domingo, 13 de abril de 2014

A entrevista do ex-presidente Lula aos blogueiros "sujos"

A entrevista do ex-presidente Lula aos blogueiros "sujos"


Tive a paciência de ouvir durante mais de três horas a entrevista que o ex-presidente Lula deu aos chamados blogueiros "sujos" - tratados assim pela grande mídia ou pelo tucanato ou pela elite paulistana. Gostaria, portanto, de registrar algumas percepções deste momento, que considero relevante, já que se trata de um ex-presidente com grande popularidade e que tem poder para influenciar nas decisões políticas do país.

Primeiramente, cabe registrar a importância simbólica de Lula ter escolhido justamente os blogueiros considerados progressistas, que travam contraponto diário à mídia tradicional, para realizar esta entrevista. Lula, que ficou os últimos três anos em silêncio, resolveu agora falar. Não farei um relato completo do que ele disse. Para isto, os interessados poderão ouvir na íntegra a entrevista que publicamos aqui no blog, ao final do post. Mas, quero explorar algumas contradições, além de citar os aspectos que considero positivos, também.

Em linhas gerais, considero que Lula fez uma espécie de confissão da covardia do PT nos últimos anos. Embora ele não tenha se incluído, é claro que, como liderança maior do partido, ele é também responsável por esta atitude pusilânime do PT. Em muitos momentos nos últimos anos, o PT se calou, se acovardou perante temas de grande relavência para o país e até mesmo para as lideranças do próprio PT.

O caso do chamado mensalão, por exemplo, que resultou num grande desgaste ao PT e na prisão de algumas de suas principais lideranças, como reconhece Lula, faltou ao PT travar o debate político sobre o tema. Ao invés disso, o partido apostou na judicialização do caso, como se pudesse resolver o problema pelo aspecto jurídico. Cometeu dois erros nesta avaliação: primeiro, porque o judiciário brasileiro, com raras exceções, é dominado pelas elites, e age pela pressão da mídia, da opinião publicada pela mídia, não tendo independência para decisões autônomas e isentas. Em segundo lugar, mesmo que o jurídico fosse favorável ao PT, o desgaste político não seria resolvido sem o debate político público que o PT não travou com medo de enfrentar a mídia.

A falta de coragem para enfrentar a ditadura de uma mídia servil aos de cima foi outra característica negativa do governo federal e do PT nestes últimos 12 anos. Ao dar entrevista para blogueiros, Lula, de certa forma, faz uma autocrítica inconfessa, pois nos três mandatos de governo federal, o PT conciliou descaradamente com o monopólio da mídia. Inclusive alimentou este monopólio com recursos publicitários federais. O caso mais descarado foi em relação a rede Globo: consta que nos últimos 10 anos a Globo teria recebido nada menos que R$ 6 bilhões em publicidade "técnica" por parte do governo federal. O governo federal tinha e tem todas as possibilidades de criar regras de valorização da mídia alternativa, em favor da pluralidade da imprensa, mas acabou preferindo apostar na manutenção do status quo existente.

Em função deste acovardamento do PT para com a mídia tradicional - toda ela golpista, neoliberal, de direita -, o Brasil dos de baixo deixou de experimentar uma outra prática cotidiana, de diálogo horizontal, de valorização das culturas regionais, do direito ao contraponto aos constantes ataques da mídia aos movimentos sociais e à nascente democracia brasileira. E se agora o próprio ex-presidente Lula começa a se mexer e a falar é porque muito tardiamente começa a perceber que era preciso fazer alguma coisa nesta área das comunicações. E que não fizeram.

Não fosse a Internet e a inciativa de vários jornalistas e não jornalistas com seus blogs e a atuação  de ativistas nas redes sociais, o Brasil já teria sofrido golpes que resultariam na derrubada dos governos do PT. O golpe não precisaria ser necessariamente militar. Os golpes que mídia vem tentando através do judiciário - no caso mensalão, por exemplo - seguramente teriam levado ao impeachment do Lula ou da Dilma se não fossem os contrapontos feitos nas redes sociais da Internet.

Mesmo assim, Lula não assumiu um compromisso formal com a luta pela democratização da mídia. O PT morre de medo da mídia e só consegue agir de forma simbólica. O governo federal dispõe de amplos instrumentos para fomentar uma mídia alternativa e para liderar uma discussão nacional em favor da democratização da mídia, revelando o significado histórico do atual monopólio da imprensa, especialmente das rádios e TVs.

Nas políticas sociais, Lula dá um veradeiro show, quando compara as conquistas dos governos do PT em relação aos governos anteriores. Mais emprego no lugar das políticas recessivas neoliberais do tucanato; mais oferta de vagas nas escolas de ensino superior; mais médicos, mais políticas sociais como o Bolsa Família, Luz para todos, Pronatec, etc. Claro que em relação às questões sociais tudo o que se fizer ainda será pouco, dado ao passivo da dívida social de 500 anos desde a ocupação europeia do território brasileiro e latinoamericano. Mas, comparativamente aos governos dos tucanos e demais, os governos do PT dão um banho. Querer retroceder à era FHC seria um verdadeiro atraso para a vida nacional, especialmente para os de baixo, que serão (seremos) as maiores vítimas das políticas de choque de gestão neoliberais de um suposto governo tucano. Contudo, reconhecer esta realidade, não significa assinar embaixo tudo o que o governo federal faz ou deixa de fazer. Pelo contrário. Como a própria presidenta Dilma reconhece, sem a pressão dos movimentos sociais não será possível fazer as reformas, incluindo a reforma política, necessárias.

Lula falou praticamente sobre todos os assuntos. Falou da Petrobras, embora não tenha aprofundado sobre o caso mais criticado pela mídia - a compra da refinaria Pasadena. Deveria dizer claramente que esta compra foi um ótimo negócio para a Petrobras. Preferiu dizer que era preciso apurar e tal, mas, pelo menos desta vez, Lula alertou ao PT para que ele não permita que transformem a CPI da Petrobras num novo mensalão. De fato, tudo o que a mídia tradicional pretende - e a oposição golpista mais ainda - é criar um novo mensalão contra o PT. Foi graças a esta invenção chamada mensalão - que não se provou em absoluto o pagamento mensal de deputados - que deixou o PT na defensiva, com medo da própria sombra.

Desta vez, pelo menos, a chamada "base aliada" do governo federal no congresso partiu para a ofensiva e respondeu na mesma moeda. Se querem fazer uma CPI da Petrobras para desgastar o governo, então façamos também uma CPI dos escândalos escondidos pela mídia, escândalos estes ligados aos tucanos e ao agora aliados dos tucanos, Eduardo Campos de Pernambuco. A mídia conseguiu abafar todos os grandes escândalos envolvendo o PSDB - e são vários, tanto os federais quanto os regionais. Até mesmo o mensalão tucano mineiro, com os mesmos personagens do mensalão do PT, teve um tratamento diferenciado por parte da mídia e do STF. Lula citou este caso na entrevista. Os tais dois pesos e duas medidas que nós já havíamos falado aqui no blog.

Nos aspectos estéticos, da apresentação e da exposição de ideias, claro que Lula dá um show. Ele fala uma linguagem popular, como poucos políticos conseguem, já que é uma liderança que veio de baixo, que surgiu com o movimento operário resistindo aos cortes salariais da ditadura civil-militar no final dos anos 70 e início dos anos 80. Lula é das poucas lideranças nacionais que conseguem estabelecer um diálogo direto com o povão, sem precisar da mediação de uma mídia, como acontece com outros personagens, como Aécio Neves, Marina Silva, Eduardo Campos, e até mesmo a presidenta Dilma. Todos estes personagens precisam da ajuda de merqueteiros para se promoverem, pois não têm o carisma e a experiência de um diálogo direto com o povão brasileiro. Lula, ao contrário, navega com enorme facilidade neste quesito. Um outro líder que também tinha esta facilidade era Leonel Brizola, embora tivesse sido brutalmente prejudicado pelos longos anos afastado das novas realidades brasileiras, após o golpe de 1964.

Contudo, apesar deste ponto forte da liderança do Lula, ele não se afasta da sua prática conciliadora, que desenvolveu enquanto liderança sindical no passado. Ele critica os de cima mas deixa uma porta aberta para o entendimento, a conciliação. Esta característica, que pode ter o lado bom em determinados momentos, em outros, contudo, é extremamente prejudicial, pois não ajuda a avançar a luta em favor dos de baixo. Por isso mesmo a gente observa que o Brasil avançou em muitas conquistas sociais, mas continua atrasado em pontos vitais como: na manutenção do monopólio da mídia; na manutenção dos privilégios das castas dos poderes constituídos - especialmente no legislativo, mas não somente; na manutenção da prioridade ao setor financeiro nas políticas públicas; na manutenção da anistia aos torturadores da ditadura civil-militar; enfim, são muitos os temas que precisam ser revistos e alterados, para o bem da maioria do povo brasileiro.

No aspecto internacional, das relações com outros países e povos, não resta dúvida que o governo federal desenvolveu uma política não atrelada ao imperialismo norte-americano. Lula, na entrevista, destacou os bons contatos e a solidariedade com os países africanos, com a Venezuela, a Bolívia, etc. Demonstrou que a diversidade das relações, neste caso, além de benéfica às culturas regionais, é boa também economicamente. O Brasil ganhou ao não ficar atrelado apenas às diretrizes impostas pelos EUA e países ricos da Europa.

