domingo, 22 de setembro de 2013

Direito de manifestação ameaçado em Minas, outro país


Direito de manifestação ameaçado em Minas, outro país

Na propaganda, Minas é o paraíso, já dissemos antes aqui no blog. Na vida real, Minas é um estado quase policialesco, arremedo mal feito da ditadura militar, que persegue jovens e idosos idealistas, que lutam por realidades diferentes daquela imposta pela roda demoníaca do sistema do capital. Tudo bem que grandes mudanças ocorrem ao longo de muitas décadas e séculos. São culturais as amarras que prendem as pessoas aos grilhões. Mas, no meio do caminho, além das pedras, há também conquistas, como as que ocorreram no Brasil no processo de luta contra a ditadura civil-militar. Essas conquistas democráticas são hoje negadas, sonegadas por governos como o de Minas Gerais, que bota tropa de choque nas ruas toda vez que jovens e idosos sonhadores ousam ocupar as praças e ruas para reivindicar direitos que as elites subtraem da maioria explorada dos de baixo.

Nas manifestações de Junho, boa parte delas espontâneas, que reuniram milhares de pessoas nas ruas, o governo de Minas e sua polícia tremeram nas bases. Ficaram de joelhos, literalmente, a ponto de mudarem o discurso e a prática em relação a esse movimento. Num primeiro momento, o governo tentou, através da justiça, proibir manifestações durante os jogos das confederações. Parte da Justiça mineira, como é totalmente servil aos governos (vejam, eu disse parte da justiça, pois nem todos os juízes têm essa conduta submissa), acatou o pedido do governo, decretando a abolição do direito constitucional dos cidadãos se manifestarem livremente. Tanto a intenção ditatorial do governo, quanto a equivocada decisão judicial foram rasgadas em praça pública quando centenas de milhares de jovens ocuparam todo o centro da capital mineira marchando livremente até os arredores do estádio de futebol reformado para os jogos da copa.

Passados os ventos de junho, com toda a carga de manipulação que a imprensa mineira e brasileira tentou dar ao movimento - tentaram mostrar que tal movimento era apenas contra o governo Dilma, contra os "mensaleiros do PT", escondendo que era um movimento contra TODOS os governos, independentemente da cor partidária -, o governo de Minas ainda ficou apreensivo por um tempo, chegando, de forma inédita, após 10 anos de gestão Aécio-Anastasia, a receber um grupo de jovens que manifestaram em praça pública, representantes da Assembleia Popular Horizontal.

Mas, como o movimento de rua perdeu força, temporariamente, como é comum acontecer, já que a vida prossegue e as pessoas precisam sobreviver, submetidas à roda-viva que rola sobre nossos pescoços, o governo voltou a mostrar as suas garras afiadas. Na manifestação de 7 de setembro, por exemplo, quando poucas dezenas de manifestantes voltaram às ruas de BH foram recebidos com tiros de borracha, armas de choque, cassetetes e gás de pimenta. Quase cinco dezenas de jovens foram presos. E ao contrário das manifestações de junho, não se tem notícia de que tenha havido quebradeira de vitrines de bancos e lojas de carros importados. No máximo, pelo que se viu ou pelo que se pode ler ou ouvir na própria imprensa dos de cima - Itatiaia, Estado de Minas, TV Globo, entre outros - o máximo que ocorreu foi um jovem fazer o tal "bundalelê" para a polícia, fator que teria despertado a ira da tropa que prendeu o tal jovem e todos os que estavam a sua volta, ou que tentaram defendê-lo.

A mídia mineira, como sempre, com raras exceções, cumpriu o seu papel de posto avançado do golpismo no Brasil, porta-voz da direita mais atrasada, recalcada e infeliz. Passou a condenar sem provas aos manifestantes de 7 de Setembro, elogiando a ação da polícia de choque, sem dar qualquer destaque aos abusos cometidos pela tropa de choque, e apresentando os jovens manifestantes como se fossem bandidos. O governo de Minas, por meio do seu órgão de repressão, chegou até a ensaiar um ato que seria a sua desmoralização total, o de apresentar os jovens presos à comunidade - cerca de 15 deles - como se fossem todos vândalos, bandidos, quando na verdade são jovens idealistas, sonhadores. Mas Minas não convive bem com o sonho, ou com o direito de sonhar, pelo menos. Minas tornou-se o estado da ditadura disfarçada por uma mídia cínica, que vive pendurada nos cofres do estado e das generosas verbas de grupos empresariais que são ligados aos governos de plantão.

Um dos jovens presos, que conheço pessoalmente, e é filho do amigo professor João Martinho, conhecido lutador das melhores causas, incluindo a do Movimento Negro, teve o seu cabelo raspado e foi agredido fisicamente. Uma agressão inaceitável, tanto a física quanto a moral e cultural, já que se ataca, com este ato, a cultura afro-brasileira. Um outro jovem, que está entre os dois que são mantidos presos, tive a oportunidade de conhecer e com ele dialogar em mais de uma oportunidade, há coisa de uma década, e também antes disso. Depois perdi o contato com vários colegas que, como ele, faziam parte dos movimentos libertários, ligados à esquerda mineira - comunistas, anarquistas, punks, jovens que sonham com um mundo diferente deste que a realidade do capital nos legou, marcado por cercas, grades, impedimentos, restrições, e uma brutal diferença social que separa o mundo entre dois extremos. Pode-se até não concordar com as ideias e os métodos que tais jovens defendem, que aliás não são consensuais entre eles. Mas não se trata de "vândalos" (no sentido pejorativo que mídia tenta dar), bandidos ou coisa do tipo.

Agora mesmo surgiu essa coisa de que os manifestantes não podem usar máscaras. Ora, a polícia usa máscara o tempo todo, esconde o rosto, e às vezes até o nome. E usa arma para se proteger. Usa gás de pimenta para despejar nos manifestantes quase sempre sem qualquer critério - lembro-me na nossa greve de 112 dias, em 2011, quando a tropa de choque despejou gás de pimenta em cima dos professores em algumas ocasiões, sem que tivéssemos feito nada que agredisse a qualquer outra pessoa, e até mesmo ao sagrado patrimônio privado de alguns. Como os jovens vão se proteger desses gases senão com máscaras embebidas em vinagre?

Mas, Minas tenta intimidar justamente estes jovens mais aguerridos, numa espécie de mensagem para a grande massa que foi para as ruas em junho. No Brasil Colônia, era comum aos agentes da Metrópole sacrificar de forma exemplar aos rebeldes de origem pobre. Eram torturados, enforcados e esquartejados para servir de exemplo aos outros pobres, sobretudo aos negros escravos. Minas tenta fazer com os jovens do 7 de Setembro algo parecido, um enforcamento moral, para servir de exemplo para outros manifestantes, que a imprensa chama de "a maioria ordeira". Nos cálculos do governo de Minas e de sua imprensa, manifestante bom é aquele que sai para a rua discretamente, sem atrapalhar o trânsito, de preferência gritando palavras de ordem contra o governo Dilma, apenas.

Na prática, estes atos do estado mineiro - e que vêm acontecendo em vários outros estados - representam a cassação de direitos democráticos duramente conquistados por manifestantes como estes que agora são apresentados como bandidos. Foi graças à luta, ao sangue e ao suor de muitos jovens e idosos idealistas, sonhadores, que as liberdades, as poucas que ainda restam, foram conquistadas. Foi graças à luta de milhares de sonhadores que todos os direitos que conhecemos e experimentamos foram arrancados dos governos e das elites - que tentam de todas as formas sequestrar dos de baixo.

Por isso, em nome dos direitos democráticos e humanos ameaçados, pelas liberdades de manifestação, de opinião e de imprensa atacadas, é preciso que tenhamos a coragem de nos manifestar, denunciando, por onde quer que andemos, essas práticas lesivas aos interesses da maioria dos de baixo. Excluindo-se a propaganda paga nos grandes (em poder econômico) meios de comunicação, que mostra Minas como paraíso, a realidade é de descaso e agressão aos movimentos sociais, às lutas de jovens e idosos idealistas, que são aqueles que resistem a aceitar aquilo que a maioria de nós se submete no dia a dia. Que vivam os manifestantes de rua, que Minas, outro país, com seus governos e sua mídia, jamais calará.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!
                              ***

118 comentários:

  1. Olá Euler.
    Sem dúvida Euler, seus textos são literalmente fascinantes. Eu amo lê-los. Como vc cita o governo massacrante que temos, os policiais coniventes com a ditadura imposta, quando impedem nas ruas de reivindicar os nossos direitos.É deprimente sim. Mas um consolo te faço, não há mal que dure e nem bem eterno. Eu tenho certeza que as máscaras estão prestes a cair. Olha, governo perfeito não existe, mas existe um menos pior. Vamos usar nossa decepção e deixá-los ao chão na próxima eleição, se Deus quiser e "Ele" quer. Não adianta fazer nada nesta gestão, Ele é um dissimulado.Ele já mostrou que nada adianta: greve, acampados como estão, chamá-lo para conversa (promete e não cumpre). Deste governo não precisamos esperar nada. Vamos lutar para derrotá-lo nas urnas. Eu acho que nem precisamos lutar tanto assim, ele já está derrotado. Isto é certo.
    Um abraço. Marlise Lavras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você , Deus nos dará a vitória.

      Excluir
  2. Gente vamos começa denunciar o descasso do governador com a educação de minas no facebook,.Vamos denunciar ,,vamos compartilhar .Só assim atingiremos multidões e esse governadorzinho,,,vai se tocar.

    ResponderExcluir
  3. DCM
    Imagine que você é um jovem jornalista que trabalhe num site de uma grande publicação.

