 24/11/2015 e, primeiro, resolver a vida dos professores antigos e evitando gastos excessivos para um estado que já está quebrado há muito tempo.... Vamos esperar que Pimentel e o sindute hajam com coerência neste sentido. Dar posse a um novo professor sem nenhum dia de serviço no estado com cargo completo, enquanto o governo do PSDB deixa dentro do mesmo município um outro professor efetivo de décadas numa escola pequena com cargo reduzido é um atestado de burrice e causa "inchaço" de servidores no estado. Depois vai reclamar que o estado está quebrado..... Assim qualquer estado quebra mesmo uai, kkkkk. Esse é o desgoverno do PSDB.....

    ResponderExcluir
  27. A grande vantagem de parte de nossa categoria é se meu candidato vence, aceito promessas, mesmo não seno cumpridas. Eu votei no Pimentel, mas de promessas estou farto e cheio, O PT e seus representantes sempre disseram que era possível pagar o piso, mantendo nosso plano de carreira. Observo que nem o sindute cobra isso uma posição do novo governo ou seja se e do nosso lado aceitamos so promessas valem, EU NÂO QUERO PROMESSA< QUERO MINHA CARREIRA DE VOLTA> E se não acontecer vou estar aqui cobrando todo dia, Não sou vaquinha de presépio. Quero salário, quero condição de trabalho e DIGNIDADE. E aproveitando se não acabarem com esse reinventando o Ensino Médio, uma idiotice total, desito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro colega, vc não tem que cobrar aqui não. Mas sim, do sindicato, participar das manifestações e paralisações reivindicatórias. Quanto ao Pimentel, vc está sendo impaciente e injusta, pois o mesmo nem tomou posse e vc está cobrando dele o que os outros não fizeram em 16 anos. Sejamos coerentes. Eu também quero o mesmo que vc, e vou à luta, caso seja necessário. Mas vamos esperar. ao menos o Pimentel tomar posse. Devemos lembrar ainda, que ele não tem vara de condão e irá consertar todos os estragos dos outros desgovernos com passe de mágica.

      Excluir
    2. Estou horrorizado com meu texto acima. Quanto erro de digitação SENO>>>DESITO>>> e palavras esquecidas, fazendo frases sem sentido,,,Acho que o sono ganhou. Desconsiderem.

      Excluir
    3. É melhor" desitir" mesmo .Eu também quero tudo que é meu: piso,carreira,dignidade mas...vou cobrar,mas só falar aqui não adianta, falar mal do sindute também não. Aliás,pela sua maneira de falar você é Aécio doente.Porque está se infiltrando aqui para articular contra o Pimentel. Você não me parece conhecedor da verdadeira política de Minas,porque para quem conhece só de ficarmos livres desta corja já está meio caminho andado.O resto é só alegria.

      Excluir
  28. Euler saiu o edital para o concurso mas na minha cidade não tem vaga para o mesmo, sendo que existem muitos efetivados nos cargos e faltam poucas pessoas para darem posse,existem muitas vagas no cargo que estou trabalhando e sou ex efetivada. Como vai fiar a situação das pessoas que tem mais de 20 anos na função foi efetivada tem vaga na localidade porque todas estão trabalhando e agora não tem concurso para a cidade. Pimentel tem que anular esse concurso, isso não é justo não.

    ResponderExcluir
  29. Não adianta, o governo de Minas não agradou a categoria com esse concurso, na minha cidade todo mundo está reclamando por que tem muita gente que tem muito tempo de serviço não é efetivo gostaria de passar no concurso é não tem vaga para o cargo e as mesmas estão trabalhando.Para onde foram estas vagas que não tem no edital do concurso. Que beleza que os efetivados irão continuar nas mesmas.

    ResponderExcluir
  30. Até na horinha de sua saída, q vá p nunca mais voltar, faz tragédias c os servidores. Não dá nem p acreditar, q porcarias tivemos a mais de uma década desgovernando o estado. Cadeia neles todos.