Enfim, após três anos de autoexílio, Lula ressurge com fôlego e disposição para travar muitas lutas políticas, a principal delas, neste ano eleitoral, a da reeleição da presidenta Dilma. Tomara que o PT e o governo federal comecem a aprender que a omissão nestes útlimos anos custou muito caro à democracia brasileira. Não que tudo dependa somente do PT e do governo federal. Nunca, jamais! Mas, num cenário de desorganização das amplas massas, de uma certa despolitização, a liderança de um partido e de um governo que se propõem progressistas pode evitar retrocessos. E o golpismo, no Brasil ou em qualquer parte do mundo, anda à espreita e sempre pronto para assumir (e destruir) os destinos dos povos.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!





                        ***

167 comentários:

  1. Eu espero que Lula não se resuma apenas à campanha da presidência, apoiando Dilma. Espero que ele trabalhe bem perto dos candidatos do PT aos governos estaduais, como aqui em Minas. Fernando Pimentel vai vir forte devido às circunstâncias do PSDB aqui em Minas, exemplo: PIP que acabou , lei 100 que caiu, mensalão tucano, Pimenta da Veiga réu no mensalão, violência alarmante em Minas e etc....Lula tem que gravar sua voz apoiando Fernando Pimentel para se fazer propaganda em carro de som em todos os municípios do estado. Aqui na minha cidade foi assim, pois o candidato do PT colocou carros de som com Lula apoiando ele pra prefeitura e o cara ganhou mesmo, e nos últimos dias deixou o candidato do PSDB de fora. Aqui deu PT na cabeça com a voz de Lula apoiando. Isso tem que ser feito em todos os municípios do estado, aí sim pode ser que Fernando Pimentel seja eleito. Se vão ter Aécio pra induzir os eleitores a votar no réu do mensalão, nós vamos ter Lula para induzir os eleitores a votar em Fernando Pimentel, ex ministro da união. Fica a dica para os militantes do PT. Vamos ver qual influência vai pesar mais junto aos eleitores mineiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, infelizmente só temos uma opção :

      Ou seguimos o PT ainda que corrupto e blá, blá ou entregamos tudo

      na mão do PSDB. Faça sua escolha de qual é pior ?

      Excluir
    2. Deus nos livre do PSDB.

      Excluir
    3. Professor não tem que seguir ninguém.Professor é formador de opinião,transformador.Se quisermos conseguir alguma coisa, temos que lutar.Ninguém ganha espaço de graça.É preciso que durante as greves a participação dos professores tem que ser maciça.e não adianta fazer greve nos modelos tradicionais.É preciso ocupar pontos estratégicos como órgãos de imprensa.Assim seremos ouvidos.

      Excluir
    4. DISCORDO JAMAIS VOTARIA NO PT. QUANTOS ANOS ESTÃO MAMANDO EM BRASÍLIA. ISTO VOCÊS ESCONDEM.

      Excluir
    5. 13 de abril de 2014 23:01

      DISCORDO JAMAIS VOTARIA NO PT. QUANTOS ANOS ESTÃO MAMANDO EM BRASÍLIA. ISTO VOCÊS ESCONDEM.

      Amigo, infelizmente só temos uma opção :

      Ou seguimos o PT ainda que corrupto e blá, blá ou entregamos tudo

      na mão do PSDB. Faça sua escolha de qual é pior ?

      Excluir
    6. O PSDB é o mestre em corrupção. Mas a mídia é conivente. EX: mensalão tucano, privataria tucana, compra de ambulância superfaturadas no governo de Serra em SP, compra da reeleição por FHC, Trensalão em SP. Lei 100 e por aí vai....

      Excluir
  2. No cenário atual não seria nada bom um governo federal de direita.

    Seria um ''choque de gestão'' no país inteiro.

    Aécio Neves iria destruir o Brasil..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ESTA É A SUA OPINIÃO

      Excluir
    2. Não só a dele , mas da maioria da população brasileira. Viva o eterno presidente Lula!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    3. ESTA É A OPINIÃO DA MAIORIA.

      Excluir
    4. E a minha também! Aécio jamais!!!

      Excluir
    5. Ainda defendem o Lula? Cruzes. É farinha do mesmo saco.

      Excluir
    6. Lula é, no momento, nossa melhor opção. Eu voto no PT.

      Excluir
  3. 247
    ARMÍNIO DEFENDE AÉCIO E "MEDIDAS IMPOPULARES"
    :
    Cotado para ser ministro da Fazenda num eventual governo Aécio Neves, o economista Armínio Fraga defendeu a proposta colocada pelo presidenciável tucano de adotar rapidamente, ainda no primeiro dia de mandato, o que chamou de "medidas impopulares"; "o custo de tomar as medidas porventura impopulares é muito menor do que o de não tomar", disse Armínio; "as pessoas têm de cair na real"; numa longa entrevista, ele defendeu um teto para o gasto público, a autonomia do Banco Central e disse ainda que o salário mínimo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Resumindo: A classe media e os trabalhadores vão se lascar. Ele disse também que o salário está muito alto. Significa que ele será congelado.
      Será que o povo brasileiro quer se sacrificar mais ainda, e assim sobrar mais para os bolsos desses safados?

      Excluir
  4. Professor Euler,
    Show de bola as suas palavras neste último post. Parabéns, aliás faltou você na entrevista.Rsrsrs.
    Professor Herbet
    Cristália - MG

    ResponderExcluir
  5. É só acabar com a mídia que todos os problemas do Brasil serão resolvidos. Euler te acho muito inteligente, mas, troca a fita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, é bem sabido que o euler é petista !

      Depende de qual ponto de vista você enxergar a a posição do euler.

      No cenário atual o PSDB é um partido de elite e tem pavor de trabalhador

      e da plebe rude.Veja minas nesses 12 anos que maravilha ! O PT

      enquanto partido tem ideologias sociais bem embasadas, logo muitos

      integrantes do PT que destroem a imagem do partido.Ainda assim do

      no momento atual com a entrada de aecio neves o brasil seria destruído

      pela imposição das elites.

      Excluir
  6. em entrevista ao portaal o tempo, o novo governador alberto p.c.disse que vai continuar o legado do grande governador antonio azia,que porcaria este alberto é outra invenção da dupla AA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apelidos ridículos.Não combina com professor(ou combina)?

      Excluir
    2. Sugestão pra o anônimo de 18:31 sobre o comentário de colega de 21:09: uma música, interpretada pela "célebre filósofa" conteporânea "Valeska Popozuda": -"beijim no ombro pro recalque passar longe, beijim no mombro só pra invejosas de plantão". É a mesma sugestão que dou para o candidato em'po'eirado Invejécio Neves, sobre o governo do PT.

      Vamos limpar Minas de tanto pó e sujeira do PSDB.

      Excluir
    3. Por que no lugar de ficar reclamando dos apelidos dados a esses políticos que arruinaram nossas vidas, você não contribui com ideias ?
      No governo de Minas só tem louco, se merecem respeito não mostraram porquê.Ademais, meu caro este é um espaço para extravasar e podemos ser virulentos o quanto quisermos!

      Excluir
    4. Ser virulento continua parecendo alguns alunos nas salas de aula e na hora do recreio.Se você quer ser virulento,vá juntar-se aos Black Blocks,encare a Polícia,bata e apanhe.Quanto a contribuir com idéias,basta os professores invadirem os órgãos de imprensa,a repercussão será grande e seremos ouvidos.

      Excluir
    5. Apareceu a margarida! Quem é vc, Edilsom Luis de Souza! Professor, nao, é. Se não é prof va cantar em outra freguesia. Desempulera daqui tucano. Ta ganhando quanto pra defender os AAAA? NEM ADIANTA DIZER QUE NAO OS DEFENDE, , foi vc mesmo quem disse. Na duvida, leia o que escreveu. Quem defende essa corja de ladrões, ta lucrando com alguma safadeza.

      Excluir
    6. Estou lucrando o mesmo que você,caso você seja professor.Caso eu defenda o Psdb ou qualquer partido,estou usufruindo do direito que eu tenho por viver em um país democrático.Por que você acha que eu devo compactuar com suas idéias?Temos que ter cuidado ao eleger qualquer candidato que seja.Por acaso ,você conhece o programa de governo do PT ou de qualquer partido que seja para melhorar a educação em Minas Gerais?Não tenho ilusões com relação a qualquer político que seja.Quanto à minha profissão,como você afirma que eu não sou professor?com relação à Margarida,não estou me escondendo como anônimo.É por essas e outras que os professores têm se dado tão mal nos últimos anos.

      Excluir
  7. É PRECISO MOSTRAR PARA O BRASIL E O MUNDO, QUEM AÉCIO NEVES, QUANDO ELES SOUBEREM QUE ELE E ANASTAZIA QUEBRARAM O ESTADO COM OBRAS ELEITOREIRAS AÍ TODOS CAIRÃO NA REAL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A cara dele já é por si só simbólica de vileza, hipocrisia e aristocracia.

      Excluir
  8. DESTRUIR O BRASIL COMO DESTRUIU MINAS GERAIS, ELE E SEU CONSELHEIRO ANASTAZIA.

    ResponderExcluir
  9. NÃO SEI NÃO MAS ESSAS MEDIDAS IMPOPULARES ME LEMBRAM FERNANDO CLLOR E O CONFISCO DE DINHEIRO,VAMOS DESDE JA GUARDAR NOSSO SOFRIDO DINHEIRO DEBAIXO DO COLCHÃO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. impopular = não gostar de projetos sociais , não gosta de trabalhador, aumenta inflação, privatização, arrochar o cidadão, congelar salário minímo...

      Excluir
  10. SE PERGUNTAREM AO AÉCIO O QUE É OCHOQUE DE GESTÃO,NEM ELE SABE EXPLICAR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os servidores da educação sabem bem o que é um choque de gestão. PSDB nunca mais! Se eleito um presidente do PSDB depois do "choque" o Brasil será um apagão.

      Excluir
    2. Isso porque Deus não dá asa a cobra !