    Você bate os olhos numa notícia: a multiplicação dos memes sobre a foto das atrizes da Globo em protesto contra a decisão do STF de respeitar a lei e, portanto, permitir embargos de alguns acusados no processo do Mensalão.

    Repito: decisão de respeitar a lei, como demostrou em mais de duas horas o ministro Celso de Mello.

    Então você faz, satisfeito, um texto sobre os memes porque isto é notícia: afinal, é uma reação ao fato que mais marcou os brasileiros na semana.

    E finalmente você recebe dos superiores não os parabéns por ter identificado um assunto de alto interesse – mas a brutalidade da censura arbitrária.

    Sua reportagem é, simplesmente, deletada porque a realidade que ela revela não se coaduna com a realidade que a publicação tenta, a bordoadas, impingir a seus leitores.

    “Que eu estou fazendo aqui?” é a pergunta inevitável que você se faz numa situação deprimente daquelas.

    Bem, não é o roteiro de um pesadelo jornalístico para jovens. É o que aconteceu na Veja na mesma semana em que a revista comemora seus 45 anos parecendo ter, mentalmente, 145.

    A autocensura foi notada no Twitter, e causou merecido escárnio.

    Vai ficando cada vez mais difícil para a Veja, por coisas desta natureza, atrair jovens talentosos: quem quer trabalhar nestas circunstâncias?

    Você tem vinte e poucos anos, tem o idealismo da juventude: o que você pode fazer numa revista que representa e defende a manutenção de um Brasil iníquo e na qual você não pode publicar sequer um texto sobre memes?

    A Veja, ao chegar aos 45 anos, é simplesmente a negação do zeitgeist – o espírito do tempo. Combater a desigualdade social é a essência do zeitgeist moderno, não apenas no Brasil mas no mundo.

    Mas a Veja marcha do lado contrário, impávida e orgulhosa.

    É assim que ela chega a 45 anos. E é por causa disso que ela não irá muito adiante: por seu divórcio com o mundo tal como ele é. Em sua louca cavalgada editorial, a revista pôs na capa desta semana a imagem da justiça curva. A justiça teria se curvado aos poderosos, aspas, ao acolher os chamados embargos infringentes. Ora, como um heroi da própria Veja — o jurista Celso de Mello — demonstrou em seu voto longo no STF na verdade o que se fez foi respeitar a lei e a Constituição.

    A internet está castigando a revista, é certo: a cada dia menos pessoas leem publicações impressas.
    Revistas muito maiores que a Veja, no mundo, já morreram, como a americana Newsweek. A própria Time, a maior de todas, agoniza sem que seus proprietários consigam encontrar um comprador para ela.

    Mas o problema maior da Veja não é uma tecnologia que a faz obsoleta – é um conjunto de crenças absurdas que a faz cega.

    ResponderExcluir
  4. Governador tirano,iremos fazer uma campanha politica
    com todos os jovens e pais.VOCÊ não vai ficar mais no poder nem a sua corja maldita.Sai fora SATANAS!

    ResponderExcluir
  5. CHEQUE DE GESTÃO AUMENTA DIVIDA DE MINAS EM MAIS DE 700%
    ETA CHOQUE!

    ResponderExcluir
  6. REINALDO PATRULHA JANOT: MENSALÃO TUCANO, NÃO!
    :
    Blogueiro Reinaldo Azevedo censura a fala do novo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que usou a expressão "pau que bate em Chico também dá em Francisco", para avisar que também tentará levar a julgamento o esquema implantado no governo de Eduardo Azeredo, em Minas Gerais; segundo o blogueiro, Janot estaria agindo por motivações políticas (e não ele, Reinaldo)
    22 DE SETEMBRO DE 2013 ÀS 13:50

    247 - Bastou o procurador Rodrigo Janot dizer que pretende levar a julganento o chamado "mensalão mineiro", ou "mensalão tucano", como preferem alguns, para que começasse a apanhar na revista Veja. O primeiro a censurá-lo foi o blogueiro Reinaldo Azevedo. Leia abaixo:

    Mensalão: Alguns absurdos do novo procurador-geral da República. Ou: Assim não, companheiro Janot! Ou ainda: E Lula? Por que ele não é réu do mensalão?

    Rodrigo Janot: que o procurador-geral se atenha aos fatos, sem ficar olhando para “o lado” e o “outro lado”

    Rodrigo Janot, novo procurador-geral da República, pode apenas ter se expressado mal. Mais: pode não ter se dado conta das implicações lógicas de uma afirmação que fez e da aberração histórica — e, em certo sentido, processual — de outra. Em suma, o companheiro Janot talvez tenha se atrapalhado um pouco. Mas sempre há o risco — e, em dias estranhos, cumpre ficar atento — de que, mais do que distraído, ele seja metódico. Aí as coisas se complicam bem.

    Janot concedeu uma entrevista a Felipe Recondo e Andreza Matais, do Estadão. A resposta à primeira pergunta que lhe foi dirigida (ou que foi publicada) chega a ser escandalosa. Vamos a elas (em vermelho).
    O processo do mensalão está acabando. O senhor vai acelerar o processo do mensalão mineiro?
    Pau que dá em Chico dá em Francisco. O que posso dizer é que, aqui na minha mão, todos os processos, de natureza penal ou não, vão ter tratamento isonômico e profissional. Procuradores, membros do Ministério Público e juízes não têm processo da vida deles. Quem tem processo da vida é advogado. Para qualquer juiz e para o Ministério Público todo processo é importante.

    Como é que é, doutor?

    Péssima resposta! Pau que dá em Chico dá em Francisco? Em que livro de direito doutor Janot aprendeu essa máxima? A que corrente do pensamento jurídico pertence essa maravilha? Há várias questões aí, doutor, e nenhuma delas é boa.

    Em primeiro lugar, as condenações do mensalão não constituíram “pau no Chico” coisa nenhuma, mas exercício da lei. Ou Janot discorda?

    Em segundo lugar, o fato de réus de uma ação penal terem sido condenados não implica que os de outra também devam sê-lo, tenha esta o nome que for. NÃO, AO MENOS, COMO PRINCÍPIO. Se forem culpados, que paguem. Ou doutor Janot defende que um processo se deixe contaminar pelo outro? Ou doutor Janot defende que os autos de um sirvam para instruir os do outro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SEM MEDO DE SER FELIZ!
      O Jurista conservador, Ives Gandra diz que Jose Dirceu foi condenado sem provas -
      http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2013/09/22/ives-gandra-diz-que-nao-ha-provas-contra-dirceu/
      Todos sabem muito bem, que o MENSALÃO é do PSDB, leia
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Mensal%C3%A3o_tucano
      EDUARDO AZEREDO
      MARES GUIA
      MARCOS VALÉRIO
      E há mais de 20 anos atrás...
      Eles montaram o PSB para se infiltrar no PT*
      http://www.novojornal.com/politica/noticia/cupula-do-psb-entra-em-rota-de-colisao-com-walfrido-26-02-2013.html
      Qualquer pessoa que ler a história verá o "voo dos tucanos corruptos para o PSB. Ainda são tão cara de pau que se julgam INCONDENÁVEIS e a (in)JUSTIÇA brasileira vai deixar isso acontecer... São ladrões, terríveis e perversos.

      Excluir
    2. Essa condenação do caso mensalão é claramente sem provas. O que me preocupa é que abre uma jurisprudência perigosa. A partir de agora, qualquer juiz poderá condenar um cidadão simplesmente porque ACHA que ele é culpado, ou porque está de mal humor por ter brigado com a esposa, ou estar insatisfeito com o valor das propinas que vem recebendo; já que não precisa mais usar critérios técnicos.
      O que a burguesia não faz quando está desesperada, porque os pobres chegaram ao poder!

      Excluir
  7. Governadores se unem por reajuste menor do piso de docentes

    Com a previsão de um alto reajuste do piso nacional dos professores da educação básica, os governadores se uniram para sugerir uma nova fórmula de correção dos salários.

    'Avanço' proposto pelos Estados é pouco, diz classe

    Cálculos preliminares do governo federal apontam um aumento de 19% em 2014, mais do que o dobro do que os 7,97% concedidos à categoria no início deste ano. Hoje, nenhum docente pode receber menos do que R$ 1.567.

    Documento assinado pelos 27 governadores foi entregue ao Executivo, na semana retrasada, com uma nova sugestão de cálculo.

    Segundo a Folha apurou, se aplicado já no ano que vem, o índice seria reduzido a 7,7%.

    Há ainda uma proposta defendida pela CNTE, entidade que representa os trabalhadores da educação básica. Nesse caso, ficaria em torno de 10%.

    ResponderExcluir
  8. Enquanto persistir o sistema eleitoral(reiro) destas urnas fraudáveis os Bandidos vão continuar no poder.Nosso voto não vale nada,somos feitos de palhaços nas eleições...Os deputados que denunciaram isto morreram em seguida...

    ResponderExcluir
  9. A MISÉRIA VAI AUMENTAR LER PRA CRER
    Governadores se unem por reajuste menor do piso de docentes
    PUBLICIDADE


    http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2013/09/1345978-governadores-se-unem-por-reajuste-menor-do-piso-nacional-do-professor.shtml

    ResponderExcluir
  10. NOVOJORNAL
    Operação Esopo expõe alianças obscuras no Governo de Minas
    Irregularidades comprovam que fidelidade partidária conseguida pelo PSDB era fruto da guarita de ilícitos na máquina pública e divisão do Estado

    Após uma semana da deflagração da “Operação Esopo” e com a divulgação de quem estaria por trás das irregularidades praticadas, colhe-se as primeiras conclusões. A quase unânime participação das siglas partidárias, na base aliada do Governo do Estado não tinha como princípio questões ideológicas ou mesmo programáticas.

