terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Como será 2011 para a Educação em Minas?


Dou início a este breve texto - ultimamente estou escrevendo pouco, para o bem geral da nação - respondendo a um comentário que acaba de chegar, cujo teor é:

"Anônimo:

Sou graduada em Ciências Contábeis. Fiz inscrição para a designação 2011 para lecionar matemática.

No ato da designação terei que apresentar os documentos comprobatórios da minha escolaridade. Posso apresentar uma cópia autenticada em cartório do meu diploma? Será aceito?

Precisei enviar o original do meu diploma para o CRC-MG.

Aguardo resposta e antecipadamente agradeço."

Agora, sim, respondo: caríssima navegante que nos honra com sua visita, na verdade, teoricamente falando, pela sua formação acadêmica, a menos que tenha realizado alguma complementação com licenciatura, não poderia lecionar qualquer conteúdo. Mas, tendo em vista a realidade do ensino público no Brasil e em Minas, pode ficar tranquila que você conseguirá muitas aulas de Matemática, uma vez que faltam professores, em grande quantidade, especialmente neste conteúdo.

Do ponto de vista prático, sugerimos que você dirija-se à Metropolitana de sua região para conseguir um documento conhecido como CAT, que é uma autorização para lecionar fornecida pela SEE-MG. Mas, acredito que, na ausência de professores habilitados, desde que você apresente um histórico escolar e uma declaração da escola onde se formou, juntamente com a cópia autenticada do seu diploma, muito provavelmente será contratada.

Um outro conselho: tendo em vista a realidade da Educação pública no Brasil, especialmente no ensino básico, e considerando que você se graduou em Ciências Contábeis, seria de bom proveito tentar trabalhar na sua área de formação. Seguramente os salários e as condições de trabalho são muito superiores. Tanto que o Ministro da Educação deste país surrealista promete que, em dez anos, haverá uma "aproximação" da média do vencimento do magistério com a média salarial das outras carreiras de formação equivalente. Dito de outra forma: nós, professores, ganhamos mal em comparação com as demais carreiras profissionais, o que inclui certamente a de Ciências Contábeis.

De qualquer forma, seja como um bico, ou até mesmo por opção, digamos, um tanto quanto idealista, de ingressar na carreira do magistério, desejamos-lhe boas-vindas. E que venha para somar na luta da categoria, inclusive durante as greves, e não para dividir e enfraquecê-la, como tem acontecido com muitos que, de passagem meteórica pela carreira do magistério, dão as costas às justas lutas reivindicatórias dos educadores.

Feito este esclarecimento quase pedagógico e com um certo ar professoral, passemos ao ponto seguinte: o que nos espera para 2011 na Educação pública.

Como se trata de um tema amplo, que vai exigir um esforço de compreensão entre aquilo que devemos esperar que se faça nos limites do governo mineiro e aquilo que depende do governo federal, deixarei para um próximo post. Ahhhhh, dirão alguns, por que parou? Calma, pessoal, isso acontece também em sala de aula, quando estamos num momento mágico (que acontece de vez em quando) explicando o conteúdo da matéria e fazendo um paralelo com as realidades mais próximas, gerando grande expectativa em relação ao desfecho e de repente bate o sinal. O "final" - que nunca é o final - da história fica para a aula seguinte.

NO post seguinte, que será produzido sabe-se lá quando, espero falar sobre as expectativas para 2011: do nosso novo teto salarial de R$ 1.320,00 arrancado na luta - que, gostem ou não representa um reajuste de 41% sobre o teto atual de R$ 935,00 -, passando pelas demandas que não foram atendidas e também por aquilo que se perdeu ou que foi confiscado da categoria. A luta não pára, embora alguns só entendam as coisas de forma não dialética, como um tudo ou nada.

Tenhamos sempre em mente que a nossa maravilhosa revolta-greve dos 47 dias deixou um saldo positivo na nossa luta e na nossa organização. E que é graças a esta demonstração da capacidade de unidade e de luta dos trabalhadores em educação de Minas que poderemos arrancar novas conquistas nos próximos anos. Em Minas e no Brasil.

***

Incorporo ao texto central os comentários a seguir, entre os quais do nosso combativo amigo e colega professor João Paulo, ao qual desejo igualmente - e a seus familiares - um feliz Natal e um Ano Novo cheio de esperanças, de sonhos, de lutas e de vitórias. Desejo este que estendo a todos/as as/os nossos/as ilustres visitantes.