      Excluir
  11. ME PERDOEM, MAS PIMENTEL É O PÉSSIMO DOS PÉSSIMOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito melhor do que os tucanalhas aecio e anastazia garanto que é. Viva o eterno presidente Lula!!!!!!!!!

      Excluir
    2. E o Pimenta?
      Deveria estar ardendo atrás das grades.

      Excluir
    3. Só tem bagaceira na política brasileira. O voto é obrigatório porque senão ninguém iria perder tempo com esses corruptos.

      Excluir
    4. Não precisa me perdoar, mas Aécio é ainda pior!

      Excluir
    5. FORA PT!!!!!!!!!!!! NÃO ADIANTA O BLOG SÓ POSTAR COISAS RUINS DO PSDB. MUITOS TEM NOJO DO PT

      Excluir
    6. Sejamos respeitosos,caro colega!!!
      O Euler dispõe esse espaço para
      que fiquemos informados.A"casa"
      é dele.Alguns tem sido,a meu ver,
      pouco compreensivos!
      Ora,o Euler tem suas restrições
      quanto ao P.T. mas colega,PSDB
      é coisa ruim,mesmo.Ele nem preci-
      saria postar isso.Mas parece que
      precisa,sim...
      Sem mais,boa semana a todos,
      Helena Thaereh

      Excluir
    7. Helena Thaereh13 de abril de 2014 23:38

      Muitos não têm sensibilidade para enxergar o que o euler quer passar.

      Por isso acham que ele faz propaganda para o PT.Vivem em um país

      como esse não se portam como cidadão.

      Excluir
    8. KKKKK, o bom deve ser você... voto em Pimentel vamos tirar PSDB de MInas.

      Excluir
    9. quando disse pimentel péssimo dos péssimos,esqueci de referir-me, também á todos candidatos do psdb,todos uma porcaria só,como aa,azeredo,e etc.

      Excluir
    10. Lula também é péssimo dos péssimos.
      VETOU fator previdenciário.Não quis assinar.

      Excluir
    11. Claro,não foi ele quem inventou.Foi o FHC...

      Excluir
    12. Lula nunca lutou pelos trabalhadores.Foi só uma marca pra ganhar votos dos bobos.

      Excluir
    13. Eterno presidente Lula?
      Fora Lula, fora Dilma, fora PT,PSDB e outros mais.Temos que colocar gente nova no poder pra vermos este país de outra forma.

      Excluir
    14. Resposta para o Psdbostistas das 14:42

      caro aecista de plantão,Vou cantar pra uma música num nível que pessoas como vocês conseguem entender. Ela é interpretada pela "célebre filósofa" contemporânea "Valeska Popozuda": -"beijim no ombro pro recalque passar longe, beijim no mombro só PRAS INVEJOSAS de plantão". É a mesma sugestão que dou para o seu o candidato em'PO'eirado Invejécio Neves, sobre o governo do PT.

      Fica esperto e começa a correr pois VAMOS LIMPAR MINAS DESSA CORJA DE LADRÕES USURPADORES. Vamos limpar Minas de tanto pó e sujeira do PSDB.

      Excluir
    15. ´´E ISTO QUE VAMOS VER. JÁ ESTOU DETONANDO O PT.QUEIRA VOCÊ OU NÃO

      Excluir
    16. Graças a Deus que não preciso, já lutei muito e por isso tenho uma vida mais ou menos privilegiada. Mas qdo se refere PSDB OU PT, fico analisando é tanta bolsa, é bolsa escola, é bolsa família... E a classe carente é bem mais populosa, não interessa de onde vem tais ajudas os elogios vão todos para o PT.

      Excluir
  12. Parabéns Euler ,como sempre é de se admirar a tua profundidade intelectual.Crie alguma polêmica para você aparecer mais.Pois professores inteligentes existem muitos mas,só aparecem quando fazem algo"errado".

    ResponderExcluir
  13. Estamos em opção nestas eleições. Ficamos com o PT, antes o partido que era contra corrupção, honesto, com idéias claras, a favor do trabalhador e hoje tornou-se um partido como os demais. Só pensam em tirar vantagens. Ou ficamos com o PSDB que precisa olhar mais para o pobre, o trabalhador. Tem que aparecer uma nova opção. Vamos aguardar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe...mas tive que rir...PSDB olhar mais para
      o pobre?Já olhou alguma vez e eu não percebi???
      Helena Thaereh

      Excluir
    2. PSDB, um museu de novidades.
      NÃO É UMA NOVA OPÇÃO.

      São "eles" que estão fazendo o que se percebe desta Minas Gerais.

      (comentário acima é de tucano)
      CUIDADO!
      TEM BOI NA LINHA.

      Excluir
    3. NÃO VOTO EM AÉCIO.

      NEM A PAU, JUVENAL.

      Excluir
    4. Carioca Arrependido14 de abril de 2014 11:06

      psdb kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk #PSDBnuncaMAIS NUNCA FICAMOS COM ELE E JAMAIS FICAREMOS. VÁ TE CATAR TUCANALHA LADRÃO DESDE 1998 DO MENSALÃO TUCANO, DA PRIVATARIA TUCANA E DO TRENSALÃO PAULISTA. TÃO INCOMPETENTES QUE DILMA LEVOU ÁGUA PRO SERTÃO NORDESTINO E VOCÊS ACABARAM COM A ÁGUA DE SÃO PAULO, LADRÕES DE NIÓBIO.

      MORRAM DE INVEJA, BICUDOS NO PIOR SENTIDO:

      https://www.google.com.br/search?q=imagem+da+transposi%C3%A7%C3%A3o+do+rio+s%C3%A3o+francisco&client=firefox-a&hs=8Cj&rls=org.mozilla:pt-BR:official&channel=sb&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=IutLU-jkKKnB0QHs3YGwAQ&ved=0CAkQ_AUoAg&biw=1510&bih=679&dpr=0.9

      Excluir
    5. Esqueça ,amigo, no cenário atual é o PT mesmo !

      PSDB é muito forte e a qualquer vacilo do PT derrubará outro partido.

      Excluir
    6. Na sua opinião.Lamento dizer que o PT está em baixa. PSDB na cabeça.

      Excluir
  14. Tenho dó do professor Euller e todos os professores socialistas de minas, se depender dos Ptralhas para melhorar alguma coisa no estado. Estamos completamente ferrados. Deveria-se importar com políticas alternativas em relação a essa corja do PT.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é mui amigo por se preocupar conosco,Odeio o pt por que ele melhorou o Brasil!

      Excluir
    2. Tenho muita dó de professores desinformados.Parece que só se informam
      através de "veja".Há outras alternativas,principalmente vários blogs sugeri-
      dos pelo Euler.Acordem!!!Copiam até o termo criado pelo reinaldo azevedo
      (petralhas).Típico de quem não suporta que aquele que foi o maior líder
      sindical da América Latina,tenha chegado à Presidência.Arrogância é
      pouco desses que se crêem intelectuais!!!

      Excluir
  15. GENTE, o Aécio contratou mais 9.000 pessoas com ótimo salário ,pago pelo PSDB,lógico,para fazerem comentários a favor do PSDB e malhar a Dilma nos diversos blogs. Eles ficam o dia todo na internet procurando comentários onde possam defendê-lo e acabar com o prestigio do PT. Tem pessoas espalhadas em todo o mundo ganhando só pra isto. Pelo visto já acharam o blog do Euler. Não deem trela.É o que querem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha cara,todos os comentários feitos a favor de Aécio são verdadeiros,portanto ,é feito de graça.

      Excluir
  16. Aham! Sei. Tipo esperar a Rede existir de fato, Ou a nova politica PSB/REDE... ?

    Ou seria o PSOL....? PSTU e seu modelo revolucionário,,,?

    Aguarde você.

    Vou de PT, pois quero que em MG tenhamos a oportuindade de

    desfrutarmos dos beneficios das politcas sociais do PT.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde está escrito o partido REDE de Marina Silva. Leia: O partido REDE não existe. Marina Silva não conseguiu criar seu partido.
      GRAÇAS! OH GLÓRIA!

      Excluir
    2. Concordo!!!

      Excluir
  17. é preciso que outros partidos politicos esmiucem a gestão AA, e mostrem insistentemente para o brasil, quem são estas porcarias que governaram mg nos últimos anos,como voce disse euler, o pt tem medo , mas medo de que, todo partido tem sua banda podre e isto não é exclusividade só do pt não.

    ResponderExcluir
  18. o cinismo e dissimulação, são caracteristicas básicas de toda pessoa covarde,já leram a fábula do galo e da raposa? e é impressionante estas características na dupla AA.

    ResponderExcluir
  19. "POSTADO POR DÉBORA

    PARA QUEM AINDA QUESTIONA O ENTENDIMENTO SOBRE A NOMEAÇÃO DE EFETIVADO APROVADO EM CONCURSO, CONFORME ESTABELECE O STF, ITEM 2, DAS EXCEÇÕES DA MODULAÇÃO.