    Tratava-se da divisão do governo entre os partidos aliados na modalidade de “Franquia”, onde cada um explorava o status e nome do Estado nos negócios que conseguiam. No caso dos partidos da base aliada do governo federal, projetos e programas conquistados eram administrados pelas pastas entregues á franqueados que tinham a autonomia plena para negociar com os ministérios ou secretarias que patrocinavam o programa.

    Na verdade, não existia Governo eram grupos partidários e políticos que compunham a aliança que comandavam seu pedaço sem qualquer controle ou subordinação da máquina pública estadual. Anastasia era algo como a rainha da Inglaterra que “Reina mais não Governa”. Tanto é verdade que 89% do atual orçamento do Estado é fruto de convênios que diante das investigações se mostram como são operados.

    Segundo analistas políticos, agora se explica o motivo do apoio que o senador Aécio Neves tinha de partidos da base aliada do governo federal, a exemplo de parte do PT que o apoiou na escolha de Márcio Lacerda para prefeitura de Belo Horizonte. As lideranças do PDT, PSD e outras siglas em Minas Gerais que apóiam Aécio vão a cada dia sendo expostas pelas operações da Polícia Federal e do Ministério Público.

    Se no passado acusaram Tancredo Neves de através de Helio Garcia ter instituído como moeda de troca a desordem e corrupção através da entrega de cargos técnicos a políticos despreparados culminando com o desmonte de diversas Secretarias de Estado e fechamento da MinasCaixa, BEMGE, Crediral e outros patrimônios do Estado para financiar sua candidatura indireta a presidência da República, agora seu neto resolveu entregar o Estado.

    ResponderExcluir
  11. 69,00 reais, esse é o aumento tão esperado, dá pra comprar 3 quilos de carne.

    ResponderExcluir
  12. Está na hora de voltarmos às ruas...
    23/09/2013 - 03h40
    Governadores se unem por reajuste menor do piso de docentes

    FLÁVIA FOREQUE
    DE BRASÍLIA

    Com a previsão de um alto reajuste do piso nacional dos professores da educação básica, os governadores se uniram para sugerir uma nova fórmula de correção dos salários.

    'Avanço' proposto pelos Estados é pouco, diz classe

    Cálculos preliminares do governo federal apontam um aumento de 19% em 2014, mais do que o dobro do que os 7,97% concedidos à categoria no início deste ano. Hoje, nenhum docente pode receber menos do que R$ 1.567.

    Documento assinado pelos 27 governadores foi entregue ao Executivo, na semana retrasada, com uma nova sugestão de cálculo.

    Segundo a Folha apurou, se aplicado já no ano que vem, o índice seria reduzido a 7,7%.

    Há ainda uma proposta defendida pela CNTE, entidade que representa os trabalhadores da educação básica. Nesse caso, ficaria em torno de 10%.

    ResponderExcluir
  13. Precisamos urgentemente repensar a mídia que temos e o seu papel na consolidação da democracia ou como instrumento de construção de uma ditadura disfarçada. A mídia brasileira é uma negação. A mídia mineira está mais voltadas para os assuntos nacionais em particular que dizem respeito ao governo federal do que os problemas do estado ou do governo de minas. Ao invés de chamar estado de minas porque não jornal do Brasil? Ou me esqueci que "Minas vai muito bem". KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  14. Euler, parabéns por defender os de baixo como nós mesmo e que estão sendo criminalizados as pencas para dar lugar ao novo projeto social do psdb de fazer cadeias ppp parceria público privadas onde o governador constrói a cadeia com dinheiro do Estado, ou seja, nosso... De todos nós contribuintes de MG e passa para um empresário amigo dele administrar e detalhe: Ainda paga o amigo para administrar a cadeia. Todavia eles acham que a quantidade de presos está pouca e não é um bom investimento. Por isso querem prender muito mais pessoas e até mesmo abaixar a idade criminal para ter mais presos para que a cadeia particular seja mais rentável ao desgovernador e a sua trupe.
    Mas voltando ao nosso assunto amigo e amigos, agora o desgovernador poderá importar muitos professores de Química, Física, Biologia e Matemática... Segundo a rede Golbels no jornal de hoje ele deu aumento de 5% para nós... Já calculou a fortuna? E o aumento de 2015 de 2,5% ele vai antecipar para Janeiro de 2014 para a gente ter dinheiro para ir assistir aos jogos da COPA DO MUNDO... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    É um desgoverno piadista demais... kkkkkkkkkkkkkkkkk
    O certo é que agora estou rico e nem quero me aposentar mais...
    Vou ficar igual aos ministros.juízes, promotores... Aposentarei com 115 anos... Para gozar desse salário FORTUNA de Minas Gerais, O EX TERCEIRO ESTADO MAIS RICO DO BRASIL FALIDO PELOS TUCANOS DO PSDB.

    ResponderExcluir
  15. Estou indignada com este aumento que o Anastahitler nos deu,mas mais indignada ainda é dele continuar dizendo que paga mais que o piso.Agora diz,segundo jornal Hoje em Dia, que paga 50% a mais que o piso.

    ResponderExcluir
  16. Uma vergonha esse governo de MG. Acordem, professores! Com a aproximação de mais uma eleição, estão dando gorjeta de 5% de aumento em outubro e antecipando a progressão na carreira... se isso não for compra de votos, eu não sei como denominar.

    ResponderExcluir
  17. Na escola que trabalho o pessoal está muito apreensivo quanto ao julgamento da lei 100, só que ninguém fala sobre o assunto abertamente porque a nossa diretora também é efetivada, mas um motivo para ficarmos mais apreensivos sem saber quando o julgamento vai acontecer. Se os comentários feito são verdadeiros.Também gostaria de saber como outros professores que postaram aqui quando o julgamento vai acontecer. Acho que se manifestarmos mais conquistaremos o direito de saber a data do julgamento.
    Conto com o seu apoio para confirmar se é verdade os comentários que estão sendo feito que é na segunda quinzena de outubro.

    ResponderExcluir

  18. O Tempo

    Cinco professores se demitem por dia das escolas estaduais

    Foram 1.283 exonerações na rede de janeiro a agosto deste ano, número que já supera o de 2012

    http://www.otempo.com.br/cidades/cinco-professores-se-demitem-por-dia-das-escolas-estaduais-1.717680

    ResponderExcluir
  19. É, COM ESSE AUMENTÃO DADO PELO GOVERNO, ACHO QUE JÁ DÁ PARA TROCAR DE CARRO, TALVEZ UM A DIESEL CABINE DUPLA.

    KKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  20. Eu não entendo uma coisa, se querem uma aumento no piso de apenas 7,7% pra quê então dinheiro do pré-sal? vai pra put.... que par......

    ResponderExcluir
  21. Não deixem de ler a matéria do jornal Viçosa Urgente(MG), o que aconteceu com a professora de Ponte Nova(MG).Absurdo,meu Deus,veja o que aconteceu,não dá pra acreditar.Quero dizer aos que pretendem ingressar nessa profissão caiam fora,tornou- se uma profissão perigosa.Por favor não deixem de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Professores, REAJAM! Parem de apanhar encolhidos. É ilusão achar que não reagindo apanhará menos. A legítima defesa é legítima até para os animais. No Brasil, lesão corporal não dá em nada, quem apanhou é que fique apanhado. E humilhação de não ter reagindo é para sempre, além de incentivar o agressor a repetir o ato. Não acredite em uma moral falida, precisamos criar uma nova moral, uma que FUNCIONE.

      Excluir
  22. Este governo do psdb\bosta é uma lastima. Agora anuncia um aumento de 5%. Não dá mais, não faço mais nada no estado. Este governo está acendendo uma bomba de indignação na classe. Isto tudo vai explodir nas eleições de 2014. Vamos dar o troco. Aguardem.

    ResponderExcluir
  23. reajuste ou migalha, esmola, miséria...

    A SOCIEDADE NÃO SABE A MALDADE QUE ESSES CRÁPULAS, CANALHAS, HIPÓCRITAS ESTÃO FAZENDO COM A EDUCAÇÃO DE SEUS FILHOS E NETOS.

    ResponderExcluir
  24. Colegas,

    Vejam a sopinha de números e letrinhas que o governo anunciou, na reunião de hoje com os sindicatos.

    Aviso não se assustem com as "caras" da Fernanda Trevas e da Gazolona... elas não estão tristes por causa do "aumentão" anunciado aos educadores... elas são assim mesmo!

    Começem a fazer as contas de como vão gastar o aumento, mas atenção, não gastem ainda.
    É só um anúncio, e vocês sabem bem... o governo pode não cumprir!

    Muita calma nesta hora.