"João Paulo Ferreira de Assis:

Prezado amigo Professor Euler

Quero te parabenizar pela magnífica resposta dada à jovem contabilista, que talvez alimente um sonho dourado com relação ao ato de ser professora. Também desejo a ela muitas felicidades, e a aconselho, se quer mesmo ser professora, a cursar a graduação de Matemática. E aí, sim, depois de praticar o Estágio supervisionado, ela ver se convém mesmo ser professora. Isto de ter autorização para dar aula, também a tenho, para lecionar Filosofia, sendo graduado em História. Um dia conversando com o professor de Filosofia da minha escola (este sim, graduado), vi que estava totalmente errado ao colocar os temas para os alunos. Confesso que fiquei com vergonha. Também no ano em que tive de assumir Filosofia no 3º ano da noite, nem o CBC tinha na escola. Simplesmente a SRE de Barbacena esquecera-se de passá-lo por email. Foi preciso que uma professora de Resende Costa, SRE de São João Del Rei o disponibilizasse para mim, através da minha cunhada, sua colega de curso. A de São João passou para suas escolas ainda em novembro do ano anterior.

Aproveito para desejar ao prezado amigo e familiares, bem como a todos os companheiros que leem e participam deste blog, um Natal pleno de alegrias e muitas felicidades no ano vindouro.

São os votos de João Paulo Ferreira de Assis.
"

"Marcos:

Caro Euler,

Você realmente acredita que este novo teto salarial é bom?
Tenho 17 anos de trabalho que não tenho a mesma simpatia pelo subsídio. Acredito, na verdade, que a greve (quero especificar que não sou contra) ajudou o governo a implementar mais uma de suas maldades.

Não vou aderir ao subsídio, e, não é apenas a minha opinião, mas de muitos outros professores que conheço.
"

Comentário do Blog: Caro Marcos, não disse que tenho simpatia pelo novo teto, mas que ele representa um reajuste de 41% em relação ao teto atual. Claro que merecemos muito mais. E vamos continuar lutando para que a nossa situação melhore.

Não concordo de maneira alguma que a nossa maravilhosa greve ajudou o governo a "implementar mais uma de suas maldades". Se não fosse a greve, só em 2011 o governo começaria a discutir uma nova política salarial, e muito provavelmente passaríamos todo o ano na mesma situação de 2010.

Quanto ao subsídio, temos um tempo ainda de 90 dias após o quinto dia útil de fevereiro de 2011 para fazer a opção entre continuar com o atual plano ou aderir ao novo plano. Até lá será possível ter um quadro mais claro sobre o que é melhor para todos. Por exemplo: o nosso sindicato poderá avançar nas negociações com o governo sobre o tempo de serviço que foi confiscado no novo plano. Há, ainda, uma pendência no STF sobre a questão de mérito acerca do piso salarial do magistério. Se houver interesse do Governo Federal em pressionar o STF para que ele se posicione saberemos muito em breve sobre se o nosso piso é piso mesmo ou se é teto. Muita água vai rolar até o final de abril de 2011.

"Anônimo:

Olá Euler:

Uma das nossas conquistas da greve foi sem dúvida o seu blog, nele podemos compartilhar dúvidas, decepções e alguns avanços, passei seu blog para todos da minha escola, sei que eles são leitores assíduos. Aguardo o próximo post hein!

Desejo a você e seus leitores um ano de muitas conquistas, saúde, paz e amor.

Um abraço!
"

Comentário do Blog: Agradecemos as generosas palavras de apoio e também desejamos os melhores votos de saúde, paz, amor e luta!

"
Angelica Magalhães:

OLA EULER, ESTIVE SUMIDA POR UNS TEMPOS, MAS E QUE COM ESSE SALARIO E A SOBRECARGA DE TRABALHO, MAIS AS EXIGENCIAS DA VIDA ESTIVE "PERRENGUE" COMO DIZIA MINHA AVÓ. STRES PRESSAO ALTA ESSAS COISAS.... A CARA CONTABILISTA QUE QUER SER PROFESSORA COITADA, DEVE ESTAR COMPLETAMENTE POR FORA DO PAPEL QUE O PROFESSOR EXERCE ATUALMENTE. POREM SE A VONTADE DELA FOR MUUUUUUUUUUUUUITO GRANDE DE TRABALHAR NO AMBIENTE ESCOLAR, ELA PODE EXERCER SUA FUNÇÃO CONCORRENDO A UM NOVO CARGO CRIADO AGORA PELA SEE, QUE E DE CONTADOR, PARA TRBALHAR COM AS VERBAS E A PRESTAÇÃO DE CONTAS DAS ESCOLAS. BASTA ELA SE INFORMAR JUNTO A SRE DE SUA REGIAO COMO PROCEDER PARA CONCORRER.