    EDITAL 01/11
    10. DO PROCESSO DE CLASSIFICAÇÃO E DESEMPATE DOS CANDIDATOS 10.1 Será considerado aprovado neste Concurso Público o candidato que obtiver pontuação mínima exigida para aprovação na Prova Objetiva, nos termos do item 8.1.7 deste Edital. 10.2 A nota final dos candidatos aprovados neste Concurso Público será igual ao total de pontos obtidos na Prova Objetiva acrescido dos pontos obtidos na Avaliação de Títulos. 10.2.1 O total de pontos obtido na Prova Objetiva será igual aos pontos obtidos nas questões de Conhecimentos Gerais somados aos pontos obtidos nas questões de Conhecimentos Específicos. 10.3 Na hipótese de igualdade de nota final entre candidatos, serão aplicados critérios de desempate, tendo preferência, sucessivamente, o candidato que tiver: a) idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, conforme estabelece o parágrafo único do art. 27 da Lei Federal no. 10.741/2003 (Estatuto do Idoso), sendo considerada, para esse fim, a data de realização das provas objetivas; b) maior número de acertos nas questões de Conhecimentos Específicos da Prova Objetiva; c) maior número de acertos nas questões de Conhecimentos Gerais da Prova Objetiva; d) idade maior. 10.4 Os candidatos aprovados neste Concurso Público serão classificados em ordem decrescente de nota final, observado o cargo, a área de atuação e a unidade de exercício para os quais concorreram. 10.5 A classificação dos candidatos aprovados será feita em duas listas, a saber: a) a primeira lista conterá a classificação de todos os candidatos (ampla concorrência), respeitados cargo, área de atuação e localidade para os quais se inscreveram, incluindo aqueles inscritos como portadores de deficiência; b) a segunda lista conterá especificamente a classificação dos candidatos inscritos como portadores de deficiência, respeitados cargo, área de atuação e localidade para os quais se inscreveram. 10.6 O resultado final deste Concurso Público será publicado no Órgão Oficial dos Poderes do Estado – Minas Gerais, onde constarão as notas finais dos candidatos aprovados, assim como a classificação por eles obtida. 10.7 O candidato não aprovado será excluído do Concurso Público e não constará da lista de classificação. 10.8 Não serão publicados os resultados obtidos pelos candidatos não aprovados neste Concurso Público. 10.8.1 Para os candidatos não aprovados neste Concurso Público, será disponibilizado Boletim de Desempenho nas provas para consulta, por meio do CPF e do número de inscrição do candidato, no endereço eletrônico www.concursosfcc.com.br , após a publicação dos resultados no Órgão Oficial dos Poderes do Estado - Minas Gerais.


    DESTA FORMA, QUANDO O STF AFIRMOU QUE SERÁ NOMEADO O EFETIVADO APROVADO NO CONCURSO, NÃO PODERÅ SER LEVADO EM CONTA A SUA CLASSIFICAÇÃO, POIS, NÃO FOI ESSE O TERMO UTILIZADO. SALVO SE O ACÓRDÃO ESTVER DIFERENTE DA ATA".

    Copiado do Plantão Inspeção Escolar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se a exigência do concurso é determinação da Constituição Federal, e sendo o edital é lei do processo. Não existe esta de não "levar em conta a classificação". O gestor estaria infringindo outra lei. E a exigência do concurso é para dar a oportunidade a todos, sem distinção. Critérios iguais para todos, e assim selecionar os melhores profissionais para o cargo. Não engane quem já está sofrendo.

      Excluir
    2. Minha amiga,tem que esperar o acórdão . Não adianta querer puxar sardinha para a sua lata

      Excluir
  20. SE CORRER O BICHO PEGA (PT) SE PEGAR O BICHO COME (PSDB). ESTAMOS PERDIDOS!

    ResponderExcluir
  21. Os tucanos são neo-liberais e defendem o estado mínimo, e dizem que as oportunidades são iguais para todos. Eles governam para os ricos e os pobres que se explodam. Este tipo de política é o motivador da destruição da escola pública: quem quiser escola de qualidade, que pague por ela. Se os tucanos chegarem novamente ao governo federal vão privatizar as universidades públicas, ou sucatear até acabar, como fizeram nas escolas Minas. Na era FHC as universidades viviam em greve, pois ele acreditava que seus alunos deveriam pagar pelo estudo de qualidade, e o governo pagava muito pouco aos profissionais. Pergunte a um professor universitário que viveu os períodos FHC ou Lula o percentual de remuneração de cada um. Por isso acredito e defendo que se elegermos Pimentel pior do que está não pode ficar, pois a educação em Minas já está no fim do buraco, como também seus servidores. Por isto estou com Pimentel, que irá acabar com este choque de gestão e nos garantir o pagamento do piso salarial nacional. Estes tucanos já garantiram o que vieram a fazer: destruir nosso estado e enriquecer ainda mais a elite. A nós, elite pensante, com pós ou mestrado, as migalhas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou PiMENTEL E pronto!

      Excluir
    2. AINDA BEM QUE É VOCÊ. JAMAIS VOTARIA EM PT

      Excluir
  22. Só muda os mosquitos... a......................é a mesma.

    ResponderExcluir
  23. são abreviações de nomes,não apelidos.

    ResponderExcluir
  24. tanto psdb,quanto pt, terão dificuldades em encontrar candidatos ao governo de mg, ou será que vai ficar mesmo entre pimenta e pimentel?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PIMENTA NA CABEÇA

      Excluir
    2. PIMENTA CHEGA A QUE A POLÍCIA JOGA NO ROSTO DOS PROFESSORES.

      Excluir
  25. STF DECIDIRÁ FUTURO DE 17 MIL SERVIDORES DO ESTADO
    :
    Após o Supremo Tribunal Federal (STF) declarar inconstitucional a Lei Complementar 100, de 2007, que pediu a demissão de 57 mil servidores sem a realização de concurso público, o governo de Minas espera uma segunda ação que pode afetar outros 17 mil servidores; aAção Direta de Inconstitucionalidade (ADI) pode ser julgada pelo Supremo ainda neste semestre
    14 DE ABRIL DE 2014 ÀS 10:58

    Minas 247 – Após o Supremo Tribunal Federal (STF) declarar inconstitucional a Lei Complementar 100, de 2007, que pediu a demissão de 57 mil servidores sem a realização de concurso público, o governo de Minas espera uma segunda ação que pode afetar outros 17 mil servidores. A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) pode ser julgada pelo Supremo ainda neste semestre.

    De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e a Procuradoria Geral da República (PGR), a aprovação da contratação dos servidores são inconstitucionais porque esses profissionais foram contratados por meio de convênios em servidores estatutários, ou seja, funcionários públicos. As informações são do jornal O Estado de Minas.

    O Executivo mineiro havia informado que os servidores voltarão a ser contratados como designados e isso significa que eles continuarão vinculados ao estado, mas sem a estabilidade garantida. Segundo o novo governador de Minas, Alberto Pinto Coelho (PP), "o importante é o Estado buscar dar soluções a situações que se acumulam há anos".

    ResponderExcluir
  26. sempre achei a dupla brizola - lula, como os dois únicos politicos carismaticos deste país,só os dois e mais ninguém e sempre sonhei com esta chapa rumo á presidencia,mas todos sabemos que isto não é possivel mais há tempos,pois brizola não está mais aqui, o que sobrou está aí,.fhc,aa... azeredo, nestes nem sob tortura eu votaria,jamais.

    ResponderExcluir
  27. não se preocupem não, pra mim nem candidato a presidente este inominável aécioserá não tem carisma, é um bossal(a se pudesse escrever em cem linhas) oque sinto á respeito desse traste.

    ResponderExcluir
  28. na minha escola uma colega me disse que o único erro da dupla aa foi ter inventado essa lei 100,que se não fosse isto seriam dois grandes governadores.TAIS BRINCANDO, OU FAZENDO HORA COM A MINHA CARA.

    ResponderExcluir
  29. O GOVERNO DE MINAS ESTÁ FAZENDO PROPAGANDA DIZENDO QUE O ESTADO É PRIMEIRO LUGAR EM EDUCAÇÃO NO BRASIL, GASTANDO DINHEIRO Á TOA POIS ALBERTO P.C. NÃO É CANDIDATO Á NADA,OU ELES ESQUECERAM QUE A DUPLA AA JÁ SE MANDOU MUNDO Á FORA.

    ResponderExcluir
  30. PARA QUEM NÃO SABE ALBERTO P.C., É GOIANO,NASCEU EM RIO VERDE,ATÉ AÍ TUDO BEM,MAS SERÁ QUE ELE NÃO PRESTOU LÁ E MANDARAM O PAU MANDADO PRA CÁ,PARA DAR CONTINUIDADE AO LEGADO DA DUPLA AA?

    ResponderExcluir
  31. LEGADO LEMBRA DELEGADO E DELEGADO LEMBRA CADEIA,NÉ AA.

    ResponderExcluir
  32. li no plantão inspeção escolar no face, que os ex efetivados já estão sendo desligados do sisap,não aparece mais escrito efetivado lei 100, e que 17 mil funcionários aqui de minas que não são concursados,estão na corda bamba,gostaria de mais informações,desde já grato. (adi dos 17 mil funcionadas vai ser julgada pelo stf ainda neste semestre).

    ResponderExcluir
  33. em minas é pimentel ou não é. não há escolha, vamos de pt, vamos ver no que dá.

    ResponderExcluir
  34. como disse um jornalista paulista ao saber da derrota de serra para hadaad: aqui se ENCERRA a carreira politica dele.

    ResponderExcluir
  35. E O ADVOGADO GERAL DO ESTADO, O QUE É AQUILO? SERÁ QUE NÃO É UM BOM PARTIDO PARA A GAZZOLA NÃO?

    ResponderExcluir
  36. MEU TIO QUE MORA NA ROÇA ME DISSE QUE MINAS NÃO VAI PRA FRENTE POIS SÓ É GOVERNADO POR JUMENTOS EMPACADOS.KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos observar o respeito aos animais, gente.quem dera tivéssemos jumentos nos governando.

      Excluir
    2. com certeza, é uma ofensa aos animais.

      Excluir
  37. HUMOR É UMA COISA, IRONIA É OUTRA. IRONIA É UM HUMOR PICANTE.

    ResponderExcluir
  38. Rubem Alves diz que saudade, é a alma da gente dizendo pra onde a gente quer voltar, e eu digo ,a maioria queria voltar aos primeiros anos de suas infancias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E nunca tomar a decisão de ser professor nesta terra sem lei.