    Eis o link:

    http://www.educacao.mg.gov.br/component/gmg/story/5453-governo-de-minas-gerais-anuncia-reajuste-de-7-62-para-profissionais-de-educacao-do-estado

    ResponderExcluir
  25. Governo de Minas Gerais anuncia reajuste de 7,62% para profissionais de Educação do Estado
    Somando a 3ª parcela do reposicionamento na carreira, aumento médio total chega a 19,9%. Remuneração inicial passa a ser 54,78% superior ao piso nacional do MEC
    Em entrevista coletiva, Fernanda Neves e Ana Lúcia Gazzola falaram sobre o reajuste
    Em reunião com as sete entidades que representam todos os servidores da rede estadual de ensino, realizada na manhã desta segunda-feira (23), o Governo de Minas Gerais anunciou reajuste que varia de 5% a 7,62% nos vencimentos de profissionais de Educação do Estado. Já a partir de outubro, os salários de todos os professores e demais profissionais de educação básica do Estado serão reajustados em 5%, beneficiando 417 mil cargos de profissionais da educação básica, entre ativos e aposentados.
    O Governo do Estado anunciou também que, atendendo a reivindicação das entidades, antecipará para janeiro de 2014 a progressão na carreira de profissionais da educação básica, antes prevista para janeiro de 2016. Os servidores com direito a esse benefício, que premia o tempo de serviço, terão um reajuste adicional de 2,5% sobre a remuneração. Com isso, terão seus vencimentos reajustados em 7,62%.
    Além desses reajustes que estão sendo concedidos em função da política remuneratória e da progressão na carreira, profissionais da educação básica do Estado também terão seus salários aumentados em função de pagamentos referentes ao reposicionamento na carreira, que considera todo o tempo na carreira e beneficia servidores ativos e inativos. Em 2013 e 2014, a folha de salários da Educação será acrescida em aproximadamente R$ 890 milhões referentes a duas parcelas da Vantagem Temporária de Antecipação do Posicionamento (VTAP)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk 54,78% superior ao piso nacional do MEC... Alguém avise a essa montra e desgoverno que não ACEITAMOS SUBSÍDIO MAIOR QUE O PISO. QUEREMOS O PISO TAL E QUAL ESTÁ NA LEI.

      Excluir
    2. É monstra... É que o ódio cega!

      Excluir
  26. Lamentável ver a situação dos professores em Minas. Que governador é este que oferece 5% de aumento. Este crápula tem que sair algemado do palácio do governo. Onde estão as instituições civis deste Estado, Ministério Público, TJMG, Assembléia Legislativa? É lamentável! O que pode ser feito para derrotar esta elite que há dez anos governa este Estado?

    ResponderExcluir
  27. Temos que agir com as mesmas armas deste desgoverno: de maneira anti-ética. Vamos detonar as escolas tirando licença em massa. De onde vão tirar tantos substitutos? As escolas terão que fechar as portas, pois não terão como funcionar. Vamos detonar o ano letivo de 2013, e no ano que vem detonamos politicamente. Pensem nisto.

    ResponderExcluir
  28. Gostaria da opnião do público de como devo gastar o aumento que eu(nós) vamos receber em outubro e também em janeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos receber em novembro ainda.

      Excluir
    2. Comprando brindes para os alunos pelo dia das crianças.

      Excluir
  29. Dedução lógica cartesiana : Ribeirão das Neves foi chamado de Ribeirão das Trevas , portanto Aécio Neves deve ser tratado de Aécio Trevas.

    ResponderExcluir
  30. O PERIGO NOS CERCA

    "Preciso publicar...
    Em uma escola estadual da minha querida Coronel Fabriciano, na última sexta feira, dia 20, um aluno saiu da escola em horario de aula, pegou uma arma, voltou, e ameaçou a vida do professor. A tragédia só não se efetivou pq o professor se escondeu, feito um bicho.
    Esse episódio é reflexo da política de (des)valorização da educação promovida no nosso estado. Resultado de um partido elitista, equivocado e segregacionista.
    Os longos anos do PSDB em Minas transformaram os patios de nossas escolas em campos de bang bang, transformaram nossos hospitais em depósitos de morimbundos, transformaram nossas ruas em terra de ninguem...
    É isso aí... enquato Aécio posa, hora de bom moço, hora de bon vivant, estamos indo de mal a pior..."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamos retomar uma ideia do próprio Euler, que sugeriu publicarmos a violência vivida no nosso trabalho todo dia. Em nossa querida Curvelo todo segundo um professor "vai tomar no cú" e é ameaçado. Um aluno dominado pelo crak na semana passada abriu a cabeça de outro colega com uma carteira só não matou porque o professor interveio.

      Excluir
  31. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Está passando uma propaganda hilária na TV !! Um prato, belas cozinhas e o lema: "Minas! O estado da gastronomia."

    Só não fala que não existe gastronomia pra professor!! Os excluídos da merenda da escola...

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  32. Colegas, já comentei vou repetir e já estou agindo, nós vimos a força das redes sociais, vamos encher os outros estados, mostrando e desmontando as mentiras das propagandas de Minas. Observem a matéria do jornal o tempo 23.09.2013, professores abandonam a área da educação em Minas... V amos agir.

    ResponderExcluir
  33. Euler e companheiros, por que o sindute não divulga nas esquinas de todo o estado, mostrando de forma simples a matemática do Estado? mostrando de forma de uma operação, a diferença entre o que significa termos 24% do piso nacional como nosso básico, somado as nossas vantagens, revelando que tal valor é bem superior ao que ele sempre divulga mentindo que paga mais do que o piso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E os OUT DOORS??

      Já se fazem 2 anos e nada.

      ETA SindINÚTIL!!

      Excluir
  34. "CIDADE INADMINISTRÁVEL

    IMPRENSA
    AUMENTO PARA OS SOFRESSORES

    +++satanasia+++ anuncia com pompa o aumento INsignificativo para os sofressores.

    O aumento é abaixo do índice de inflação do período, mas é com muita alegria e hipocrisia que seus secretários comemoram o INsignificante aumento.

    O importante é fingir de bonzinho para ganhar os votos desses INcômodos sofressores em 2014.

    Depois é só chicote.
    Para manter a esperança da categoria fica prometido o próximo aumento para 2018".

    ResponderExcluir
  35. Ridículo, após 18 meses esquecidos nosso "querido " governador anuncia 5% de reajuste, que descaso, é desanimador, e ainda por cima, um direito adquirido em dezembro de 2011 será pago janeiro de 2014 e ainda tem a audácia de dizer que é antecipado.RIDÍCULO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ridículo nada. É cruel mesmo! Coisa de governador psicopata.

      Excluir
  36. É hora de GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVE, basta. Uma proposta vamos dar aulas com períodos reduzidíssimos, assim incomodaremos os pais que pressionaram.

    ResponderExcluir
  37. ENTENDAM DE UMA VEZ POR TODAS
    Caros colegas professores,

    vejam que o tempo passa mas nada muda para o professor estadual de Minas Gerais. Ou melhor, muda sim, para pior, pios a cada dia nosso salário é achatado e reduzido. E mesmo assim, os professores estaduais de Minas Gerais estão quietos, acomodados...

    Repito quantas vezes forem necessárias: neste contexto político brasileiro, em que partidos políticos são montados e desmontados à revelia, visando apenas os conchavos politiqueiros em benefício próprio, num sistema político corrupto e gerador de sanguessugas sociais, cabe ao professor estadual tentar mudar sua história. Ou será que algum professor aqui acha mesmo que algum político neste país ou a “Injustiça” estão preocupados em oferecer uma educação de qualidade aos brasileiros? Esta corja que está aí (PT, PSDB, "SEI LÁ O QUE") não farão nada, nadinha para mudar o "status quo" do qual tiram proveito imoral, ilícito e corrupto, com o aval da "INjustiça" brasileira, que também comuna com esta cambada.

    Portanto, fica a dica: querem valorização? Querem ter uma carreira? Querem um melhor salário? Valorizem-se primeiro! Briguem por isso!

    Tenham coragem, amor próprio e entendam de uma vez por todas que nenhum governante no Brasil, nenhum partido político, nenhum magistrado de nossa “Injustiça” moverá uma palha para garantir ao professor estadual de Minas Gerais a recuperação da carreira jogada na lata do lixo e o pagamento do piso nacional garantido por lei. Lei, que lei???

    Somente com a união da classe em um movimento reivindicatório (greve) que arrebanhe de imediato pelo menos 20% do professorado, atingindo no seu ápice pelo menos 50%, é que conseguiremos derrubar as couraças imundas e maléficas de nossos governantes.

    Se não fizermos isso, estaremos aqui a cada ano no Blog do Euler e outros foros reclamando do governo, do salário cada vez mais reduzido, da desvalorização do professor e da carreira perdida.

    Não existe outra saída senão a greve, desde que os pelegos decidam-se por aderir ao movimento.
    E tenho dito.

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos
    Belo Horizonte - MG

    ResponderExcluir
  38. Imaginem o meu caso, sou T2 desde 2003. Sera que vou mudar para PEB 1 e vao me pagar o atrasado?

    ResponderExcluir
  39. Achei ótimo um comentário que está no blog da Renata:

    "Cara secretária,
    Nós , professores não entendemos a proposta feita ontem como aumento nenhum.Afinal, estes 5% já estavam previstos no projeto compulsório do subsídio, quando a inflação ficava por volta de 4,5% ano. Como este ano provavelmente a inflação será ainda maior , nós , ainda seremos mis prejudicados quanto ao poder de compra.Também ,pelo que entendo não está sendo antecipado nenhum benefício, pois ele já foi adquirido por cada profissional,o que houve foi um CONGELAMENTO injusto na carreira.Aliás, o aumento deveria ter saído para maio.E nossa progressão vertical ????? Também foi usurpado esse direito. Por quê???
    Qual é o incentivo que o governo está oferecendo para manter os bons profissionais? Por isso o motivo de tantos profissionais partirem em busca de outras carreiras. Chateado.Estava tão esperançoso de algo melhor fosse oferecido!!!!!!!!!!!!"

    ResponderExcluir
  40. Por favor estou ficando desesperada. O julgamento da lei 100 vai ser na 2ª quinzena de outubro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O julgamento da L100 vai ter "embargos infringentes" rs rs rs

      Excluir
    2. Quem te falou isso?