    ResponderExcluir
  31. Tem professor(a) com redução de carga horária porque quis. Ou tomou posse em cargo com redução, já sabia, ou aceitou remoção com redução. Agora aguente com as consequências... Queremos o concurso com as Vagas Atuais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, você está enganado, já que quando a maioria aceitou remoção e mudança de lotação com redução de carga horária, a mesma poderia ser completada assim que surgisse mais aulas na escola ou quando o servidor se transferisse para outra escola com mais aulas. Só que a partir de 2010 o governo do PSDB proibiu completar cargos. Deveria ter proibido apenas para quem viesse a reduzir daquela data em diante e não dos que já estavam com carga horária reduzida há anos.

      Excluir
  32. Ouvi dizer que o dinheiro das inscrições do concurso é para pagar o Décimo Terceiro. Será que ele vai se realizar? E agora como este povo da Lei100 ainda tem esperança nesta PEC69? As vagas dos ex-efetivados já foram lançadas no edital do concurso. Colocaram a culpa no PT por não ter votado esta PEC, só que pra votar o subsídio não precisaram do PT os deputados da base são 51 e só eles seriam suficientes pra aprovar a PEC...SE QUISESSEM. CLARO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o povo vergonha na cara tivesse, não faria inscrição para esse concurso e para essa carreira sem futuro

      Excluir
    2. Carreira de mer....mesmo !!!

      Excluir
  33. Estão comentando que o governo do PSDB, prorrogou o concurso e abriu edital para o novo concurso só para atrapalhar o governo do Pimentel para o ano de 2015, mas acho que tudo que está acontecendo agora é de comum acordo entre os dois governos,pois estão trabalhando com uma equipe de transição, ou eu estou enganada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto você está ganhando do psdb para fazer a toda hora propaganda contra o Pimentel? DEIXE O HOMEN TRABALHAR .

      Excluir
    2. Você está enganada. O Pimentel disse que até hoje não sabe a real situação do governo. A equipe de transição não repassa as informações e vai atrasar no mínimo 1 mês no seu mandato. Só depois que entrar vai começar a se inteirar dos problemas.

      Excluir
  34. As vagas dos ex-efetivados não foram lançadas no edital por que tem muito ex-efetivados na escola que eu trabalho e na minha cidade não tem vaga para o concurso.Isso relacionado com os professores dos anos iniciais 1° ao 5° ano. Esse concurso deverá ser anulado. Corra atrás sindicato, Rogério Correia e o nosso futuro governador Pimentel.

    ResponderExcluir
  35. O concurso foi uma decisão entre o PSDB (governo atual) e PT ( equipe de transição). Que dificuldade para entender!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o não pagamento do piso na carreira , será decisão conjunta tb ?

      Excluir
    2. Acredito que o não pagamento do piso acontecerá no primeiro, talvez segundo ano também da administração do PT em Minas, como forma de fazer o PSDB ser inesquecível, no sentido negativo. No entanto não se pode esquecer que o PT está e continuará no governo federal para ajudar o próximo governo mineiro. Enfim para pagar o piso que é um direito merecido do Professor pega direito dos impostos elevados no Brasil, desvios da Petrobrás... Não venham com desculpas!!!

      Excluir
  36. Gostaria de saber os critérios que foram usados , para a o lançamentos de vagas no concurso . Na minha cidade, está para concursos todas as vagas para efetivados, já nas cidades vizinhas , nenhuma vaga de efetivados foi lançado!

    ResponderExcluir
  37. SOS AOS PROFESSORES DE BRASÍLIA, MINEIRADA...
    Chamem o ladrão!
    Gazzola em Brasília, NÃO!
    Se isso acontecer, PSB NUNCA MAISSSSSSSSSSSSSSSS...
    https://blogdowashingtondourado.wordpress.com/2014/11/26/novo-gdf-dois-possiveis-nomes-para-a-secretaria-de-educacao/

    ResponderExcluir
  38. Vil hiena foi convidada por Alkmim para ir para São Paulo levar o choque de gestão. Coitados dos funcionários públicos de lá. Subsídio à vista. Ela vai pensar se aceita.

    ResponderExcluir
  39. pimentel lei 100 já era ,nada de jeitinhos, não quero chamá lo de pimentécio me poupe dessa.

    ResponderExcluir
  40. o ex governador e ex quase presidente, tancredofilo anastesietico, ex avo do ex quasepresidente da republica o ex governador, alérgico neves, era outro que gostava de jeitinhos.é a tal politica do dando que se recebe.