      Excluir
  39. como diz roberto carlos, além do horizonte deve haver algum lugar bonito para se viver em paz.isto é poesia, é isso que todo ser humano,no fundo de sua alma, quer: encontrar a paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roberta Carlos, aquele que se vendeu por um bife da friboi?

      Excluir
    2. PROPAGANDA ENGANOSA. O CARA É VEGETARIANO E FAZENDO PROPAGANDA P/ A FRIBOI. OBSERVA QUE ELE NEM EXPERIMENTA A CARNE.

      Excluir
    3. E você é tão inocente de imaginar que os artistas que fazem os outro comerciais, consomem ou usam o produto anunciado? Se acredita, então coelhinho da páscoa bota ovo.

      Excluir
  40. fernando pessoa dizia, ter inveja das plantas e dos animais,pois não são dotados de raciocinio.não são como nós prisioneiros da ansiedades só sofrem na hora certa, a árvore quando é derrubada pela moto serra ou o boi quando vai solitário para o abate. alias o mundo seria perfeito não fossem os seres humanos.

    ResponderExcluir
  41. o brasil tem praticamente o mesmo territorio da australia, a população lá é de 28 milhões de habitantes, ou seja deve existir dez empregos para cada habitante, isto é só um exemplo, o que faltou ao brasil foi um controle no crescimento populacional,mas issso não era de interesse dos politicos e aí está a realidade, o pais cresceu sim,só em população.

    ResponderExcluir
  42. ATENÇÃO PARA MAIS UMA BOMBA

    Futuro de 17 mil servidores está nas mãos do Supremo
    Há dez anos, regras do Estado deram garantias de servidores públicos a trabalhadores mineiros

    Mais Notícias

    Julgamento. A ADI em tramitação no Supremo pode ser julgada pela Corte ainda neste semestre
    PUBLICADO EM 14/04/14 - 03h00

    Depois de ver declarada a inconstitucionalidade da Lei Complementar 100, de 2007, que colocou na corda bamba cerca de 57 mil servidores da área da educação, o governo de Minas aguarda, agora, o julgamento de uma segunda ação que poderá afetar outros 17 mil servidores.

    A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3.842 em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF) pode ser julgada ainda neste semestre pelo Pleno do Tribunal. Ela afeta diretamente o governo de Minas, uma vez que questiona a Emenda Constitucional 49, de 2001, e o artigo 4º da Lei 10.254, de 1990.

    As duas regras foram aprovadas há mais de dez anos pela Assembleia Legislativa, mas do ponto de vista do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e da Procuradoria Geral da República (PGR), são inconstitucionais por terem transformado servidores contratados por meio de convênios em servidores estatutários, ou seja, funcionários públicos.

    Apesar de estar em tramitação do STF desde 2007, a ação deve ganhar celeridade agora por dois motivos. O primeiro é a conclusão da análise de ação com o mesmo teor já em tramitação no tribunal e que havia sido juntada à ADI mineira – segundo a assessoria de imprensa do STF, o processo está pronto para ser apreciado em plenário, faltando apenas ser incluído pela presidência da Corte na pauta de julgamentos.

    Aliado a isso, há ainda um pedido entregue pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinicius Coêlho, para que a ação tenha prioridade de julgamento, “em virtude da relevância da temática tratada, com a concessão de direitos e vantagens a detentores de função pública sem a realização de concurso”.

    Análises. Assim como no caso da Lei 100, a ADI também foi proposta pela PGR. O então procurador geral da República, Antonio Fernando Barros, questionou em especial a Lei 10.254/90 que, segundo ele, determinou que o servidor da administração direta, autarquia e fundação pública tivesse seu emprego automaticamente transformado em função pública.

    O mesmo questionamento, à época, foi feito pelo MPMG, que entendeu que a regra aprovada no Estado contraria a Constituição Federal, por não prever concurso público para o preenchimento das vagas, deixando de lado o princípio da isonomia no serviço público.

    “Os servidores tiveram situação de vantagem por violar dispositivo constitucional que condiciona a entrada em cargo público à prévia aprovação em concurso”, informa documento assinado pelo promotor do Patrimônio Público, João Medeiros, e enviado à PGR.

    Na última semana, o novo governador de Minas, Alberto Pinto Coelho (PP), afirmou, ao ser questionado sobre a possível análise de outras ações que impactam os servidores públicos, que “o importante é o Estado buscar dar soluções a situações que se acumulam há anos”.

    Educação
    Prazo. Por ter sido declarada inconstitucional, o STF deu 12 meses para o governo de Minas solucionar a situação dos servidores mineiros atingidos pela Lei Complementar 100 de 2007.

    Copiado do Plantão Inspeção Escolar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O governo manipula TUDO, o Ministério Público ESTADUAL, o TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO, o TRIBUNAL DE JUSTIÇA e até a ASSEMBLEIA, olha outra coisa que ele ia fazer e colocar vários em situação irregular:

      MG: Projeto polêmico que promove 1,5mil sem concurso público é retirado de pauta
      O projeto de lei que reestrutura a carreira de 1.501 analistas e técnicos da Secretaria da Fazenda – e enquadra o segundo grupo em categoria de nível superior, sem precisar de concurso público – será retirado de pauta da Assembleia Legislativa. Apresentada na Casa em fevereiro, a proposta está parada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e será substituída por outra a ser encaminhada pelo Executivo nos próximos dias. Oficialmente, a justificativa é que, por lei, a matéria não poderia ser apresentada por um deputado. No entanto, nos bastidores, a informação é de que as novas regras teriam gerado uma briga interna na Secretaria da Fazenda, pois gestores e auditores seriam contra o que classificam como um “trem da alegria” no serviço público e ameaçam recorrer ao Judiciário caso os parlamentares aprovem o projeto.

      O Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual (Sindifisco) reclama que o projeto incluirá os analistas e técnicos no grupo de servidores ligados à área de tributação, fiscalização e arrecadação (gestores e auditores) e na qual é exigida formação superior e um concurso público específico. Na prática, o projeto de lei significaria a elevação na carreira dos analistas e técnicos, sem precisar de qualquer teste de seleção.

      Autor do projeto, o deputado Lafayette Andrada (PSDB) nega as acusações do Sindifisco e que o projeto vá promover servidores sem concurso. De acordo com o tucano, os analistas e técnicos continuarão na atual carreira. Dos analistas já é exigida a formação superior no ato do concurso e, à medida que os técnicos forem se aposentado, as vagas passarão a ser preenchidas por concursados que tenham diploma de faculdade.

      No entanto, Andrada reconheceu que a proposta trará um benefício para os atuais técnicos – dos quais é exigido apenas o ensino médio. É que o texto prevê que aqueles profissionais que tenham curso superior terão uma progressão na carreira – regra que não existe hoje na Secretaria da Fazenda. “Estou apenas seguindo uma lógica do estado que não existe na Fazenda, para corrigir uma distorção. Não é um trem da alegria”, argumenta Andrada. Segundo ele, a atividade exercida pelos técnicos exige uma especialização, e o projeto visa o “reconhecimento da experiência” deles.

      Vício de origem

      O texto do projeto a ser apresentado pelo Executivo será discutido por representantes da Secretaria da Fazenda, do Sindifisco e do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Minas Gerais (Sindipúblicos) no próximo dia 25. Para o diretor do Sindipúblicos, Ronaldo Machado, não há qualquer ilegalidade no projeto – com exceção do vício de origem, pois apenas o governo poderia apresentá-lo.

      A categoria vai continuar reivindicando que a carreira dos técnicos também seja incluída no quadro de nível superior e que, juntamente aos analistas, passem a integrar o grupo de tributação. Hoje, os dois grupos estão vinculados ao setor de administração e finanças. “O que queremos é o provimento do cargo de técnico para nível de escolaridade superior para o concurso que vem, uma maior profissionalização na carreira. Hoje, 80% dos técnicos já têm curso superior”, diz o sindicalista, que é técnico fazendário

      Excluir
    2. Outro trem da alegria, já que fizeram concurso para nível médio e passarão a receber como nível superior. Têm que fazer outro concurso de nível superior. Eta PSDB - Lafayete Andrada amicíssimo do Aécio, família Andrada de Barbacena como sempre tentando o truque, se colar colou.

      Excluir
  43. Olha, caro colega, acredito que neste "mato",não existe nem "santos" e nem "diabinhos"... Parece-nos que , agora o Brasil mostrou sua "cara". Não existiu, até o presente momento , nenhuma "democracia" e muito menos "partidos de esquerda" ou de "direita"...
    Citarei, como um dos tantos exemplos , apenas um: - Para quê a "comissão da verdade" ? Se, de ambos os lados, dos que se acusam, não existe ninguém, honesto, sério ou interessado em chegar a algum lugar ? Por outro lado, esperaram esses anos todos, para agora, sair no encalço dos culpados? De duas uma, ou querem criar polêmica somente, ou foram também culpados de algo (senão cúmplices). Por estarmos num País, explorado por calhordas de toda espécie, isso há mais de 500 anos; dominado pelos exploradores em todas as esferas da sociedade, querem dizer que, no "novo mandato" , que agora, estão interessados em "melhorar o Brasil" ? Que é errando que se aprende? Etc... Oras bolas, não estamos mais na época dos contos de fadas e outras coisas mais, estamos é na era dos que pensam que "todo mundo" no Brasil não passam de idiotas , imbecis, trouxas, etc... Esse "papo", ruim com pior sem, só pode fazer parte dos que querem o continuísmo, o entreguismo, etc... Concluindo, se formos fazer "uma paçoca" com todos eles juntos (direita ou esquerda), no Brasil, vai dar é uma verdadeira #******#; não escapará um dos espertalhões...

    ResponderExcluir
  44. o imediatamente do stf já foi obedecido pelo governo de mg.