      Excluir
    3. Não terá embargos, será julgado em rito abreviado e diretamente no mérito. Isso já foi decidido por ter jurisprudência de julgamentos semelhantes e pela CF ser clara quanto ao ingresso APENAS por concurso.

      Excluir
  41. Uai, mas esse tal de aumento não era para JANEIRO DE 2013???
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... só em MG que o governo enrola, enrola e ainda solta na mídia um "AUMENTO PARA OUTUBRO"... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... quanta palhaçada!!!

    ResponderExcluir
  42. Quando os efetivados vão receber como habilitados?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que nunca... Habilitado é quem tem Curso Superior/Licenciatura Curta e ou plena. Habilitado não é efetivado e nem tão pouco efetivo, uma coisa não tem nada a ver com a outra. Até mesmo o contratado com devidos cursos recebe como Habilitado.












      Excluir
    2. Eta classe desinformada!
      Como lutar pelos seus direitos, se os desconhece?

      Excluir
  43. Minas se omite,mas a imprensa de SP,publica, aecio nao sabe como e para quem falar Balaio do kotsco r7

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso? Não entendi nada, ficou doido?

      Excluir
  44. O ano nem terminou e já começou o inferno sobre a distribuição de turmas para o ano que vem. Gostaria de saber quando o efetivo que mudou de escola vai ter direito de alguma coisa. Se o governo quis efetivar sem concurso é problema dele, mas tirar de um concursado que passou por período probatório e tem anos de Estado o direito de escolher turno ou turma é demais! Infelizmente no interior muitas superintendências seguraram vagas e só agora é que estão liberando. Mudei de escola em agosto porque depois de anos , só agora é que apareceu a tal vaga. E aí? E justo ? O que o Sindute tem feito para o professor efetivo? Sinceramente, se esta situação (de efetivo não ter nem direito de escolher o turno) prefiro me desfiliar deste Sindicato pois está só olhando o lado do efetivado e convoco a todos os efetivos que estão na mesma situação que a minha a se desfiliarem tb. Até agora não vi ninguém fazer nada para o efetivo.

    ResponderExcluir
  45. Meus alunos me perguntaram quanto eu ganho. Eu os pedi que aguardassem que eu levaria meu contra cheque para eles verem, já que eles pensavam que meu ordenado era um SENHOR vencimento! Quando mostrei a eles o quanto ganhava , eles riram de mim e me falaram que a mãe de alguns deles ganham mais que eu, fazendo faxina pois ganhavam R$ 40,00 e as vezes fazem 2 faxinas ao dia.
    Um me disse: deixa então de dar aula? Estou realmente bem disposta em deixar a educação aqui em Minas e prestar um concurso em outro Estado. pois eu amo ser professora e sou independente e posso ir embora daqui, deste Estado de misérias humanas como vem fazendo com a gente.
    Mas é só um sonho . Vamos vencer sim, nas urnas no ano que vem, se Deus quiser.
    Força ! A VITÓRIA virá sim. Deus é maaaaaaaaais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sei que andamos com os nervos a flor da pele e que isso deixa nosso raciocínio um tanto quanto prejudicado, mas vamos ler antes de enviar os comentários, pessoas do governo leem tudo aqui. Como você pretende abandonar o Estado, prestar concurso em outro e votar aqui o ano que vem? Esse comentário está totalmente "inlógico", desculpe-me colega.

      Excluir
    2. Mais que coisa, mais um chato que vem visitar aqui para ficar corrigindo os outros...

      "Inlógico" não é meu caro.
      A colega está certa: ela diz que é "só um sonho", e mesmo que ela faça o concurso, até ser convocada (se passar claro) leva tempo. Ainda assim, ela poderá votar por aqui sim, e ajudar a banir estes que aí estão!

      E se o governo lê tudo mesmo, é bom que ele sinta o que os professores passam na sala de aula e o que os alunos pensam sobre o salário que o governo paga aos professores!

      Excluir
  46. Pessoal, Eu também penso assim.Ou morreremos com esse salario com essa desvalorização ou vamos fazer como Raimundo disse.Quem tem medo de perder os dias, o minguado salário e não faz greve por isso, acho que agora deve ter certificado o quanto essa carreira de "fessor" está no fim.Se não deixarmos o medo de lado , medo de não ter dinheiro para pagar as contas, etc, vamos ser enterrados vivos.Como dizia antigamente "desgraça pouca é bobagem" Esqueçam greve de 2011 de não sei mais qual ano, esqueçam as contas e vamos para o tudo ou nada.Esse demônio, Minas nunca teve um governador tão filho da boa mãe como esse.Ele sabe que pode brincar com nossa fraqueza.Ele já sabe em que mato ele está lenhando.Professor não tem raça mesmo e só sabe reclamar.Lutar jamais.Ninguém morre se não pagar as contas por corte de ponto.Tudo se resolve no final.Vamos mostrar a ele que podemos muito mais do que ele imagina.Sindute? Está fazendo caixa com o que arrecada.Onde está os milhões arrecadados sindute? Não existe uma faixa, uma propaganda no rádio e jornais ,nada.Dinheiro é para viagens .

    ResponderExcluir
  47. Por favor faça um post esclarecendo a proposta do governo, pois no site da SEE, ontem a noite, há um explicação e no site do sindicato, hoje pela manhã, há outra. Entendi que no total teríamos um aumento de 7,... e mais o reposicionamento, conforme a SEE. Mas a nota do sindicato diz que serão apenas os 7,... e a carreira continuaria congelada. ???? Quem está certo? esclareça, pois estamos cansados de enganação tanto do governo quanto do sindicato.

    ResponderExcluir
  48. http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2013/09/24/aecio-ainda-nao-sabe-o-que-e-para-quem-quer-falar/

    ResponderExcluir
  49. http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/115860/Kotscho-A%C3%A9cio-n%C3%A3o-sabe-o-qu%C3%AA-e-para-quem-falar.htm

    ResponderExcluir
  50. http://www.novojornal.com/politica/noticia/tjmg-simula-extincao-de-processo-mas-aecio-continua-reu-24-09-2013.html

    ResponderExcluir
  51. http://www.brasil247.com/pt/247/poder/115864/Lula-vit%C3%B3ria-de-Dilma-%C3%A9-minha-vit%C3%B3ria;-t%C3%B4-no-jogo.htm

    ResponderExcluir
  52. Não quero esmola. Quero minha carreira de volta. Quero DIGNIDADE.
    Marina

    ResponderExcluir
  53. gente já falei e repito não tem como fazer greve com os professores divididos em, efetivos, efetivados, novos concursados, e designados, estou é pulando fora do barco, adeus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem razão, olha os comentários que está em outro blog:
      Gostaria de saber o que o Governo está fazendo para rever a situação do professor efetivo. Se o Governo quis efetivar o povo sem concurso público é problema dele, mas tirar de um professor concursado e com tempo de Estado o direito de escolher o turno e as turmas com as quais querem trabalhar é demais! Tenho 14 anos de Estado e 8 anos de efetiva. Só consegui trabalhar perto da minha casa em 2011 porque as Superintendências do interior adoram esconder vagas . Agora me diga, é justo uma pessoa que não passou em um concurso, não cumpriu o período probatório ter mais direito de quem está dentro da lei? Dar estabilidade aos efetivados é uma coisa, agora tirar o direito de um efetivo é outra!

      Responder
      Respostas

      Anônimo25 de setembro de 2013 18:41
      Faça de suas as minhas palavras. Estou com esse mesmo problema nas 2 escolas. Uma vez, que a resolução de designação deu prioridade de escolha de aulas/turmas, aos funcionários mais antigos na escola. Sendo eu efetiva no 2 cargos, e com mais de 22 anos de serviço , em razão de ter sido removida do interior para a capital, fiquei com o que sobrou. Loucura !!!! não acha????

      Excluir
    2. E pode preparar que ano que vem vai ser a mesma coisa. Isso vai ser assim enquanto esse demônio estiver no governo. Mas o dia e a hora deles vão chegar e já começou com a justiça federal julgando o valerioduto sobre reeleição de Eduardo Azeredo. kkkk bem feito.

      Excluir
  54. QUE ABSURDO ISSO!
    http://www.novojornal.com/politica/noticia/tjmg-simula-extincao-de-processo-mas-aecio-continua-reu-24-09-2013.html

    ResponderExcluir
  55. Bom dia pessoal,
    Como sou aposentada e nao estou mais na sala de aula, vai ai uma sugestao:
    Alunos das escolas estaduais poderiam dar aulas para o governo de Minas;
    Matematica: Mostrar como o governo erra em todos os calculos matematicos.
    Portugues: mostrar como o governo confunde conceitos. nao sabe diferenciar piso de teto.
    Sociologia: mostrar como o governo confunde os conceitos de publico e privado.
    Historia:mostrar como o governo desconhece a historia da luta dos trabalhadores da educacao no Brasil.
    Etica: mostrar como o governo age em total falta de etica, burla as leis, desvia dinheiro, mente e por ai vai.

    Vamos as ruas gente!! Dar umas aulas para Anastasia. ele esta completamente equivocado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei da sugestão. Esse governador está precisando mesmo voltar pra sala de aula para aprender principalmente matemática (cálculos,operações, porcentagem e outras coisitas mais).

      Excluir
    2. Anastasia nao confunde. Ele é a lei.