ESPERO QUE 2011 TRAGA BOAS NOTICIAS PARA TODOS NÓS.

UM ABRAÇO

ANGELICA MAGALHAES
"

"
Marcos:

Caro Euler,

Ao que tudo indique, a lei do piso vai passar no STF, se aqueles que têm biênios e quinquênios abdicarem deles, o governo sairá com um lucro enorme e nós com o prejuízo. Pois, as vantagens incidirão sobre o piso.

De qualquer forma, não espero nenhum saco de bondades de tucanos, muito menos do criador do choque de gestão que não passa de manobra contábil para enganar o povo.
"

Dica do Blog: Clique aqui e veja o cartão de boas-festas do Sind-UTE. Gostei, especialmente por conta da imagem.

"
Anônimo:

Olá Euler:

Saiu hoje a resolução para a distribuíção de turmas para 2011, inclusive com cronograma de datas, mas não diz nada sobre as 30 horas do subsídio. Se possível gostaria de tirasse nossas dúvidas a esse respeito.

Um abraço!
"

Comentário do Blog: Ainda não há, pelo que sei, quaisquer orientações sobre a tal jornada de 30 horas. Vamos aguardar. Quem quiser copiar a Resolução
1773/2010, que "estabelece normas para organização do quadro de pessoal nas escolas estaduais
", clique aqui.

"
João Paulo Ferreira de Assis:

Prezado amigo Professor Euler

Acabo de levar (literalmente) um soco na boca do estômago. Até então eu lamentava a reeleição do Anastasia, mas vejo que também não poderíamos esperar algo de positivo do Hélio Costa. Acabo de saber que numa tumultuada reunião, a Câmara de Senhora dos Remédios, que é minha terra natal, revogou a lei 918/95, que instituía uma complementação na aposentadoria dos professores municipais e demais funcionários. Agora, os que irão se aposentar terão um mordisco de até 40% nos valores de suas aposentadorias. A Prefeita de Senhora dos Remédios é do PMDB, e pertence ao grupo político do Hélio Costa. Por conta disso, os tucanos irão voltar em 2012 com força total, numa aliança PT-PSDB, em que lançarão o candidato a vice do PT. O soco no estômago foi porque dias antes eu ingressei no site pessoal da Prefeita e discorri sobre a federalização da educação básica, que agora vejo será mais difícil sua implementação do que eu imaginava. Talvez estaremos pegando o boi se o projeto do Cristovam Buarque, de instituir a carreira nacional do magistério, passar.

Contudo, não desesperemos, pois o desespero não é bom conselheiro. Talvez a luta haja de ser mais renhida da nossa parte. Que cada categoria convença o seu prefeito e os seus vereadores da necessidade de entregar à União, os destinos da Educação Brasileira.

''Educação é tão importante que não pode ficar nas mãos de prefeitos e governadores, sob pena de todo o nosso desenvolvimento converter-se num voo de galinha''. FEDERALIZAÇÃO JÁ.

Cordialmente,
João Paulo Ferreira de Assis. "

Comentário do Blog: Concordamos com o amigo professor João Paulo que a Educação pública não deveria ficar nas mãos de prefeitos e governadores que em muitos casos não têm o menor compromisso com a população de baixa renda. A Federalização seria a melhor solução, não necessariamente de acordo com o projeto de Cristóvam Buarque, que já mudou inúmeras vezes de atitude e de posição - e que ademais, não respeita os atuais professores concursados dos estados e municípios.

Uma outra solução seria a criação de um plano de carreira comum, nacionalmente, para os educadores do ensino básico, contendo: a) piso salarial decente, b) jornada de trabalho comum (podendo ser de 24 ou 30h para quem tenha um cargo e de 40h para quem tenha dois cargos), com um terço de tempo extraclasse, c) política de evolução na carreira contemplando o tempo de serviço e a titularidade, d) gestão democrática da escola, com eleição direta de diretores, autonomia na elaboração da política pedagógica, entre outros.

Juntamente com isso, seria necessário assegurar que as três esferas da União cumprissem o plano de carreira comum, independentemente de Lei de Responsabilidade Fiscal e de recursos financeiros constantes da arrecadação municipal ou estadual. Caberia a União assegurar a complementação de recursos necessária para cada ente federativo.