    ResponderExcluir
  45. Estes que defendem os tucanos devem ser loucos. Será que são professores? Meu Deus! Estes gostam de sofrer. São os sofressores de Minas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem defende o PSDB só pode ter perdido o juízo ou tem costa quente.Deus, me livre de tanta falta de maldade destes professores que gostam TANTO de sofrer.

      Excluir
  46. No Jornal o tempo de hoje ( 14/04 ) onde a OAB questiona outra lei e a emenda constitucional, ( infelizmente o dito jornal não da condições do leitor questionar ) pois, as regras para opina~r não são livres.
    Um leitot questionou porque a oposição não foi para os jornais, mesmo não conseguindo modificar nada denunciar a farra que estava o governo fazendo.
    Inocente ele, pois, em MG, a Justiça está sempre do lado destes trairas, como os carneirinhos da ALMG.;
    O problema é saber votar.

    ResponderExcluir
  47. Quer dizer que quem tem cargo para o qual não fez concurso irá perdê-lo? Já não chega a Lei 100 e agora mais essa...

    ResponderExcluir
  48. E o Subsidio,tão ilegal quanto a lei 100 vergonha,quando cairá???Quero os meios direitos adquiridos de volta.
    PS.Como tem analfabetos políticos e covardes visitando este blog hein? ou seriam canalhas???Todos se escondendo no anonimato,assim fica facil.

    José Henrique

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Henrique, informe-se por favor, você está desatualizado meu Caro. ADI já foi despachada.
      Acompanhamento Processual
      ADI 4631 - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE
      SITE: http://www.stf.jus.br/portal/processo/verProcessoAndamento.asp?numero=4631&classe=ADI&origem=AP&recurso=0&tipoJulgamento=M

      Questionada remuneração de professores por subsídio em MG

      A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) ajuizou, no Supremo Tribunal Federal (STF), a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4631, na qual impugna o artigo 1º e parágrafo único da Lei Estadual 18.975/2010, de Minas Gerais, que transformou a remuneração dos profissionais da educação daquele estado em subsídio, fixando-a em parcela única.
      A Confederação alega que a lei mencionada viola o disposto no artigo 39, parágrafo 1º, inciso I, da Constituição Federal (CF), segundo o qual a fixação dos padrões de vencimento e dos demais componentes do sistema de remuneração dos servidores públicos “observará a natureza, o grau de responsabilidade e a complexidade dos cargos componentes de cada carreira”.
      É que, segundo a CNTE, a lei impugnada “detonou as carreiras dos servidores da educação, impossibilitando-os de obterem remuneração escalonada, tratando apenas e laconicamente da revisão geral da remuneração, em atendimento ao que determina o artigo 37, inciso X, final, da CF”.
      Assim, a Confederação sustenta que a lei estadual extinguiu os mecanismos de evolução nas carreiras da educação, "contrariando, de modo direto e insofismável, o artigo 39, parágrafo 1º da CF”.
      A entidade aponta que apenas os membros de Poder – detentores de mandato eletivo, os ministros de Estado e os secretários estaduais e municipais – são remunerados exclusivamente por subsídio, fixado em parcela única, conforme dispõe o parágrafo 4º do artigo 39 da CF.
      Ao lembrar, entretanto, que o parágrafo 8º do artigo 39 da CF prevê a possibilidade de remuneração dos servidores mediante subsídio, observa ser “óbvio que, na leitura sistêmica do texto, em especial do inciso I do mesmo artigo, isso só se dará se não implicar extinção dos mecanismos de manutenção das carreiras”.
      A Confederação sustenta ainda que, ao desconsiderar a Lei 11.738/2008, que fixou o piso salarial nacional do magistério, a lei mineira “violou a garantia da irredutibilidade da remuneração, porque antes da conversão haveria que se garantir a reestruturação do piso, o que não ocorreu”.
      Alega, ainda, que a lei impugnada viola o princípio da eficiência na prestação dos serviços públicos (artigo 37, cabeça, da CF), ao impor “tão fragoroso retrocesso na organização dos serviços e dos servidores”.
      Em favor de seus argumentos, a CNTE cita jurisprudência firmada pelo STF no julgamento das ADIs 3923 e 1975, relatadas, respectivamente, pelos ministros Eros Grau e Sepúlveda Pertence (ambos aposentados).
      Pedidos
      Diante dos argumentos por ela expostos, a Confederação pede liminar para suspender os efeitos do artigo 1º e parágrafo único da Lei 18.75/2010 do Estado de Minas Gerais e, no mérito, que seja declarada a inconstitucionalidade desse dispositivo ou que se lhe confira interpretação conforme a Constituição Federal.

      Excluir
    2. ANÔNIMO(A),isto é público e notório,o que eu quero é pressão para que seja julgado.Entendeu agora ANÔNIMO(A)??????

      José Henrique

      Excluir
    3. Ô José Henrique, pare de achincalhar nós que postamos como anônimo.Não vivemos numa democracia aqui em Minas e aecioanastasia ainda não saíram do governo.Entendeu?Ou preciso desenhar?

      Excluir
  49. E o tal do reposicionamento? Alguém tem notícias?

    ResponderExcluir
  50. Com certeza estavam esperando o desenrolar da lei 100 porque agora não precisam pagar para quase 100 mil funcionários. Estes não têm este direito sendo designados. Pelo contrário,como designados vão perder todos os direitos que conquistaram com efetivos . Voltam à estaca 0.Vocês têm dúvidas que eles já sabiam? Todos devem ligar pra APPMG e azucrinar a cabeça de Joana D'arc que apareceu mais de 3 vezes,que eu vi, ao lado do Anastasia na TV tomando para si o mérito desta conquista. Ela tem que se aborrecer de alguma maneira,pagar pela mentira e propaganda enganosa que é crime. Agora podemos esquecer este reposicionamento ,pois todas as superintendências estão até o pescoço com esta lei 100.

    ResponderExcluir
  51. Hoje no jornal da Itatiaia, o Pimenta da Veiga disse que vai fazer um acordo com os professore ,que vai fazer uma revolução na educação. Disse que a prioridade dele é a Educação e Segurança. Se eu fosse ele não falaria nesta coisas seria mais digno. Deu-me náuseas. Alguém aí vai fazer o pacto com ele? Gente suja. Aproveita do ponto fraco das pessoas. Deve ser vaiado quando falar sobre isto. Temos que dar a resposta a ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu candidato a Governador. Já estou trabalhando para ele. Tenho nojo de PT

      Excluir
  52. o ex governador de minas e ex quase candidato a quase presidente,antiético neves, está rodando o brasil, feito barata tonta, procurando um vice para sua chapa, o mais provável é que este nome seja do ex governador, e por varias vezes ex quase presidente josé ENCERRA. como diz costinha ,TAIS BRINCANDO.

    ResponderExcluir
  53. Quem sabe o que ocorreu na reunião da diretoria do sindicato no último sábado( 12/04)? Até agora não colocaram nada no site.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc ainda espera algo de positivo de reunião do sindicato ??? SABE DE NADA, INOCENTE..!!!!!!

      Excluir
  54. aqui em bh, a merenda das escolas estaduais se resumem, em canjiquinha e sopa de macarrão, meu sobrinho não aguenta mais comer tanta porcaria, e estamos pensando em transferir o garoto para uma escola da pbh, daqui á pouco as escolas estaduais vão ter que fechar,por falta de alunos.a insatisfação é geral.

    ResponderExcluir
  55. PT estadual protocola ação contra propaganda da Cemig

    Patrícia Scofield - Hoje em Dia Imprimir



    Frederico Haikal - 21/9/2013
    PT estadual protocola ação contra propaganda da Cemig
    Presidente do PT diz que Cemig havia solicitado reajuste de quase 30% nas contas de energia

    O PT estadual protocolou na tarde da última segunda-feira (14), no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG), representação contra a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) apontando o “tom eleitoreiro” da propaganda de TV da estatal que responsabiliza o Governo Federal pelo reajuste de 14,76% na conta de luz. A ação pede a interrupção da campanha publicitária e a aplicação de multa, a ser definida pela Justiça.

    O anúncio do aumento da tarifa foi no dia 7 de abril, sob a alegação de que houve correção de preços das Usinas de Itaipu e Angra, além de maior participação das termelétricas nos contratos de energia. Na propaganda da Cemig, um ator contratado diz que a conta de luz mais cara foi aprovada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e que a distribuidora apenas cumpriu a decisão.

    Segundo o presidente do PT, Odair Cunha, serão protocoladas novas representações nos próximos dias. “É uma propaganda falsa, por uma questão simples: quem pede o reajuste para a Aneel é a distribuidora, no caso, a Cemig. Eles pediram quase 29% e a Aneel autorizou cerca de 14%, mas se a Cemig tivesse mais compromisso com Minas, em vez de atender interesses de seus acionistas, não concederia nem mesmo 1% de aumento”, disse.

    De acordo com nota emitida no domingo pelo PT estadual, o pedido da Cemig de aumento de cerca de 30% na conta de luz foi feito na semana em que a companhia anunciou um lucro de R$ 3,1 bilhões, referente a 2013.

    QUESTÃO TÉCNICA

    O governo de Minas afirmou, por meio da Cemig, que o principal objetivo da campanha publicitária é o esclarecimento sobre um assunto técnico. “A campanha veiculada pela Empresa não possui caráter político. A realização da campanha visa a esclarecer o consumidor de energia elétrica, que em sua maioria desconhece o processo de revisão tarifária, sobre como se dá a determinação do aumento e a definição do percentual de reajuste”, informou.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Começou o teatrinho barato de aécioneves.
      As mentiras são a tônica.Que os eleitores brasileiros tenham juízo porque o netodetancredo vai f.....com o Brasil do jeito que f.... Com MG

      Excluir
    2. fique tranquilo, nem candidato ele será, ou se for termina em quarto lugar.