    ResponderExcluir
  41. o primeiro compromisso de minas é com a liberdade, mas o primeiro compromisso do pimentel é implantar o piso salarial dos professores e ponto final.

    ResponderExcluir
  42. Pessoal esse concurso é uma jogada não vamos fazer inscrição Pimentel irá anular o mesmo devido o descaso com os servidores que pretendem fazer e não existe a vaga sendo que vaga tem por que tem muitos contratados e ex- efetivados trabalhando nos cargos e faltam o mínimo para tomarem posse.

    ResponderExcluir
  43. PSDBosta nunca mais em Minas Gerais, está fazendo sacanagem com os servidores da educação até na ora de sair. Professores não votam mais provamos o que somos, com certeza a máscara do psdbosta vai cair e nunca mais irá levantar.Com as redes sociais tudo ficou mais fácil, não adianta ator,cantor e até atriz fazer propaganda enganosa.O povo está esperto e vamos ficar mais ainda.Pimentel e Dilma neles.Chega 2015 !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Toda corja fora do poder . Agora somos todos em um só.

    ResponderExcluir
  44. Bommmmmmm....
    Com certeza ela vai fazer um excelente trabalho ao pt....No final do mandato os professores de lá serão cabo eleitoral contra o psdb.....Em Brasilia salário de professor é muito bom......tomara que ela não mexa na carreira deles como fez com a dos de Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  45. Porque, dependendo do município existem vagas de disciplinas que não foram lançadas no edital atual? Resposta: Por que existe ainda um concurso de 2012, para estas vagas com validade prorrogada por mais dois anos.
    Porque lançaram edital este ano? Resposta: Lançaram para cargos que não foram lançados no concurso anterior que estão ocupadas por servidor não nomeado.
    Exemplos: Se no meu município existe ainda um concurso com validade de 2012 para o cargo de professor de disciplina x, este ano o edital não lançou vaga da disciplina x para meu município. Se em meu município existe vaga ocupada por servidor não nomeado, cuja disciplina não foi lançada no edital de 2012, esta vaga foi lançada agora neste novo edital.

    ResponderExcluir
  46. Alguém já recebeu a bolsa de R$ 200,00 do Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me recusei a fazer essa porcaria de Pacto do Demônio. Mandei que eles colocassem esses 200 contos onde eles bem entendessem.

      Excluir
  47. Se esta porcaria for para lá, ( Educação no Governo PT ), nunca mais voto em estadual, Federal já não voto, Senador votei no Josué, mas não voto em ninguém, ai perde meu voto Governo no estado e Presidente do País.
    Chega destas porcarias.

    ResponderExcluir
  48. Colegas, vejo matérias no Blog, cobrando de quem ainda nem entrou. Caso o Pimentel não nós atenda, faça como eu escreva depois para o mesmo e reclame.
    Acredito até segundo momento que ele não é da laia dos que saíram porta a fora.
    Vamos ter paciência e esperar um pouquinho mais. Mineiro não deve ser apresado, sejam astutos.
    Todos nós esperamos que a greve de 2011 não seja em vão com o governo do PT em MG.
    vamos discutir ou colocar para os colegas coisa mais importantes ok.
    Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
  49. Gente como o Sind-UTE subsede Teófilo Otoni está desatualizada em termos de informação aos seus sindicalistas até hoje tem no post informação de 28.02.2014, é vergonhoso para nós ver tantas subsede desorganizadas em prestação de serviço aos sindicalizados. Vai aí o meu desabafo.Olha não é só essa, tem várias......

    ResponderExcluir
  50. Gente é vergonha as informações prestadas pela subsede de Caxambu tem post velhos de março de 2014. Cadê a coordenador(a) dessa subsede para melhor prestação de informação aos sindicalizados. Será que temos somente o Blog do Euler nossa é demais nossa subsede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enquanto vocês o sustentarem vai ser sempre assim.Dinheiro entra e informação não sai.

      Excluir
  51. Ministros vão ganhar aumento.Pode?????????????/ Precisam disso?
    Já tem ajuda de tudo.

    ResponderExcluir
  52. Euler, qual sua opinião sobre a nova equipe da presidente Dilma?

    ResponderExcluir