Sobre a jornada de 30 horas: Lendo rapidamente a Resolução 1773/2010 observamos uma única menção ao novo subsídio e especificamente sobre a jornada de 30 horas. Vejam:

"Art. 48 - A carga horária de trabalho do Vice-Diretor é de 30 (trinta) horas semanais.

§ 1º O servidor designado para a função de Vice-Diretor perceberá gratificação de 20% (vinte por cento) do subsidio estabelecido para o cargo de Professor de Educação Básica, nível I, grau A, de carga horária semanal de 30 (trinta) horas."

Ou seja, o vice-diretor receberá gratificação de 20% sobre o seu subsídio - se for professor P1A, por exemplo, receberá R$ 1.320,00 + R$ 330,00 totalizando R$ 1.650,00.

"
Anônimo:

Tenho uma enorme dúvida quanto ao novo piso, sou professora(Peb4 b e c), contando os pinduricalhos recebo mais que 1320,00 em cada cargo. Isto significa que quem tem situação semelhante a minha não terá aumento?
Obrigada.
"

Comentário do Blog: Não sei dizer qual será o seu posicionamento na nova tabela, mas seguramente você terá pelo menos 5% de reajuste em cada cargo.

"
Carlos - Juiz de Fora:

Queria saber se já é certo que a partir de 01 de Janeiro de 2011 receberemos o novo salário (subsídio) de R$ 1320,00?? Ou tem que ser aprovado mais alguma coisa para podermos, enfim, receber esse salário? Se possível dar alguma informação a respeito da plenaria dos efetivados e se não for abusar, saber se tem alguma informação de concreto a respeito do concurso público? Grato e Feliz Natal!!!
Carlos - Juiz de Fora
"

Comentário do Blog: Caro Carlos, o novo teto de R$ 1.320,00 já virou lei aprovada na ALMG e deve entrar na folha de janeiro de 2011, que é paga no quinto dia útil de fevereiro. Quanto ao concurso ainda não há nenhuma novidade, além do que já foi divulgado: o governo diz que está realizando um levantamento atualizado das vagas realmente existentes para lançar o edital. Quanto aos efetivados, como não pude participar da plenária, nada sei a respeito. Mas, a recente Resolução 1773/2010 sinaliza pela permanência da situação já existente.

"
Rômulo:

Aos companheiros(as) que porventura se interessarem segue o link da mini-entrevista com Fernando Haddad no Jornal Folha de São Paulo de 23/12/2010.

http://mpcidadania.ning.com/profiles/blogs/salario-e-carreira-de

Não farei comentários, estou na fase "Rômulo- paz e amor"...
"

Comentário do Blog: Nosso combativo amigo Rômulo, mesmo de férias e em tempos de paz e amor, traz a sugestão de leitura que confirma nosso post anterior: o ministro Haddad só tem papo e enrolação quando se trata de valorização dos professores do ensino básico. Analisem um trecho da entrevista mencionada e tirem suas conclusões:

"
Folha - O que o novo governo terá de novo na educação?

Fernando Haddad - A novidade é o Plano Nacional de Educação [enviado ao Congresso na semana passada], com 20 metas definidas em 170 estratégias. Tem foco acentuado no professor. (grifo do Blog do Euler - imaginem se não tivesse foco acentuado nos professores...).

Uma das metas é equalizar o salário com os outros profissionais de nível superior [hoje, há diferença de 60%]. Não há experiência internacional bem sucedida quando o professor ganha menos. (Comentário do Blog: grande descoberta! Merece medalhas por isso!)

Folha -Que medidas concretas serão tomadas para isso acontecer?

Haddad- Já tomamos uma medida ao aumentar o investimento em educação. (grifo do Blog: ai, ai, ai, aumentaram o quê? Nada chegou às nossas mãos). É preciso também uma interlocução com Estados e municípios para que as carreiras sejam estruturadas nesse sentido. (grifo nosso: a velha tática de jogar tudo para os estados e municípios.) O PNE prevê uma mesa de negociação permanente sobre o piso salarial [de R$ 1.025].
(Comentário final: essa é que é a grande medida concreta para valorizar a carreira dos professores? Criar uma mesa de negociação? Me poupem! Pena que vamos ter que engolir esse ministro por mais um tempo!)."

"
Rodrigo Maia:

Euler,

Você acredita que a resolução tratando da mudança de carga horária para 30 horas sairá agora em Janeiro? Penso que se sair no meio do ano irá tumultuar a grade e efetivamente acontecerá só em 2012.