      Excluir
    3. ficamos livres da dupla AA mas eles continuam ainda assombrando mg, passagem só de ida para a lua para esses dois trastes.

      Excluir
    4. antoniético anastaséstico, disse que o governo o desgastou demais.ser governador não é pra qualquer um não,anastasético, é preciso competencia.

      Excluir
  56. A ANEEL deveria suspender o aumento abrir um processo para apurar o valor JUSTO para as tarifas, conforme relatado na propaganda da CEMIG.

    NADA MAIS COMPREENSÍVEL E JUSTO.

    ResponderExcluir
  57. Não quero mais continuar recebendo este subsídio. Quero receber por venc. básico q. na ocasião protocolei na SRE a minha escolha. Não quero mais engolir Subsidio deste Nan-a.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não. Optei pelo não subsídio.

      Excluir
  58. lei 100, se a dupla AA não obedece a constituição,está dando um péssimo exemplo a nação, e ainda assim quer ser presidente, só nos sonhos mesmo..

    ResponderExcluir
  59. a cnte, estava olhando um informativo aqui na minha escola, quer que se tire o nome dos que apoiaram a ditadura, de escolas de estadios de futebol,de ruas e avenidas, aqui em mg mesmo magalhães pintoapoiou a ditadura e ficou rico com ela, ele ordenou o massacre de ipatinga,quando varios funcionários da usiminas foram mortos por ordem dele.

    ResponderExcluir
  60. nas propagandas em radio,jornal e tv, o desgoverno de mg,tenta todo tempo jogar a culpa do aumento da tarifas para o governo do pt, eu não disse, coisa de gente fingida,cinismo e dissimulação esta porcaria , herdeiro da dupla AA, QUE ASSUMIU O GOVERNO , ESTE TAL DE ALBERTO É OUTRA CROSTA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas será que tem alguém que acredita? Eles estão subestimando demais a inteligência do eleitorado mineiro.

      Excluir
    2. É CLARO QUE A CULPA É DO PT. QUEIRA VOCÊ OU NÃO

      Excluir
  61. PORQUE O PT TEM MEDO,MEDO DE QUE, DESTA OPOSIÇÃO SUJA, QUEM LUTOU CONTRA A DITADURA ,ENFRENTOU SESSÕES DE TORTURA,COMO DILMA E OUTROS FUNDADORES DO PARTIDO, NÃO PODEM TER MEDO DE NADA.

    ResponderExcluir
  62. ME LEMBRO DE JOÃO SALDANHA,A QUANTOS PERSEGUIDOS POLITICOS ELE DEU GUARITA EM SUA PRÓPRIACASA,NUNCA TEVE MEDO DE DIZER QUE ERA COMUNISTA, PERDEU O POSTO DE TÉCNICO DA SELEÇÃO JUSTAMENTE POR ISSO, E NÃO POR SER CONTRA A CONVOCAÇÃO DE DADÁ,EM DEPOIMENTO EMOCIONANTE JUCA KFOURI, UMA CERTA VEZ FEZ O BRASIL CHORAR, AO FALAR POR QUASE DUAS HORAS DO JOÃO SEM MEDO, COMO ERA CHAMADO,CITO ELE PORQUE ELE DEVE SERVIR DE EXEMPLO, COMO OUTROS TAMBÉM..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o pig acabou com a carreira do Juca, um brilhante comentarista, que foi colocado na geladeira. Uma pena!

      Excluir
  63. O governo AAA faz propaganda das tarifas cobradas pela CEMIG e no interior...
    Santa Bárbara do Leste , E. E. monsenhor Rocha, o prédio da escola caindo há anos, funcionando em Salão Paroquial desde março de 2013, teve a luz cortada nesta segunda feira por falta de pagamento. E aí?

    ResponderExcluir
  64. cafajéstico neves, não passa do primeiro tempo, sua candidatura será um fiasco, esse sujeito e seus asseclas quebraram minas,sua cidade administrativa é um enorme elefante branco e isso tudo será mostrado para o brasil em breve, no horário politico.

    ResponderExcluir
  65. ferir a constituição gravemente em paises serios, como fez aécio em mg, da cana amigo.e o cara mofa lá dentro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fosse governo do PT já estaria preso pelo STF. Mas como se trata de tucanos, estes podem fazer o que quiserem e nada de lei para atingi-los. Imaginem se o aecinho do pó chega ao governo federal? Vai ser uma desgraça para o país, isto é, para os pobres e os servidores públicos.

      Excluir
    2. O estado já está convocando servidores ex-efetivados que se encontram em licença saúde. Será que vai ser para aposentar?

      Excluir
    3. Nunca vi tanta bagunça nas escolas estaduais. É o fim do fim.

      Excluir
    4. NÓS AMAMOS AÉCIO NEVES E PRONTO. FORA DILMA

      Excluir
    5. a resposta do anonimo de 17 e 54, deixa uma duvida no ar,por favor alguem pode responder?

      Excluir
    6. Vocês que amam tanto Aécio Neves, a ponto de votar nele, são co-partícipes em suas ações enquanto governo. Vocês também ajudaram a destruir a educação em Minas. Muito obrigado a vocês todos! Hoje ganho menos que uma empregada doméstica, sem desmerecer a profissão, elas têm direito a fundo de garantia, aumento de salário anual, vale transporte, vale refeição, etc. etc. E nós servidores da educação: nem direito a comer a gororoba que o governo tucano transformou a merenda nas escolas temos mais o direito de comer. MAS ESTE AÉCIO NEVES É BOM DEMAIS. Sem falar em outras coisitas mais sobre o homem...........

      Excluir
    7. Vai te lascar,vc e seu psdbosta.

      Excluir
    8. Anônimo das 09:54 vc é grosso e mal educado.

      Excluir
  66. NOVA PESQUISA
    http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Resultados/noticia/2014/04/vox-populi-dilma-venceria-no-1-turno-com-40.html

    ResponderExcluir
  67. se voces observarem,o estado de mg está enganando até hoje os ex efetivados.

    ResponderExcluir
  68. A MENTIRA DA CEMIG E DO GOVERNO DE MINAS

    http://www.youtube.com/watch?v=xYTDHD4Bvn8

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO ADIANTA QUERER PREJUDICAR O AÉCIO,ELE É O NOSSO FUTURO PRESIDENTE.E TENHO DITO. TUDO QUE ELE FALA ACREDITO E POR ONDE PASSAR FALO BEM DELE

      Excluir
  69. Economista explica as medidas impopulares de Aécio, caso ele seja eleito.
    Qua, 16 de Abril de 2014 19:02


    Armínio Fraga: “O salário mínimo está muito alto”

    Escolhido pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG) como futuro ministro da Fazenda – caso o mineiro seja eleito – Armínio Fraga tratou de explicar quais seriam as “medidas impopulares” que seriam tomadas.
    “O salário mínimo está muito alto”, afirmou o economista. Segundo ele, isso “engessaria o mercado de trabalho”. Ou seja, na visão de Fraga a valorização do salário prejudica a economia, pois faz com que as pessoas tenham acesso a mais produtos.


    Não por acaso, Fraga é autor de uma medida extrema enquanto foi presidente do Banco Central no governo Fernando Henrique Cardoso: a alta dos juros para 45%. Ele defendeu o senador mineiro. ” O custo de tomar as medidas por ventura impopulares é muito menor do que o de não tomar. As pessoas têm de cair na real”.

    Em entrevista a TV Estadão, o economista aproveitou para criticar a aproximação do governo federal com lideranças socialistas. “Essa estranha predileção por regimes autoritários como Cuba e outros regimes exóticos não tem trazido nenhum benefício ao Brasil. O país não precisa ter diálogos com a Venezuela, por exemplo”.

    A fala de Fraga versa com a opinião de Aécio, que nessa semana foi contundente em afirmar que, se presidente, acabará com o bloco econômico Mercosul, onde o Brasil é líder.

    Sobre o modelo econômico ideal para resgatar um novo país, Fraga traz à memória a ideologia mais famosa do PSDB. ”Em vários casos, pode caber privatização. A agenda da infraestrutura é muito ampla – inclui portos, aeroportos, ferrovias, rodovias, energia, telecomunicações, saneamento. Inclui praticamente tudo da nossa infraestrutura”.

    O “arrocho econômico”, tão falado pelos tucanos, também ganha uma conotação explosiva na entrevista de Fraga, principalmente no que diz respeito ao fim do bolsa família. Tático, ele não responde se o aperto fiscal atingiria o programa, mas deixa claro que há uma discussão sobre como o dinheiro designado ao social está sendo aplicado. “É uma carência no debate: para onde vai o dinheiro? Qual o impacto distributivo de tudo isso? É um ótimo tema para encarar de frente”.

    Sobre as possíveis reformas adotados pelo governo do PSDB, Fraga timidamente elogiou o modelo petista ao afirmar que a reforma trabalhista não é urgente tal como a tributária. “O Brasil, bem ou mal, está com o desemprego baixo. Talvez não seja um tema tão urgente quanto o da reforma tributária”.
    http://camacaridiario.com/noticias/politica-e-economia/arminio-fraga-o-salario-minimo-esta-muito-alto/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. QUE COISA FEIA ! SÓ PODE SER TORCEDOR DO PT. VAMOS JOGAR LIMPO E PARAR DE MENTIRAS. TODOS NÓS SABEMOS QUE O PT ESTÁ QUERENDO PREJUDICAR O NOSSO FUTURO PRESIDENTE. AÉCIO NEVES

      Excluir
    2. Nosso futuro presidente? Não com meu voto!