      Excluir
  56. Caros colegas lutadores, penso que nossa situação não mudará tão cedo. Acreditem se quiserem, ao chegar em minha escola na manhã de ontem, encontrei colegas achando o AUMENTO uma beleza. Quando eu disse que o referido aumento já estava atrasado, pois pelo "desacordo" firmado pelo governo, ele teria que acontecer em janeiro passado, as pessoas ficaram com cara de tolas. Nossos "colegas de escola" não procuram se informar sobre nada. Não escutam os repasses que trazemos das assembleias, ou seja, não estão nem aí para nada. Para eles, Não faltando o "salário miserável" no quinto dia útil está muito bom. Reclamar todo mundo reclama, porém na hora de uma greve, sobra apenas uma pequena turma que é criticada e perseguida por muito tempo. Lamentável comentar esse episódio, mas é a realidade da minha escola.

    ResponderExcluir
  57. Euler, tudo bem?
    Agora nem podemos mais tirar licenças médicas em Belo Horizonte. O elevador do Edifício Maleta despencou do 4º andar onde fica o DAG. Estamos sem saída agora e sem salário desde sempre.

    SUSTO
    Elevador despenca do 4º andar e deixa usuários em estado de choque no Maleta
    Três pessoas tiveram dores nas pernas e ficaram em estado de choque emocional; sistema de segurança amorteceu a queda e evitou uma tragédia.
    PUBLICADO EM 25/09/13 - 14h06
    ALINE DINIZ / VINÍCIUS LACERDA

    Um elevador despencou, na tarde desta quarta-feira (25), do quarto andar até o térreo no edifício Maleta, na rua da Bahia, no centro de Belo Horizonte.

    Segundo a assessoria do Corpo de Bombeiros, três pessoas tiveram dores nas pernas e ficaram em estado de choque emocional.

    Uma tragédia foi evitada por causa do sistema de segurança que amorteceu a queda. Maria Lúcia de Abreu, de 61 anos, e Carlos Antônio Pimenta, de 57, precisaram ser levados pelo Serviço Móvel de Urgência (SAMU) para o pronto-socorro do Hospital João XXIII.

    O Corpo de Bombeiros informou que não houve nenhuma vítima com ferimentos graves e que o elevador foi interditado.

    Atualizada às 15h48.

    ResponderExcluir
  58. GOVERNADOR TIRANO, QUEREMOS TUDO QUE FOI NOS ROUBADO! FAVOR PAGAR TIM TIM POR TIM TIM. NÃO SE ILUDE COM POLITICA, SEU NOME E DE SUA CORJA MALDITA ESTÁ NA LAMA, AGUARDE NOS NAS URNAS, DAREMOS O SEU TROCO SATANÁS

    ResponderExcluir
  59. Sou aposentada e gostaria de saber se vou receber a quantia referente ao tempo que me foi subtraído, quando fizeram o meu reposicionamento.Contaram somente o tempo de efetivo.Pelo que li, em janeiro, vão pagar o tempo de serviço total.Alguém pode me explicar?

    ResponderExcluir
  60. Ah Como Eu Queria,

    Ah como eu queria,
    Que os educadores fossem educados,
    Que fossem bravos,
    Que lutassem, que se olhassem.

    Ah como eu queria,
    Que os educadores educassem,
    Que ensinassem, que brilhassem.

    Ah como eu queria,
    Que os educadores se mostrassem,
    Que ousassem e enfrentassem.

    Ah como eu queria,
    Que os educadores não emburrecessem.
    Que não se calassem,
    Que gritassem.

    Ah como eu queria,
    Que os educadores fossem, Professores.
    Que professassem a união,
    Que se unissem.

    Ah como eu queria,
    Que os educadores também quisessem.
    reconquistar suas carreiras, seu brilho próprio.
    Que reinventassem a Educação em Minas.
    Que enfrentassem esse governo,
    que não sabe o que é,
    Ser Professor!

    Ah como eu queria,
    Ver as ruas cheias,
    E as escolas vazias.
    Ah, era o que eu queria!

    Um abraço colegas, e força na luta!
    Quem sabe hoje possa ser o início de novos dias.
    Oxalá Deus permita!

    Antônio Carlos

    ResponderExcluir


  61. 26/09/2013 18h07 - Atualizado em 26/09/2013 18h57
    STF manda pagar perdas de servidor por conversão irregular da URV
    Decisão beneficia servidor com salário convertido com base em lei estadual.
    Mais de 10 mil ações na Justiça aguardavam o julgamento do Supremo.

    Mariana Oliveira Do G1, em Brasília
    6 comentários

    O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou por unanimidade (nove votos a zero), nesta quinta-feira (26), o pagamento das perdas salariais de servidores públicos estaduais e municipais que tiveram os vencimentos convertidos por meio de lei estadual na mudança do cruzeiro real para a Unidade Real de Valor (URV), instituída em 1994 como forma de transição para o real.

    Com a decisão, milhares de servidores terão direito a receber a devolução dos valores referentes às perdas com correção. Segundo levantamento do STF, mais de 10 mil ações que pediam correção dos vencimentos estavam paradas na Justiça de todo o país à espera de uma definição do Supremo. De acordo com a assessoria do tribunal, a decisão beneficia diretamente esses 10 mil – o direito de outros servidores que não questionaram teria de ser avaliado pelo Judiciário em eventuais novas ações.
    saiba mais

    Saiba como o Plano Real influenciou a economia brasileira

    A lei federal que criou a URV determinou os critérios para a conversão da moeda. Mas alguns estados, como São Paulo, Bahia e Rio Grande do Norte, criaram regras diferentes para converter os salários dos servidores.

    Os ministros do Supremo entenderam que uma lei estadual não pode instituir padrões de conversão, já que a Constituição estabelece como competência da União definir regras sobre o sistema monetário.

    A lei federal que criou a URV determinou que os salários deveriam ser convertidos com base no valor estipulado na data de criação da unidade (1º de março de 1994). Mas alguns estados fixaram como base valores da URV de outras datas (que eram inferiores ao de 1º de março), o que gerou perdas nos vencimentos dos servidores.

    O Supremo também estabeleceu que a correção deve incidir somente sobre o período entre o momento da conversão do salário e o da publicação de lei estadual que tenha reestruturado a carreira ou definido reajustes para recompor essas perdas.

    A ação que motivou
    A decisão desta quinta foi tomada com base no julgamento de uma ação protocolada em 2007 pelo governo do Rio Grande do Norte contra entendimento do Tribunal de Justiça do estado, que também havia considerado que a lei estadual não pode definir critério de conversão. Com a decisão, o Supremo considerou inconstitucional a lei estadual do Rio Grande do Norte para conversão dos salários dos servidores.

    Como nesse caso o resultado do julgamento teve a repercussão geral reconhecida pelos ministros, a decisão valerá para todos os processos sobre o mesmo tema em outras instâncias do Judiciário.

    Conforme o entendimento fixado pelo Supremo, nem todos os servidores estaduais e municipais do país poderão ser beneficiados – somente aqueles dos estados que utilizaram regras locais que contrariaram a lei federal de criação da URV.

    Segundo informações do processo, além do Rio Grande do Norte, os estados de São Paulo e da Bahia também fizeram a conversão com base no patamar menos favorável ao servidor e terão que fazer a correção. O município de Belo Horizonte também terá de rever os valores.

    Somente no Rio Grande do Norte, segundo o governo estadual, o pagamento dos valores retroativos causará impacto mensal na folha salarial de R$ 300 milhões, além de um passivo de R$ 100 bilhões.

    O valor exato a que cada servidor terá direito em relação à recomposição do salário será definido no momento da liquidação da dívida.


    Meu processo só estava esperando esta decisão. Pelo lido, só vai receber quem entrou na justiça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Lei é igual para todos, quando alguns ganham todos ganham: jurisprudência.

      Excluir
    2. Acontece que se vc não reclamar, não receberá. O governo não é bonzinho assim.

      Excluir
    3. Anônimo das 21:51 leia:

      Com a decisão, milhares de servidores terão direito a receber a devolução dos valores referentes às perdas com correção. Segundo levantamento do STF, mais de 10 mil ações que pediam correção dos vencimentos estavam paradas na Justiça de todo o país à espera de uma definição do Supremo. De acordo com a assessoria do tribunal, a decisão beneficia diretamente esses 10 mil – o direito de outros servidores que não questionaram teria de ser avaliado pelo Judiciário em eventuais novas ações.
      saiba mais

      Excluir
    4. professoramaluquinha27 de setembro de 2013 22:23

      Mas, está escrito que é somente no município de BH, e as outras cidades de Minas? Mais maracutaia??

      Excluir
  62. Duas boas notícias, essa sobre a URV, que bom que saiu a decisão do Supremo, corrigindo mais uma injustiça contra servidores. A outra tão boa ou até melhor o valerioduto tucano, aquele do Eduardo Azeredo e Clecio Andrade, já teve um condenado, agora vamos ver todos caindo um a um, feito um castelo de cartas, até chegar ao aecio . Isto será impagável,ver o braço longo da lei alcança-los. Gente , vamos entrar em greve, somente assim o anastasia saberá que os professores sabem fazer contas, e estamos conscientes e insatisfeitos com o que ele diz que é aumento não repõe a inflação do período.Você tá perdendo o que? Aumento pífio de 60 reais , 100 ou 150 reais? Diz pra Gazola viver com nosso salario....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poste aqui onde você viu essa notícia da prisão do tucano, quero ler também.Obrigada.

      Excluir
    2. Não disse prisão do tucano. Justiça Federal em Minas Gerais CONDENA primeiro réu do mensalão mineiro. Li em "agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2.013-09-26/justiça-federal-em-minas-gerais-condena-primeiro-reu-do-mensalão-mineiro.