Está demorando demais, me planejei pra 2011 considerando essas 30 horas, se nao sair estou lascado.

Obrigado e parabéns pelo Blog.

Rodrigo Maia.
"

Comentário do Blog: Caro Rodrigo, ainda não sabemos ao certo quando serão implantadas as tais 30 horas. Inicialmente o governo acenou com a possibilidade de organizar o quadro com as 30 horas ainda em 2.010, para que a nova jornada entrasse em vigor no início de 2011. Em seguida, nada mais foi dito a respeito. Mas, até para se saber ao certo quantos cargos vagos existem, para fins de concurso público, seria prudente que a questão das 30 horas já estivesse definida.

Os professores de Português e Matemática com cargo completo, por exemplo, teriam
direito automaticamente às 30 horas se fizessem opção pela referida jornada. Aos demais, dependeria de análise da SEE, com o acompanhamento reivindicado pelo Sind-UTE.

Um ponto a ser destacado sobre esta questão é que a lei diz que um terço da jornada de 30 horas será dedicado à atividades extraclasse; mas, o governo acenou com a possibilidade do professor ter que utilizar parte deste tempo extraclasse cobrindo faltas e licenças dos colegas professores, o que não concordamos. Vamos aguardar a definição do novo secretariado e as diretrizes que serão dadas.


12 comentários:

  1. João Paulo Ferreira de Assis22 de dezembro de 2010 11:59

    Prezado amigo Professor Euler

    Quero te parabenizar pela magnífica resposta dada à jovem contabilista, que talvez alimente um sonho dourado com relação ao ato de ser professora. Também desejo a ela muitas felicidades, e a aconselho, se quer mesmo ser professora, a cursar a graduação de Matemática. E aí, sim, depois de praticar o Estágio supervisionado, ela ver se convém mesmo ser professora. Isto de ter autorização para dar aula, também a tenho, para lecionar Filosofia, sendo graduado em História. Um dia conversando com o professor de Filosofia da minha escola (este sim, graduado), vi que estava totalmente errado ao colocar os temas para os alunos. Confesso que fiquei com vergonha. Também no ano em que tive de assumir Filosofia no 3º ano da noite, nem o CBC tinha na escola. Simplesmente a SRE de Barbacena esquecera-se de passá-lo por email. Foi preciso que uma professora de Resende Costa, SRE de São João Del Rei o disponibilizasse para mim, através da minha cunhada, sua colega de curso. A de São João passou para suas escolas ainda em novembro do ano anterior.
    Aproveito para desejar ao prezado amigo e familiares, bem como a todos os companheiros que leem e participam deste blog, um Natal pleno de alegrias e muitas felicidades no ano vindouro. São os votos de João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  2. Caro Euler,
    Você realmente acredita que este novo teto salarial é bom?
    Tenho 17 anos de trabalho que não tenho a mesma simpatia pelo subsídio. Acredito, na verdade, que a greve (quero especificar que não sou contra) ajudou o governo a implementar mais uma de suas maldades.
    Não vou aderir ao subsídio, e, não é apenas a minha opinião, mas de muitos outros professores que conheço.

    ResponderExcluir
  3. Olá Euler:

    Uma das nossas conquistas da greve foi sem dúvida o seu blog, nele podemos compartilhar dúvidas, decepções e alguns avanços, passei seu blog para todos da minha escola, sei que eles são leitores assíduos. Aguardo o próximo post hein!
    Desejo a você e seus leitores um ano de muitas conquistas, saúde, paz e amor.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. OLA EULER, ESTIVE SUMIDA POR UNS TEMPOS, MAS E QUE COM ESSE SALARIO E A SOBRECARGA DE TRABALHO, MAIS AS EXIGENCIAS DA VIDA ESTIVE "PERRENGUE" COMO DIZIA MINHA AVÓ. STRES PRESSAO ALTA ESSAS COISAS.... A CARA CONTABILISTA QUE QUER SER PROFESSORA COITADA, DEVE ESTAR COMPLETAMENTE POR FORA DO PAPEL QUE O PROFESSOR EXERCE ATUALMENTE. POREM SE A VONTADE DELA FOR MUUUUUUUUUUUUUITO GRANDE DE TRABALHAR NO AMBIENTE ESCOLAR, ELA PODE EXERCER SUA FUNÇÃO CONCORRENDO A UM NOVO CARGO CRIADO AGORA PELA SEE, QUE E DE CONTADOR, PARA TRBALHAR COM AS VERBAS E A PRESTAÇÃO DE CONTAS DAS ESCOLAS. BASTA ELA SE INFORMAR JUNTO A SRE DE SUA REGIAO COMO PROCEDER PARA CONCORRER.
    ESPERO QUE 2011 TRAGA BOAS NOTICIAS PARA TODOS NÓS.
    UM ABRAÇO
    ANGELICA MAGALHAES

    ResponderExcluir
  5. Caro Euler,

    Ao que tudo indique, a lei do piso vai passar no STF, se aqueles que têm biênios e quinquênios abdicarem deles, o governo sairá com um lucro enorme e nós com o prejuízo.
    Pois, as vantagens incidirão sobre o piso.