      Excluir
  70. Armínio defende Aécio e "medidas impopulares"

    Cotado para ser ministro da Fazenda num eventual governo Aécio Neves, o economista Armínio Fraga defendeu a proposta colocada pelo presidenciável tucano de adotar rapidamente, ainda no primeiro dia de mandato, o que chamou de "medidas impopulares"; "o custo de tomar as medidas porventura impopulares é muito menor do que o de não tomar", disse Armínio; "as pessoas têm de cair na real"; numa longa entrevista, ele defendeu um teto para o gasto público, a autonomia do Banco Central e disse ainda que o salário mínimo cresceu demais nos últimos anos

    13 de Abril de 2014 às 07:28

    247 - Desde que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) defendeu, num encontro com empresários, a adoção de medidas impopulares, talvez já no primeiro dia de mandato, esse debate começou a crescer. A senadora Gleisi Hoffmann, por exemplo, cobrou dos oposicionistas que explicitem que medidas seriam essas (leia mais aqui). Neste domingo, em entrevista aos jornalistas Ricardo Grinbaum e Alexa Salomão, do Estado de S. Paulo (leia aqui a íntegra), o economista Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central, avançou no tema. "O custo de tomar as medidas porventura impopulares é muito menor do que o de não tomar", afirmou. "As pessoas têm de cair na real".

    Armínio, que deve ser anunciado por Aécio como seu ministro da Fazenda, caso seja vitorioso nas eleições de outubro, tocou em vários pontos que, aos olhos de muitos, seriam impopulares. Eis alguns deles.

    Salário mínimo

    "É outro tema que precisa ser discutido. O salário mínimo cresceu muito ao longo dos anos. É uma questão de fazer conta. Mesmo as grandes lideranças sindicais reconhecem que, não apenas o salário mínimo, mas o salário em geral, precisa guardar alguma proporção com a produtividade, sob pena de, em algum momento, engessar o mercado de trabalho."

    Gasto público

    "O Brasil precisa, urgentemente, pensar numa reforma tributária que simplifique o sistema. Isso envolveria, essencialmente num primeiro momento, todo o aparato de tributação indireta. ICMS. IPI. Organizar e simplificar seria muito bom. Cabe mencionar que, ao meu ver, o crescimento da carga tributária precisa ser limitado. Para isso, volto um pouquinho ao lado macro - o Brasil precisa também adotar um limite para relação gasto público e PIB."

    Privatizações

    "Mas penso que todos os [setores] da infraestrutura se oferecem bem para esse caminho - o que o governo chama de concessões. É a mesma coisa. Eu não tenho medo de usar a palavra que acho correta. Mas praticamente todos da infraestrutura cabem em regimes de concessão, em parcerias público privadas, sem perda de controle do regramento que cabe ao Estado em vários desse setores."

    Bancos públicos

    "Mas o BNDES vem se agigantando, fazendo empréstimos a taxas muito baixas, sem, ao meu ver, uma análise do impacto social desses programas, até para que se possa decidir se vale a pena continuar ou não. Carece de transparência. Minha impressão é que vai ser preciso fazer essa análise - e o papel do BNDES, a médio prazo, será menor."

    ResponderExcluir
  71. [CONTINUANDO...]

    Autonomia do Banco Central

    "Eu gosto de usar a nomenclatura "autonomia operacional". Ou seja: a definição das metas ficaria com o governo e, claro, deveriam ser metas de longo prazo para não ficarem expostas aos ventos do círculo político. Mas o governo preservaria esse direito. Isso significa ter mandatos para os dirigentes do Banco Central. Claro que se houvesse problemas na atuação, se não estiverem cumprindo os seus objetivos, o governo, no limite, poderia pedir ao Senado a remoção de quem for, inclusive do presidente. Esse é um sistema bem testado e requer um Banco Central transparente."

    Política externa

    "Toda a política externa do Brasil precisa ser repensada. Essa estranha predileção por parcerias e aproximações com regimes autoritários, como Cuba e outros exóticos, não tem trazido nenhum benefício ao Brasil. Não quero dizer que o Brasil não precisa ter um diálogo com todo mundo, com a Venezuela, por exemplo. Mas o Brasil precisa se engatar nas grandes locomotivas mundiais."

    ResponderExcluir
  72. O que eu ouvi na rádio fm alvorada hoje me deixou muito feliz.A ANAEEL se defendendo do aumento da conta de luz .Há uma propaganda na mídia dizendo que o aumento é fruto de decisão do governo federal.Mas o que ouvi foi excelente.Diz que foi o governo mineiro que pediu o aumento e foi concedido apenas 14, alguma coisa , que é o máximo por lei.Então , a casa está caindo para esse estado ou seja os que "mandam e desmandam" nesse pais mineiro.A fala diz claramente" O governo mentiu" ao dizer que é de responsabilidade do governo federal o aumento.Hahahahah adorei adorei.

    ResponderExcluir
    Respostas


    1. http://www.youtube.com/watch?v=xYTDHD4Bvn8

      Excluir
  73. AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE SERVIDOR ESTÁVEL

    DECRETO Nº 46.490, DE 16 DE ABRIL DE 2014.
    Altera o Decreto nº 44.559, de 29 de junho de 2007, que
    regulamenta a Avaliação de Desempenho do servidor
    estável ocupante de cargo efetivo e do detentor de função
    pública da Administração Pública Direta, Autárquica
    e Fundacional do Poder Executivo Estadual.
    O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, no uso de atribuição que lhe confere
    o inciso VII do art. 90 da Constituição do Estado,
    DECRETA:
    Art. 1º O art. 22 do Decreto nº 44.559, de 29 de junho de 2007, passa a vigorar com a seguinte
    redação:
    “Art. 22. Não será submetido à ADI o servidor que estiver em exercício de suas atividades fora da
    Administração Pública Direta, Autárquica e Fundacional do Poder Executivo Estadual.
    § 1º Excepcionalmente, ao servidor identificado no caput que estiver em exercício de suas atividades
    fora da Administração Pública Direta, Autárquica e Fundacional do Poder Executivo Estadual será atribuída
    a pontuação de setenta pontos em cada período avaliatório, até que retorne ao seu órgão ou entidade de origem,
    desde que exerça suas atividades:
    I - em empresa pública ou sociedade de economia mista do Poder Executivo Estadual, desde que
    sua disposição ocorra mediante ato motivado do Governador;
    II - em órgão ou entidade da Administração Pública de outro ente da Federação, para atender a
    programas de governo firmados por convênio ou legislação específica;
    III - em entidade que desenvolva atividades de atendimento escolar ou ministre educação especial, mediante ato formal de disposição com ônus para o órgão ou entidade de origem ou ato formal de adjunção;
    IV - em Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIP – que tenha firmado Termo
    de Parceria com o Estado, com atribuições similares às do seu cargo de provimento efetivo ou função pública;
    V - no Serviço Voluntário de Assistência Social - SERVAS;
    VI - em órgãos da Justiça Eleitoral; ou
    VII - em diretoria de entidade sindical representativa de servidores públicos, de âmbito estadual.
    § 2º A ADI dos servidores em exercício nos órgãos e entidades de que tratam os incisos I a VI do §
    1º poderá ser regulamentada, com análise prévia da SEPLAG, pelo órgão ou entidade de origem do servidor.
    § 3º Na hipótese de retorno dos servidores de que trata o inciso VII do § 1º ao exercício de suas atividades no órgão ou entidade de origem, utilizar-se-á, para os devidos fins, o resultado da última ADI obtido antes do afastamento para exercício de mandato eletivo.
    (...)

    ResponderExcluir
  74. (...)
    § 4º Na hipótese de não haver resultado da última ADI obtido antes do afastamento para o exercício
    de mandato eletivo será utilizada a pontuação estabelecida no § 1º.
    § 5º Aplica-se o disposto no § 1º ao servidor que estiver em afastamento para participar de ações
    de desenvolvimento, nos termos da legislação vigente, e que não possuir o mínimo de efetivo exercício de que
    trata o art.11.
    § 6º A pontuação atribuída ao servidor, nos termos deste artigo, deverá ser registrada em sua pasta
    funcional e no SISAD:
    I - pelo órgão ou entidade de exercício, quando o servidor se enquadrar na hipótese prevista no §
    5º;
    II - pelo órgão ou entidade de origem, quando o servidor estiver em exercício em órgão ou entidade
    que não componha a Administração Direta, Autárquica e Fundacional do Poder Executivo.
    § 7º Somente será atribuída a pontuação prevista no § 1º aos servidores de que tratam os seus incisos
    caso possuam, no respectivo período avaliatório, o mínimo exigido de efetivo exercício.
    § 8º O servidor efetivo que ocupa cargo de Secretário de Estado, Secretário-Adjunto de Estado e
    Subsecretário de Estado, ou cargos a estes equivalentes, será avaliado de acordo com o Decreto nº 44.986, de
    19 de dezembro de 2008, que regulamenta a Avaliação de Desempenho do Gestor Público da Administração
    Pública Direta, Autárquica e Fundacional do Poder Executivo Estadual.” (nr)
    Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.
    Palácio Tiradentes, em Belo Horizonte, aos 16 de abril de 2014; 226º da Inconfidência Mineira e
    193º da Independência do Brasil.
    ALBERTO PINTO COELHO
    Danilo de Castro
    Maria Coeli Simões Pires
    Renata Maria Paes de Vilhena

    Copiado Plantão Inspeção Escolar

    ResponderExcluir
  75. Ouvi uma opinião interessante hj. Não é do interesse da turma do Aecio colocar alguém para comandar Minas, eles quebraram o estado, agora como parasitas voam pata outro lugar, como o Anastasia de senador e deixam o estrago para outro consertar e levar a fama de mal. Esse comentário procede?

    ResponderExcluir