      Excluir
  63. http://br.financas.yahoo.com/noticias/stf-decide-ressarcimento-servidores-troca-moeda-235600670--finance.html

    Veja essa noticia.Estados que criam suas proprias leis para fugir de cumprir a lei maior agora terá que rebolar para pagar a enorme divida com os servidores.É isso que acontece.Deus está olhando para todos.Um dia teremos nosso piso e o Capeta ou outro demonio que estiver no "comando" dessa Minas Gerais terá que nos ressarcir de todos os prejuízos que tivemos.Deveriam pagar danos morais, calúnia etc pois isso não temos.O nosso desgaste é enorme .Vamos continuar a rezar e esperar somente por Deus .

    ResponderExcluir
  64. Vamos tirar licença em massa e inviabilizar a continuidade do ano letivo. Professor tornou-se artigo de luxo. Não existe mais. Pensem nisto.

    ResponderExcluir
  65. MAIS UMA CONSPIRAÇÃO CONTRA O BRASIL!
    Hoje pela manha no Bom Dia Brasil o âncora Chico Pinheiro fez uma grave denúncia. o que denominou de "MAIS UMA CONSPIRAÇÃO CONTRA O BRASIL". Governadores de todos os Estados, vejam, TODOS OS ESTADOS, se organizaram para barrar o reajuste do PISO SALARIAL dos Professores do ano que vem. A justificativa, a mesma esfarrapada, desculpa de sempre: OS ESTADOS E MUNICÍPIOS NÃO TEM DINHEIRO PARA PAGAR O PISO. Contudo dinheiro para pagar milhões em propaganda, bufes para reuniões e recepções de políticos, pagar altos salários para governadores, prefeitos, deputados e vereadores, propaganda. viagens, sabão, cabo de vassouras, óleo de peroba, etc. etc. e tal, ah isso tem, tudo na surdina. As maiores potências do mundo, tanto tecnológica quanto econômicas, investiram e investem pesadamente na educação, o Brasil, investe em corrupção. A eleição de 2014 está lançada, decida o que você quer para você, sua família e seu país.
    DIGA NÃO PARA MAIS ESTA CONSPIRAÇÃO CONTRA O BRASIL!
    SE NÃO TIVER OPÇÃO VOTE NULO NA PRÓXIMA ELEIÇÃO!!!
    Valeu Chico, você como tantos outros brasileiros ainda se indignam e protestam, sigamos o exemplo.

    ResponderExcluir
  66. GURU TUCANO PREGA ABERTURA RADICAL DO PAÍS
    :
    Edmar Bacha, um dos "pais" do Plano Real e conselheiro do senador Aécio Neves (PSDB-MG), produz um artigo que não dá margem a duplas interpretações: "Abrir ou abrir, eis a questão"; segundo o economista, o Brasil ainda é um dos países mais fechados do mundo e não terá um ritmo mais forte de crescimento sem uma redução das alíquotas de importação e o fim de barreiras não tarifárias; "a continuar o atual curso de isolamento econômico, o país só conseguirá gerar pibinho atrás de pibinho , sem sair da renda média", diz ele; será que essa abertura fará parte do programa de Aécio?
    27 DE SETEMBRO DE 2013 ÀS 17:31

    247 - Conselheiro de Aécio Neves (PSDB-MG) e um dos "pais" do Plano Real, o economista Edmar Bacha produziu um longo ensaio em que prega abertura radical da economia brasileira. Sem isso, diz ele, "o país só conseguirá gerar pibinho atrás de pibinho". Leia abaixo"

    Abrir ou abrir, eis a questão - EDMAR BACHA

    A economia brasileira está enferma. É isso que nos dizem os pibinhos , a inflação alta e a desindustrialização. São sintomas da baixa produtividade do país, que tem a ver com o atraso tecnológico, a escala reduzida e a falta de especialização que caracterizam nossas empresas de modo geral. É o resultado do isolamento econômico que o país se impôs em relação ao comércio internacional com exportações de apenas 12,5% do PIB, que representam menos que 1,3% do total mundial em 2012. Medido pelo PIB, o Brasil responde por 3,3% do total do mundo - número 2,5 vezes maior que sua participação nas exportações mundiais. Enquanto acordos de preferência comercial proliferam mundo afora, o Brasil permanece atado à letargia do Mercosul. Agora que um brasileiro está dirigindo a Organização Mundial do Comércio, é boa hora de reavaliar essa política de isolamento e promover maior integração do país ao comércio internacional.

    Os diagnósticos correntes sobre a doença brasileira de elevada inflação combinada com reduzido crescimento corretamente enfatizam o baixo investimento e a alta carga tributária, além da educação precária. Menor presença no debate tem tido um fator de igual ou maior importância do que os anteriores, a saber, a reduzidíssima participação do comércio exterior na atividade econômica do país. Trata-se de uma questão de natureza quantitativa, pois nesse quesito o Brasil é um ponto fora da curva em relação aos demais países, tanto quanto ou mais que na taxa de investimento, na carga tributária ou na qualificação da mão de obra. (...)

    http://www.brasil247.com/pt/247/economia/116165/Guru-tucano-prega-abertura-radical-do-Pa%C3%ADs.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço este senhor. Não é do tipo que fica pedra sobre pedra no país, e sim que tudo pode ser negociado, como o subsolo , governo FHC. Praticamente, ou realmente, venda-se tudo, abra-se tudo e depois teremos um grande PIB.
      Balela, qdo fiz Economia, e foi no tempo dele, já sabíamos que os americanos, já conheciam mais o Brasil, que nós, Delfim sabia, Celso Furtado, sabia. Este sr. deve estar querendo dizer que teríamos mais dinheiro hoje, mas, e amanhã? Veja a VALE quanto cresceu depois da venda.Será que foi mal trabalhada?????Mentira. Tudo foi manipulado para o resultado que conhecemos.
      Aécio nunca foi um patriota, o que importa é o poder e grana. Pensem, colocar Edmar Bacha, e ele sabe, se estiver mesmo dizendo isso, é porque aceitou ser bem pago. Pena...

      Excluir
    2. Aécio não . Aécio Trevas.

      Excluir
  67. Novo canal de comunicação.
    Fale com a presidenta:

    brasil.gov.br

    ResponderExcluir





  68. Como sempre, Minas não se manifesta.Quero ver se não vai cumprir a lei.

    STF garante correção da URV e engorda salários de servidores públicos Decisão em ação do Rio Grande do Norte terá efeito sobre 10.897 processos de servidores que reclamaram perdas salariais com uso de critérios diferentes na transição para o real

    Bárbara Nascimento

    Publicação: 27/09/2013 06:00 Atualização: 27/09/2013 07:47
    'Qualquer lei que estabeleça forma de conversão editada por estados e municípios é inconstitucional', avalia Luiz Fux, ministro do STF e relator do recurso do Rio Grande do Norte (Carlos Humberto/STF )
    "Qualquer lei que estabeleça forma de conversão editada por estados e municípios é inconstitucional", avalia Luiz Fux, ministro do STF e relator do recurso do Rio Grande do Norte

    Uma determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) permitirá que milhares de servidores estaduais e municipais engordem as contas bancárias nos próximos meses. Governos e prefeituras terão de pagar, retroativamente, a diferença referente à conversão irregular dos salários, em 1994, do cruzeiro real para a Unidade Real de Valor (URV), que antecedeu o Plano Real. Em vez de seguirem a Lei federal 8.880, alguns estados e municípios fizeram o reajuste com base em leis locais, com índices inferiores.

    Saiba mais...
    Servidores vão bancar devolução de supersalários, diz Renan Henrique Alves pauta PEC da aposentadoria compulsória dos servidores públicos Servidores têm 45 dias para responder perguntas do censo do Judiciário
    A decisão do STF foi por unanimidade (9 votos a 0) e motivada por uma ação protocolada por uma funcionária pública do governo do Rio Grande do Norte, mas foi decretada a repercussão geral, isto é, o entendimento vale para outros servidores, na mesma situação, de todo o país. Pelo menos 10.897 ações tramitam na Justiça cobrando a reposição das perdas. Como os índices de atualização dos salários foram diferentes, os juízes terão de fazer as contas caso a caso. O valor exato a que cada servidor terá direito em relação à recomposição do salário será definido no momento da liquidação da dívida. O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte deu ganho de causa à servidora, determinando a recomposição dos vencimentos em 11,98%, com pagamentos retroativos, acréscimo de juros e correção.

    ResponderExcluir


  69. Quando o governo instituiu a URV como política de transição para o real, determinou as regras de conversão. Para a União, os salários deveriam ser convertidos com base no valor determinado na data de criação da unidade, em 1º de março de 1994. A despeito disso, alguns estados, como Bahia, São Paulo, Rio Grande do Norte, e cidades como Belo Horizonte criaram regras próprias, tendo como base valores da URV de outras datas, inferiores a 1º de março.

    Foi essa diferença de datas que resultou em perdas salariais aos servidores. Por isso, o STF entendeu que fixar critérios de conversão para uma moeda é competência exclusiva da União. “Qualquer lei que estabeleça forma de conversão editada por estados e municípios é inconstitucional”, afirmou o relator do processo da servidora do Rio Grande do Norte, Luiz Fux. "Efetivamente, houve um erro na conversão. A incorporação do índice é legítima, sob pena de a supressão originar ofensa ao princípio da irredutibilidade. A lei local não poderia fazer as vezes da lei federal", ressaltou ele. "Não há dúvida de que a competência legislativa em matéria monetária é da União. O estado membro tem competência para fixar a remuneração dos servidores estaduais, mas não é disso que se trata. O estado não pode reduzir a remuneração dos servidores a pretexto de corrigir a moeda, que foi o que aconteceu aqui", acrescentou o ministro Luís Roberto Barroso.