    De qualquer forma, não espero nenhum saco de bondades de tucanos, muito menos do criador do choque de gestão que não passa de manobra contábil para enganar o povo.

    ResponderExcluir
  6. Olá Euler:

    Saiu hoje a resolução para a distribuíção de turmas para 2011, inclusive com cronograma de datas, mas não diz nada sobre as 30 horas do subsídio. Se possível gostaria de tirasse nossas dúvidas a esse respeito.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. João Paulo Ferreira de Assis24 de dezembro de 2010 01:12

    Prezado amigo Professor Euler

    Acabo de levar (literalmente) um soco na boca do estômago. Até então eu lamentava a reeleição do Anastasia, mas vejo que também não poderíamos esperar algo de positivo do Hélio Costa. Acabo de saber que numa tumultuada reunião, a Câmara de Senhora dos Remédios, que é minha terra natal, revogou a lei 918/95, que instituía uma complementação na aposentadoria dos professores municipais e demais funcionários. Agora, os que irão se aposentar terão um mordisco de até 40% nos valores de suas aposentadorias. A Prefeita de Senhora dos Remédios é do PMDB, e pertence ao grupo político do Hélio Costa. Por conta disso, os tucanos irão voltar em 2012 com força total, numa aliança PT-PSDB, em que lançarão o candidato a vice do PT. O soco no estômago foi porque dias antes eu ingressei no site pessoal da Prefeita e discorri sobre a federalização da educação básica, que agora vejo será mais difícil sua implementação do que eu imaginava. Talvez estaremos pegando o boi se o projeto do Cristovam Buarque, de instituir a carreira nacional do magistério, passar.

    Contudo, não desesperemos, pois o desespero não é bom conselheiro. Talvez a luta haja de ser mais renhida da nossa parte. Que cada categoria convença o seu prefeito e os seus vereadores da necessidade de entregar à União, os destinos da Educação Brasileira.

    ''Educação é tão importante que não pode ficar nas mãos de prefeitos e governadores, sob pena de todo o nosso desenvolvimento converter-se num voo de galinha''. FEDERALIZAÇÃO JÁ.

    Cordialmente, João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  8. Tenho uma enorme dúvida quanto ao novo piso, sou professora(Peb4 b e c), contando os pinduricalhos recebo mais que 1320,00 em cada cargo. Isto significa que quem tem situação semelhante a minha não terá aumento?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  9. Queria saber se já é certo que a partir de 01 de Janeiro de 2011 receberemos o novo salário (subsídio) de R$ 1320,00?? Ou tem que ser aprovado mais alguma coisa para podermos, enfim, receber esse salário? Se possível dar alguma informação a respeito da plenaria dos efetivados e se não for abusar, saber se tem alguma informação de concreto a respeito do concurso público? Grato e Feliz Natal!!! Carlos - Juiz de Fora

    ResponderExcluir
  10. Aos companheiros(as) que porventura se interessarem segue o link da mini-entrevista com Fernando Haddad no Jornal A Folha de São Paulo de 23/12/2010.

    http://mpcidadania.ning.com/profiles/blogs/salario-e-carreira-de

    Não farei comentários, estou na fase "Rômulo- paz e amor"...

    ResponderExcluir
  11. Euler,

    Você acredita que a resolução tratando da mudança de carga horária para 30 horas sairá agora em Janeiro? Penso que se sair no meio do ano irá tumultuar a grade e efetivamente acontecerá só em 2012.

    Está demorando demais, me planejei pra 2011 considerando essas 30 horas, se nao sair estou lascado.

    Obrigado e parabéns pelo Blog.

    Rodrigo Maia.

    ResponderExcluir
  12. Gostaria de saber de quanto será o reajuste nacional, dos profissionais da educação em 2011.

    meu e-mail é: lindenberg.ac@bol.com.br

    ResponderExcluir