    O Supremo também estabeleceu que a correção deve ser feita considerando somente o período entre a conversão do salário e a publicação da lei estadual de reestruturação da carreira ou reajustes para recompor as perdas salariais.

    Efeito dominó

    Na decisão de ontem, o plenário do STF declarou inconstitucional a Lei potiguar 6.612/1994, que estabelecia critérios de conversão em URV das remunerações dos servidores públicos do estado de forma diferente dos estabelecidos na Lei federal 8.880/1994. Apesar de a decisão ter sido para um caso do Rio Grande do Norte, as demais unidades da Justiça que possuem processos similares tramitando devem se utilizar do mesmo entendimento. A reposição das perdas, no entanto, não será válida para todos os servidores, apenas para aqueles lotados nos estados que utilizaram regras locais de conversão. Procurado, o Ministério do Planejamento afirmou que não comenta sentenças sobre as quais não foi notificado. Só no Rio Grande do Norte, a estimativa é de que o impacto na folha salarial seja de R$ 300 milhões, além de um passivo de R$ 100 bilhões. A reportagem entrou em contato com o governo de Minas e a Prefeitura de Belo Horizonte para saber o número de ações que tramitam questioando a conversão da URV, mas não obteve resposta.

    ResponderExcluir

  70. Por favor, alguém sabe responder:
    Em Minas este fato também ocorreu e especificamente com a categoria dos educadores??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se responde a sua pergunta mas eu e um grande número de professores de minha cidade, sul de Minas, temos uma ação desde de 2006, para receber essa diferença, no processo diz que está à espera do julgamento de outro processo,mais ou menos isso.Agora com a decisão do STF, o processo deve ter o andamento. Vamos ficar na espera do desenrolar dos acontecimento...

      Excluir
    2. Meu advogado me disse a quase um ano que meu processo estava em fase de cálculos.A demora é por falta de juízes.Tô esperando.

      Excluir
  71. SEM PARTIDO, MARINA TERÁ CONVITE PARA VICE DE AÉCIO:
    A uma semana do prazo fatal para o registro ou não da Rede Sustentabilidade, a ex-senadora Marina Silva tem recebido diversas abordagens para se manter no jogo de 2014; partidos nanicos se oferecem até para mudar seu nome para "Rede" e, assim, seduzir a candidata que ainda aparece em segundo lugar nas pesquisas; no entanto, a proposta que contará com maior adesão nos meios de comunicação será o convite para que ela seja vice na chapa do senador Aécio Neves (PSDB-MG); para FHC, Marina é uma "liderança moral" no País
    28 DE SETEMBRO DE 2013 ÀS 07:50

    247 - Faltam exatos sete dias para que o Brasil saiba se o partido que a ex-senadora Marina Silva pretende criar, o Rede Sustentabilidade, sairá ou não do papel. As perspectivas, no entanto, não parecem nada positivas. Segundo o vice-procurador-geral eleitoral, Eugênio Aragão, ele não fará "nenhuma concessão" para que o partido seja criado fora dos parâmetros legais. De acordo com um parecer produzido por ele, Marina comprovou pouco mais de 100 mil das 492 mil assinaturas exigidas.

    Nos tribunais superiores, não há muita boa vontade para providenciar um "jeitinho". "Coloque o dedo na ferida: sem as assinaturas é uma esperança vã", disse o ministro Marco Aurélio Mello. Marina apelou para artistas, como Marcos Palmeira e Adriana Calcanhotto, que postaram vídeos no YouTube, mas a ministra Carmen Lúcia afirmou que isso não mudará a posição do Tribunal Superior Eleitoral, presidido por ela.

    Portanto, a tendência concreta é a de que Marina não consiga êxito na criação da Rede – o que não terá sido por falta de tempo, nem de recursos, uma vez que sua candidatura é apoiada por bilionários, como Guilherme Leal, da Natura, e Neca Setúbal, do Itaú.

    Nesse quadro, o que fazer então com seu patrimônio eleitoral, de 16% dos votos, segundo o Ibope? Um partido nanico, o PEN, ofereceu a Marina uma proposta inusitada. Trocaria seu nome para "Rede", caso ela aceitasse disputar a presidência pelo partido. Ela ainda teria opções como o PPS e o PV, mas sem o controle da máquina partidária.

    Nesse cenário de indefinições e incertezas, Marina será tentada com uma nova oferta: a de ser vice do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Os tucanos pretendem tratar o não registro do Rede como uma violência do PT contra Marina. Em seguida, abrirão as portas do partido. Ontem, Aécio afirmou que o Brasil "merece ter uma alternativa como Marina". Neste sábado, na coluna de Sônia Racy, no Estado de S. Paulo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso diz que a ex-senador é uma "liderança moral" do País.

    Depois de 5 de outubro, após a decisão provavelmente contrária do TSE à Rede, o assédio tucano a Marina será pesado. Com apoio de vários colunistas e grandes meios de comunicação.

    ResponderExcluir
  72. A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou na quarta-feira (28) proposta que prevê punição para estudantes que desrespeitarem professores ou violarem regras éticas e de comportamento de instituições de ensino.

    Pelo Projeto de Lei 267/11, da deputada Cida Borghetti (PP-PR), o estudante infrator ficará sujeito a suspensão e, na hipótese de reincidência grave, será encaminhamento à autoridade judiciária competente. A proposta muda o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90) para incluir o respeito aos códigos de ética e de conduta das escolas como responsabilidade e dever da criança e do adolescente estudante.

    O relator, deputado Mandetta (DEM-MS), destacou que a violência contra professores do ensino médio e do fundamental é uma das causas da falta de qualidade da educação brasileira. “Professores com medo de sofrer violência ou represálias verbais e físicas, principalmente por parte de alunos, somado à falta de punição administrativa e/ou judicial dos estudantes indisciplinados ou violentos somente corroboram a existência de sérios problemas educacionais”, afirmou.

    O parlamentar disse ainda que um estatuto que assegura apenas direitos, sem determinar deveres, desrespeita uma das regras básicas da educação, que é o respeito aos direitos dos outros. “É fato que há uma crescente violência contra professores e diretores em sala de aula, que não vem sendo coibida adequadamente pelas normas hoje em vigor. Cremos que o sistema de proteção integral determinado pela Constituição Federal às crianças e adolescentes também passa por imposição e cumprimento de deveres”, concluiu.

    Fonte: http://www.pp.org.br/noticias/453/161469/ComissaoAprovaPunicaoParaAlunoQueDesrespeitarProfessor/

    ResponderExcluir
  73. O que me deixa irritada e até muito desanimada com este pais é ver no portal do servidor que minas paga 54 % e mais alguma miseria a mais do que o piso por lei .E ainda fala o número etc da maldita lei.Essa lei deveria chamar aqui nesse miserável país de " LEI ENGANA BOBO" Isso é para adoecer, infartar, dar derrame, neurisma e até cancer na classe de escravos que somos nós.Não sei quem disse mas esse filho do demônio fala tanto que paga mais que esse piso do inferno que vai acabar virando uma verdade.Então existe um filósofo ou coisa parecida que dia " UMA MENTIRA SENDO SEMPRE AFIRMADA VIRA VERDADE" Oh Minas Oh Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colega, ele sabe que não paga.É mesmo que qualquer pessoa afirmar até morrer uma mentira e no fim muitos passam a acreditar. Por que então, não coloca o piso estampado no contracheque? Transparência já e aí todos se convencerão da verdade ou da mentira deste tal general.

      Excluir
  74. BOM DIA, AMIGOS SOFREDORES DA EDUCAÇÃO
    Vcs já ouviram o" papinho" do NEVER na TV?
    Quanta falsidade e hipocrisia...
    Fiquem alerta, pq o TATAZIA, tbém vai mostrar seu discurso mentiroso!

    ResponderExcluir
  75. MENSALÃO MINEIRO TEM PRIMEIRO RÉU CONDENADO


    André Richter

    Repórter da Agência Brasil

    "A Justiça Federal em Minas Gerais condenou o ex-diretor do Banco Rural Nélio Brant Magalhães a nove anos e nove meses de prisão, por gestão fraudulenta e gestão temerária de instituição financeira. A juíza Camila Franco e Silva Velano, da 4ª Vara Federal em Belo Horizonte, concordou com os argumentos apresentados pelo Ministério Público Federal (MPF) e entendeu que Nélio Brant, então diretor da instituição, autorizou empréstimos sem garantia de pagamento às agências de publicidade DNA e SMP&B, do empresário Marcos Valério. Esta é a primeira condenação no processo que apura desvios de dinheiro público durante a campanha de reeleição do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) ao governo de Minas Gerais em 1998. A ação penal ficou conhecida como mensalão mineiro. Como o processo é em primeira instância, a defesa poderá recorrer da decisão."

    http://jogodopoderparana.com.br/2013/09/mensalao-mineiro-tem-primeiro-reu-condenado.html

    ResponderExcluir
  76. As palavras daquele não me fazem mudar de ideia. Todos tem discurso bonito, mas quando estão láááá´... nem lembram do que disseram.
    Não caio mais nessa. PSDB? Nuuuuuunnnnnnnnnnca mais.

    ResponderExcluir
  77. Acabei de ler na Veja que ha grande possibilidade do Serra candidatar a presidência, se isso acontecer o Aécio não terá a menor chance.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meus Deus!

      Educador lendo e acreditando na veja.

      Estamos perdidos.

      Excluir
    2. Aécio não . Aécio TREVAS,

      Excluir
  78. Vou ficar rica com o nosso aumento. Acho que vou comprar um carro zero. Cada dia mais pobre. Que venha 2014.Não esqueci dos 51 traíra.

    ResponderExcluir